PÁGINA INICIAL > NOTICIAS > IMPRIME > 34409 > ESPORTE COM MEDALHAS DE OURO, PRATA E BRONZE, ATLETAS DA FAB INICIAM PARTICIPA����O NO PAN AMERICANO

ESPORTE

Com medalhas de ouro, prata e bronze, atletas da FAB iniciam participação no Pan-Americano

Publicado: 2019-07-30 14:47:15
A delegação Brasileira conta com a participação de 38 atletas militares da Força Aérea Brasileira de 15 modalidades diferentes

Atletas da Força Aérea Brasileira (FAB) conquistaram medalhas nas modalidades de ginástica artística, triatlo e tiro esportivo, nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, que iniciaram nesse sábado (27/07). A delegação brasileira conta com a participação de 38 militares do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR) de 15 modalidades.

A Sargento Vittória Lopes conquistou a primeira medalha de militares da FAB no PAN-2019. Com o tempo de 2:01:27, a atleta ficou em segundo lugar no triatlo, atrás, apenas, da também brasileira Luisa Baptista, que completou a prova com o tempo de 2:00:55.

“Poder representar o Brasil no pódio me deixou muito feliz. E poder compartilhar o pódio com outra parceira de equipe fez a alegria completa da casa”, disse a Sargento Vittória, muito emocionada.

No domingo (28/07), foi a vez de o Coronel Aviador Júlio Almeida, atleta veterano com quatro participações em pan-americanos, conquistar o bronze na prova Pistola de Ar 10m, marcando um total de 217.3 pontos na final. Essa foi a sua sétima medalha nos jogos.

Ainda no domingo, os Sargentos Arthur Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza, Barreto Junior e Luis Porto conquistaram o lugar mais alto do pódio na modalidade de Ginástica Artística por equipes. Com 250.450 pontos no total, a equipe brasileira ficou com o ouro, a equipe dos Estados Unidos com a prata e a do Canadá com o bronze.

O Sargento Arthur Zanetti comentou como foi esperar pelo resultado da equipe dos Estados Unidos. “Foi um sofrimento, e eu fazendo as contas todas erradas, já nem sabia o que estava fazendo. Competir antes, ainda mais com os EUA no segundo grupo com uma equipe excelente, é muito complicado. No final, deu tudo certo”, disse Zanetti. "Eles são bem constantes, mas nós levamos a melhor e temos que trabalhar duro para as próximas finais porque, certamente, eles virão com tudo”, concluiu.

Fotos: Alexandre Loureiro / COB; Wander Roberto / COB; Time Brasil