NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL G1


Apresentação da Sinfonia Trampolim da Vitória marca comemorações dos 80 anos da Base Aérea de Natal

Centro militar usado pelos Estados Unidos da 2ª Guerra Mundial tem portões abertos neste domingo (28) para exposição de aeronaves, show do cantor Waldonys e apresentação da Esquadrilha da Fumaça.

Da Redação | Publicada em 28/08/2022 11:13

A Sinfonia Trampolim da Vitória aconteceu no local onde parte da história da 2ª Guerra Mundial foi escrita - o Cine Campal, onde se divertiam os militares brasileiros e americanos, há 80 anos, quando foi instalada a Base Aérea de Natal.

O evento do sábado (27) reuniu famílias inteiras, crianças, jovens e adultos, miliares e veteranos da época. O público assistiu à apresentação da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, que recontou, através da música, o capítulo da aliança entre Brasil e Estados Unidos.

"Hoje o objetivo principal nosso é integrar a sociedade, a nossa comunidade potiguar, às atividades da Base Aérea", afirma o brigadeiro Cólen Guedes, comandante da Base Aérea.

Parte da história de 80 anos da Base Aérea de Natal e da participação do Rio Grande do Norte na 2ª Guerra Mundial é preservada no Centro Cultural Trampolim da Vitória, em Parnamirim.

Neste fim de semana, o centro recebeu pela segunda vez, desde que foi aberto em 2019, a visita de representantes da Embaixadas dos Estados Unidos no Brasil.

"Aqui começou essa relação entre os Estados Unidos e o Rio Grande do Norte. E foi tão importante, porque nossos avós trabalharam aqui para defender a democracia e nossos valores contra a tirania", afirma Douglas Koneff, encarregado de negócios da Embaixada Americana.

As comemorações seguem neste domingo (28). A Base Aérea abre os seus portões ao público às 11h para exposições de aeronaves, show do cantor Waldonys e apresentação da Esquadrilha da Fumaça, às 15h30. A entrada é gratuita, porém os visitantes também podem contribuir com um quilo de alimento não perecível.

PORTAL PODER AÉREO


REVO se expandindo pela FAB


Guilherme Poggio | Publicada em 28/08/2022 12:00

Atualmente contando com três aeronaves de busca e salvamento do modelo (SAR) SC-105 “Amazonas”, o 2º/10º GAV (Esquadrão Pelicano) é uma das unidades da FAB capaz de realizar reabastecimento em voo (REVO). Na verdade esta capacidade tem se expandido na força. Originalmente restrita aos esquadrões de F-5, essa capacidade foi se expandindo não só pelas unidades de caça (esquadrões de A-1, no antigo Mirage 2000 e agora nos F-39), mas também entre algumas unidades de transporte e asas rotativas em tempos recentes.

No Domingo Aéreo realizado na Academia da Força Aérea domingo passado (21/8) o público pôde ver de perto o SC-105 “Amazonas”, matrícula FAB 6551. A aeronave foi incorporada pouco antes da pandemia e por esse motivo ficou “distante” dos olhos da população civil.

O FAB 6551 trouxe a novidade para o Esquadrão Pelicano. Uma sonda para reabastecimento em voo (REVO). Embora a FAB já tivesse incorporado outro SC-105 em 2017 (FAB 6550), a aeronave mais antiga não possuía esta capacidade. Posteriormente ela foi modificada para receber a sonda. Mais recentemente a FAB recebeu o FAB 6552, que também já veio com a sonda instalada de fábrica.

Além da sonda, os SC-105 se destacam dos C-105 mais antigos por possuírem um sistema eletro-óptico de busca de imagem através do espectro infravermelho, o que permite detectar desde uma aeronave acidentada à noite até um náufrago no mar. Este sensor está instalado em uma torreta bem abaixo do do nariz da aeronave.

Outro detalhe curioso é a proteção do domo da antena do radar Elta EL-M-2022A, cuja distância livre até o chão é muito pequena (apenas algumas dezenas de centímetros). Este radar é comum aos três SC-105 e também quipa os P-3AM.

 

 

 

 

REVISTA AERO MAGAZINE


FAB assina contrato com empresa canadense para lançamentos espaciais

Lançamentos espaciais da FAB serão feitos no Centro Espacial de Alcântara

André Magalhães | Publicada em 28/08/2022 11:12

A Força Aérea Brasileira (FAB) assinou contrato com a empresa canadense C6 Launch Systems Incorporated, que se tornou mais uma das selecionadas para realizar lançamentos a partir do Centro Espacial de Alcântara (CEA), no Maranhão. 

O referido contrato faz parte do Edital de Chamamento Público nº 02/2020 da Agência Espacial Brasileira (AEB), de 22 de maio de 2020, que já conta com outras empresas internacionais selecionas.

Uma cerimônia foi realizada em Brasília e contou com oficiais generais da FAB, como o comandante de operações aeroespaciais, Heraldo Luiz Rodrigues, o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Augusto Teixeira de Moura, representantes da C6 Sistemas de Lançamento e Serviços do Brasil e, por vídeoconferência, o CEO da C6, Richard Mccammon.

“Hoje, com a celebração desse contrato, foi dado um passo gigantesco para a exploração no Centro de Lançamento de Alcântara. Paralelamente a isso, a Agência Espacial Brasileira trabalhou junto com o Comando da Aeronáutica para assinarmos alguns acordos que possibilitam a exploração comercial de Alcântara”, disse Heraldo Luiz.

As outras empresas que já haviam sido selecionadas para tais operações são a Hyperion, a Orion AST e a Virgin Orbit. Está última utiliza um Boeing 747 para lançar seus foguetes.