NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL G1


Manaus recebe carga com 200 cilindros de oxigênio

Consumo de oxigênio em unidades de saúde de Manaus está seis vezes maior por conta do surto de Covid-19 que a capital vivencia,

Por G1 Am | Publicada em 12/01/2021 14:32

Uma carga com 200 cilindros de oxigênio chegou a Manaus, na manhã desta terça-feira (12). O gás foi enviado de São Paulo em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Na noite de segunda-feira (11), uma remessa de 50 mil metros cúbicos desembarcou na capital amazonense por via fluvial, vinda de Belém.

O consumo de oxigênio em unidades de saúde de Manaus está seis vezes maior por conta do surto de Covid-19 que a capital vivencia.

A remessa é parte de uma carga de 30 mil metros cúbicos programados para serem transportados de Guarulhos (SP) para Manaus até a próxima quinta-feira (14).

O oxigênio transportado pertence à empresa White Martins, fornecedora dos hospitais da rede estadual de saúde. Na semana passada, a empresa informou que o consumo de oxigênio quintuplicou e que estava operando no limite da sua capacidade. O governo do Estado teve de pedir ajuda às Forças Armadas para o transporte do produto de outras regiões do país.

O consumo está relacionado ao aumento súbito de internações na rede pública e privada, principalmente nas últimas duas semanas.

Além dos 200 cilindros de hoje, uma remessa de 150 cilindros está programada para chegar na quarta-feira (13) e outra de 150 cilindros na quinta-feira (14), que equivalem juntas a 5 mil metros cúbicos. Outros 25 mil metros cúbicos em isotanques também estão na programação de voos desta semana da FAB, partindo do aeroporto de Guarulhos.

 

 

 

PORTAL DEFESANET


FAB transporta mais de 24 toneladas de cilindros de oxigênio para Manaus (AM)

Os equipamentos serão utilizados em hospitais, para o combate ao novo Coronavírus

Tenente Letícia Faria E Capitão Oliveira Lima | Publicada em 12/01/2021 11:20

A aeronave C-130 Hércules, operada pelo Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1º/1º GT), Esquadrão Gordo, cumpriu nos dias 8 e 10 de janeiro, missão de Transporte Aéreo Logístico em apoio à Operação COVID-19. Na sexta-feira (8), o avião decolou da Ala 9, em Belém, às 18h20 (horário de Brasília), e pousou na Ala 8, em Manaus, às 20h55. No domingo (10), decolou às 12h55 e pousou às 15h30, realizando o mesmo percurso. Foram transportadas 24,5 toneladas de cilindros de oxigênio. Os equipamentos serão utilizados em hospitais de Manaus, no atendimento de pacientes da COVID-19. 

O Comandante da aeronave FAB 2476, Capitão Aviador Rodrigo dos Santos Roeles, comenta a atuação na missão. “A demanda é grande para atender às necessidades dos hospitais em Manaus e, participar desta missão nos deixa felizes por ajudar nossos compatriotas, levando condições e estrutura para atendimento no combate à COVID”, destaca.

Operação COVID-19

Proteger os cidadãos é uma das funções precípuas das Forças Armadas. Nesse intuito, o Ministério da Defesa, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira enfrentam, juntos, a pandemia de COVID-19 no País. A Operação ocorre em um espaço territorial de grandes proporções, nas 27 unidades federativas, com características e necessidades diferentes e com uma população de cerca de 210 milhões de pessoas. 

As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, distribuição de kits de alimentos para pessoas de baixa renda, higienização de lugares públicos, doação de refeições para caminhoneiros, dentre outras. Na execução dessas atividades, os militares atuam organizados em dez Comandos Conjuntos que cobrem todo o território nacional, bem como no Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE). Esses Comandos reúnem militares das três Forças, que desenvolvem esforços no cumprimento das missões.

PORTAL AEROFLAP


KC-390 Millennium da FAB decola rumo aos EUA para participar de Exercício Operacional Conjunto


André Magalhães | Publicada em 12/01/2021 16:00

O KC-390 Millennium decolou nesta terça feira, dia 12/01, da Base Aérea de Anápolis (ALA-2), em Goiás para realizar um Exercício Operacional em Lousiana, nos Estados Unidos.

A ação inédita ocorrerá entre os dias 12 de janeiro e 05 de fevereiro e trata-se Exercício Culminating. 

A mais nova aeronave de transporte da FAB vai realizar escalas em Boa Vista, Roraima e San Juan e Porto Rico. 

A tripulação é composta por 21 militares do Esquadrão Zeus, que integrarão o exercício militar.

Já nos EUA, o KC-390 vai cumprir missões de lançamento d eparaquedistas brasileiros e norte-americanos. Em uma determinada noite o KC-390 vai participar de uma missão em pacote que encolverá um total de 16 aeronaves e serão lançados ao todo mais de 4 mil paraquedistas.

“A aeronave KC-390 tem capacidades novas. Isso torna necessário um desenvolvimento de uma doutrina tanto para a Fab quanto para o Exército. Nesse exercício, poderemos ver como operam as aeronaves que têm sistemas semelhantes e qual doutrina utilizam. Vamos aprender com eles, trazer esses conhecimentos e adaptar aqui no Brasil”, disse em entrevista ao Ministério da Defesa, o comandante do Esquadrão Zeus, Tenente-Coronel Aviador Luiz Fernando Rezende Ferraz

A presença brasileira também contar com o Exército Brasileiro que já enviou para os EUA   203 militares.

A FAB já recebeu quatro unidades do KC-390, a primeira foi entregue em setembro de 2019 e a última no dia 19 de dezembro de 2020. Ao todo a ALA-2 vai abrigar 28 unidades da aeronave, além dos 36 caças Gripen F-39E/F.

DEFESA AÉREA & NAVAL


KC-390 decola para os Estados Unidos para participar do Exercício Culminating


Guilherme Wiltgen | Publicada em 12/01/2021 19:25

A aeronave KC-390 Millennium decolou na madrugada desta terça-feira (12/01) da Ala 2  (Base Aérea de Anápolis) rumo à Louisiana, nos Estados Unidos, para participar do Exercício Operacional Culminating até o próximo dia 5 de fevereiro. Embarcaram na aeronave 21 militares do 1° Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) e três militares do Exército Brasileiro que irão participar do exercício.

A primeira parada da aeronave foi em Boa Vista (RR) e, na sequência, o KC-390 realizou pouso técnico em Porto Rico, de onde seguiu para o Aeroporto de Alexandria, em Louisiana. De lá os militares se deslocam para Fort Polk, uma unidade do exército norte-americano, que será a base dos participantes.

O treinamento envolve o emprego de militares do Exército Brasileiro e do Exército dos Estados Unidos em diversas missões, entre elas, operações aeroterrestres com a participação das aeronaves KC-130J, C-17 e do KC-390 Millennium.

O embarque para a o Exercício Culminating é uma fase inédita na implantação da aeronave na Força Aérea Brasileira (FAB). “A primeira participação do KC-390 em um exercício operacional é o coroamento de três anos de implantação da aeronave na FAB”, destacou o Comandante do 1° Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT), Tenente-Coronel Luiz Fernando Rezende Ferraz.

Após mais de um ano do recebimento do primeiro KC-390 pela Força Aérea Brasileira, o 1° GTT já está operando quatro aeronaves, as quais realizam missões fundamentais para o Brasil, como a atuação na Operação COVID-19 de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. “Tenho certeza que os militares estão prontos para cumprir as missões para representar bem o Brasil no Exercício Operacional Culminating”, complementou o Coronel Ferraz.

De acordo com o comandante da Ala 2  (Base Aérea de Anápolis), Coronel Aviador Gustavo Pestana Garcez, houve uma preparação especial, não só dos militares, como também da aeronave KC-390 para participar do exercício. “Essa preparação mostra a capacidade da FAB de, em pouco tempo, formar tripulantes operacionais e deixá-los prontos para um treinamento com essa envergadura”, explica.

A preparação também contou com a participação efetiva de diversos órgãos, entre eles, o Comando de Preparo (COMPREP), que é responsável por estabelecer a doutrina e determinar os detalhes do treinamento; o Comando-Geral de Apoio (COMGAP) e a Comissão Coordenadora da Aeronave de Combate (COPAC), que foram fundamentais na preparação da aeronave e da logística necessária; além do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), que coordenou todos os detalhes determinantes para a participação no exercício.

A aeronave multimissão de fabricação e desenvolvimento nacional, foi concebida tendo como característica fundamental a interoperabilidade, de forma a integrar não só as missões da Força Aérea, mas também do Exército e da Marinha. No Exercício Culminating esse aspecto é colocado em evidência já no embarque no Brasil. A aeronave, que será utilizada para a realização de saltos dos militares do Exército, também está transportando os equipamentos que serão utilizados pelos paraquedistas brasileiros.

A Sargento Fernanda De Paula é uma das loadmasters da missão, militar responsável pela coordenação da carga, e explica como os equipamentos são alocados. “Estamos levando oito toneladas de carga, entre material para os paraquedistas e material do esquadrão. Nós preparamos a carga, de forma que o centro de gravidade da aeronave fique dentro do padrão de performance de voo”, explica sobre a organização no interior do KC-390, que possui um moderno sistema de paletização.

Além da função específica durante o traslado, o loadmaster também tem papel fundamental nos treinamentos executados no Exercício Operacional, pois são eles que se comunicam com os paraquedistas nos momentos prévios ao salto para passar informações sobre a aeronave. “Durante o treinamento, nosso maior desafio será a comunicação em uma língua diferente do português, já que a nossa função é passar aos paraquedistas tudo que nós estamos fazendo, por exemplo, comunicar os momentos de salto. Mas nos preparamos para esse momento e temos certeza que será bem executado”, ressaltou a militar.

KC-390 Millennium

O KC-390 Millennium e a tripulação vêm passando por fases de certificação e, após a conclusão de determinadas etapas, as tripulações passam a operar as diversas funcionalidades do avião até atingir a capacidade final de operação (Final Operational Capability – FOC), que estará disponível em todos os KC-390 Millennium da FAB.

Vídeo – KC-390 vai participar do Exercício Culminating nos EUA


Guilherme Wiltgen | Publicada em 12/01/2021 19:31

A aeronave KC-390 Millennium decolou da Ala 2, Base Aérea de Anápolis, para participar pela primeira vez de um Exercício Operacional, o Exercício Culminating, realizado em Louisiana, Estados Unidos.

Está prevista a participação das aeronaves KC-130J e C-17 e o salto de paraquedistas brasileiros e norte-americanos.

OUTRAS MÍDIAS


CORREIO WEB - Aeronáutica abre inscrições para mais de 200 vagas de sargentos

Sâo oferecidas 231 vagas para ambos os sexos

Mariana Fernandes | Publicada em 12/01/2021 08:29

A Força Aérea Brasileira está com inscrições abertas para o exame de admissão para Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento da Aeronáutica do ano de 2022. Sâo oferecidas 231 vagas para ambos os sexos.

As inscrições seguem até 10 de fevereiro de 2021. O interessado deverá se inscrever pelo site da Aeronáutica e efetuar o pagamento da taxa de participação no valor de R$ 60.

Candidatos participantes do Cadúnico, integrantes de família baixa renda e doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção da taxa.

As chances são para homens e mulheres profissionais nas áreas de administração (60), eletrônica (32), enfermagem (48), eletricidade (20), informática (38), laboratório (8), obras (12), pavimentação (4), radiologia (5) e topografia (4).

Como pré-requisito, é necessário ter ensino técnico completo na área designada e ter entre 17 e 25 anos na data da matrícula do estágio.

Remuneração

Aos matriculados, será oferecida uma bolsa no valor de R$ 1.066. Após a conclusão do EAGS, o profissional, já com título de terceiro-sargento, deverá receber remuneração de R$ 3.825.

Etapas

Como forma de seleção, o concurso contará com as etapas de prova objetiva, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico, prova prática da especialidade, procedimento de heteroidentificação complementar e validação documental. Sendo a primeira fase, a prova objetiva já está marcada para 25 de abril. O exame contará com questões sobre língua portuguesa e conhecimentos específicos das áreas.

As etapas serão aplicadas nos municípios de Belém - PA, Recife - PE, Natal - RN, Rio de Janeiro - RJ, Belo Horizonte - MG, São Paulo - SP, São José dos Campos - SP, Campo Grande - MS, Canoas - RS, Santa Maria - RS, Curitiba - PR, Brasília - DF, Manaus - AM, Porto Velho - RO e Boa Vista - RR.

Estágio

O estágio de adaptação à graduação é ministrado sob regime de internato militar, em Guaratinguetá-SP, com duração aproximada de um ano e abrange instruções nos Campos Militar e Técnico-Especializado.

Um período de instrução de aproximadamente 40 dias corridos, em regime de internato, contados a partir da data do início do estágio, será ministrado exclusivamente de forma coletiva aos que vierem a ser matriculados, fazendo parte do período probatório para verificação da aptidão ao estágio, estando inserido na instrução do Campo Militar.

Aqueles que concluírem com êxito o estágio, segundo o Plano de Avaliação, estarão em condições de compor o Quadro de Suboficiais e Sargentos da Aeronáutica (QSS), do Corpo do Pessoal Graduado da Aeronáutica (CPGAER).

Durante a realização do estágio, o aluno estará sujeito ao regime escolar da EEAR e fará jus à mesma remuneração que percebia por ocasião da matrícula, se militar da ativa da Aeronáutica, ou fixada em lei, além de alimentação, alojamento, fardamento, assistência médico-hospitalar e dentária.

Vale lembrar também que, não ter filhos ou dependentes e não ser casado ou haver constituído união estável, por incompatibilidade com o regime exigido para formação ou graduação, constituem condições essenciais para ingresso e permanência nos órgãos de formação ou graduação de oficiais e de praças que os mantenham em regime de internato, de dedicação exclusiva e de disponibilidade permanente peculiar à carreira militar.

O aluno que concluir o EAGS estágio com aproveitamento será promovido à graduação de Terceiro-sargento.

Veja o edital. 

CAVOK - Veja em imagens como foi a partida do KC-390 da FAB para exercício operacional nos EUA

A aeronave decolou da Ala 2 (Base Aérea de Anápolis) com a tripulação e militares do Exército, além de carga de apoio ao exercício

Fernando Valduga | Publicada em 12/01/2021 20:40

A aeronave KC-390 Millennium decolou na madrugada desta terça-feira (12/01) da Ala 2 – Base Aérea de Anápolis rumo à Louisiana, nos Estados Unidos, para participar do Exercício Operacional Culminating até o próximo dia 5 de fevereiro.

Embarcaram na aeronave 21 militares do 1° Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) e três militares do Exército Brasileiro que irão participar do exercício.

A primeira parada da aeronave foi em Boa Vista (RR) e, na sequência, o KC-390 realizou pouso técnico em Porto Rico, de onde seguiu para o Aeroporto de Alexandria, em Louisiana. De lá os militares se deslocam para Fort Polk, uma unidade do exército norte-americano, que será a base dos participantes.

O treinamento envolve o emprego de militares do Exército Brasileiro e do Exército dos Estados Unidos em diversas missões, entre elas, operações aeroterrestres com a participação das aeronaves KC-130J, C-17 e do KC-390 Millennium.

O embarque para a o Exercício Culminating é uma fase inédita na implantação da aeronave na Força Aérea Brasileira (FAB). “A primeira participação do KC-390 em um exercício operacional é o coroamento de três anos de implantação da aeronave na FAB”, destacou o Comandante do 1° Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT), Tenente-Coronel Luiz Fernando Rezende Ferraz.

Após mais de um ano do recebimento do primeiro KC-390 pela Força Aérea Brasileira, o 1° GTT já está operando quatro aeronaves, as quais realizam missões fundamentais para o Brasil, como a atuação na Operação COVID-19 de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. “Tenho certeza que os militares estão prontos para cumprir as missões para representar bem o Brasil no Exercício Operacional Culminating”, complementou o Tenente-Coronel Ferraz.

De acordo com o comandante da Ala 2 – Base Aérea de Anápolis, Coronel Aviador Gustavo Pestana Garcez, houve uma preparação especial, não só dos militares, como também da aeronave KC-390 para participar do exercício. “Essa preparação mostra a capacidade da FAB de, em pouco tempo, formar tripulantes operacionais e deixá-los prontos para um treinamento com essa envergadura”, explica.

A preparação também contou com a participação efetiva de diversos órgãos, entre eles, o Comando de Preparo (COMPREP), que é responsável por estabelecer a doutrina e determinar os detalhes do treinamento; o Comando-Geral de Apoio (COMGAP) e a Comissão Coordenadora da Aeronave de Combate (COPAC), que foram fundamentais na preparação da aeronave e da logística necessária; além do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), que coordenou todos os detalhes determinantes para a participação no exercício.

A aeronave multimissão de fabricação e desenvolvimento nacional, foi concebida tendo como característica fundamental a interoperabilidade, de forma a integrar não só as missões da Força Aérea, mas também do Exército e da Marinha. No Exercício Culminating esse aspecto é colocado em evidência já no embarque no Brasil. A aeronave, que será utilizada para a realização de saltos dos militares do Exército, também está transportando os equipamentos que serão utilizados pelos paraquedistas brasileiros.

A Sargento Fernanda De Paula é uma das loadmasters da missão, militar responsável pela coordenação da carga, e explica como os equipamentos são alocados. “Estamos levando oito toneladas de carga, entre material para os paraquedistas e material do esquadrão. Nós preparamos a carga, de forma que o centro de gravidade da aeronave fique dentro do padrão de performance de voo”, explica sobre a organização no interior do KC-390, que possui um moderno sistema de paletização.

Além da função específica durante o traslado, o loadmaster também tem papel fundamental nos treinamentos executados no Exercício Operacional, pois são eles que se comunicam com os paraquedistas nos momentos prévios ao salto para passar informações sobre a aeronave. “Durante o treinamento, nosso maior desafio será a comunicação em uma língua diferente do português, já que a nossa função é passar aos paraquedistas tudo que nós estamos fazendo, por exemplo, comunicar os momentos de salto. Mas nos preparamos para esse momento e temos certeza que será bem executado”, ressaltou a militar.

KC-390 Millennium

O KC-390 Millennium e a tripulação vêm passando por fases de certificação e, após a conclusão de determinadas etapas, as tripulações passam a operar as diversas funcionalidades do avião até atingir a capacidade final de operação (Final Operational Capability – FOC), que estará disponível em todos os KC-390 Millennium da FAB.

Fotos: Sargento Bianca Viol/ CECOMSAER – Vídeo: Suboficial Barros/ CECOMSAER
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Iris Vasconcellos