NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL DEFESANET


CINDACTA IV controla o espaço aéreo de mais de 60% do território nacional


Ministério Da Defesa | Publicada em 17/02/2020 11:25

Sediado em Manaus, o quarto Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA IV) faz parte do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA).

O Centro tem como missão executar as atividades relacionadas à vigilância e ao controle da circulação aérea geral, bem como conduzir as aeronaves que promovem a manutenção da integridade e da soberania do espaço aéreo brasileiro, nas áreas sob sua responsabilidade na Região Amazônica.

Para esse fim, conta com 1.700 militares e servidores civis, distribuídos em 26 Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA), além da própria sede, situada em Manaus.

Dotado de pessoal altamente qualificado e de equipamentos tecnologicamente diferenciados, o CINDACTA IV cuida de, aproximadamente, 60% do espaço aéreo nacional, seja por meio de controle do tráfego aéreo comercial, seja no combate a ilícitos, utilizando aeronaves militares; ou mesmo na Busca e Salvamento (SAR), em terra, rios e mar, em apoio à Marinha do Brasil, por meio do SALVAERO-Amazônico.

Para o Coronel Aviador Alexander Santopietro, Comandante do CINDACTA IV, “é um orgulho liderar uma unidade que contribui para a segurança do espaço aéreo brasileiro”. Santopietro ressalta que, quando conversa com pilotos comerciais, recebe constantes elogios pelo trabalho realizado pela Força Aérea Brasileira (FAB). “É gratificante receber feedbacks positivos de usuários do sistema”, destacou.

O comandante enfatizou, ainda, que a criação de uma sala técnica remota, destinada à realização de mais de 290.000 manutenções anuais programadas, possibilitou o incremento da capacidade de manutenção a distância e propiciou a redução de 80% nos gastos com manutenção preventiva e de 54% com homem-hora.

Caso essas manutenções não fossem feitas, poderia haver prejuízos à segurança, desde o aumento da espera de aeronaves no ar até o fechamento de aeroportos, o que geraria transtornos, tanto para os passageiros como para as empresas. 

“É bom saber que, por detrás da voz que auxilia o piloto, existe um ou uma militar da FAB na orientação dos procedimentos”, ressaltou.

O CINDACTA IV realiza atividades técnicas e operacionais de acordo com a tarefa desenvolvida. No tocante às atividades técnicas, desenvolve ações na área de Meteorologia Aeronáutica, Defesa Aeroespacial, Gerenciamento de Tráfego Aéreo, Telecomunicações Aeronáuticas e Informações Aeronáuticas, além de busca e salvamento.

No Centro de Controle de Área Amazônico (ACCAz), por exemplo, que abrange os controles dos espaços aéreos de Porto Velho (RO), de Belém (PA), e de Manaus (AM) é realizado o acompanhamento de todos os voos para essas áreas e orientados os procedimentos de aproximações para pousos e pós decolagem.

Já o setor que cuida de combate a ilícitos, monitora a área e conduz interrogatórios necessários nos casos de percepção de ingresso de aeronaves não identificadas, no espaço aéreo brasileiro.

O Major Especialista Renato Wilson Souza Oliveira, que trabalha na área de controle aéreo há mais de vinte anos, disse que, para ele, “é um orgulho ajudar no desenvolvimento do país por meio da contribuição para a segurança do voo, e, com isso, propiciar que brasileiros e estrangeiros possam circular, por via aérea, para trabalhar e se divertir, com a certeza de que a missão da Força Aérea está sendo bem executada.

O CINDACTA também atua na Busca e Salvamento, em terra, nos rios e no mar, em apoio à Marinha, e no controle aéreo de aeronaves militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea, quando atuam de forma integrada, em operações conjuntas, como aconteceu na Operação Verde Brasil, que combateu incêndios e ilícitos ambientais na Amazônia, no final de 2019.

MINISTÉRIO DA DEFESA


Boletim n°8: Operação Regresso à Pátria Amada Brasil


Assessoria De Comunicação Social (ascom) | Publicada em 17/02/2020 20:04

Nesta segunda-feira (17/02), todos os hóspedes que se encontram em quarentena na Ala 2 – Base Aérea de Anápolis – passaram pelas avaliações clínicas previstas e permanecem com o quadro assintomático.

Pela manhã, foram coletadas novas amostras para realização do segundo exame de detecção do novo coronavírus.

A Operação Regresso à Pátria Amada Brasil reitera seu compromisso com o bem estar de todos os envolvidos na operação e com a segurança da população brasileira.

OUTRAS MÍDIAS


FOLHA DE BARBACENA - Inscrições abertas para a 4ª Corrida do Especialista, em Barbacena


Publicada em 17/02/2020 10:14

A Associação dos Suboficiais e Sargentos da Guarnição de Aeronáutica de Barbacena (CASSAB) promoverá, no próximo dia 15 de março, a 4ª edição da Corrida do Especialista. O evento é mais um dos que fazem parte das comemorações ao Dia do Especialista de Aeronáutica, celebrado pelo Comando da Aeronáutica (COMAER) no dia 25 de março. A largada está prevista para as 9h, em frente a sede do CASSAB, localizada na Rua Brigadeiro Eduardo Gomes, s / n°, na Vila dos Sargentos.

Os interessados deverão realizar as inscrições até o dia 10 de março no site do Corridão. No site também poderá ser consultado o trajeto da corrida bem como o regulamento da prova. Serão disponibilizadas 250 vagas e o valor da inscrição é de R$ 40 (quarenta reais), dando ao participante o direito ao kit do atleta, contando com camisa, chip de cronometragem, número de identificação, medalha de participação, lanche e hidratação. A organização da prova conta com o apoio da Associação dos Corredores de Rua de Barbacena (ASCORB), é homologada pela Federação Mineira de Atletismo (FMA) e todos os participantes estarão segurados pela apólice do Plano de Seguro de Pessoas, contratado pela organização.

Aos sócios titulares do CASSAB, a inscrição é gratuita, contudo, o associado deverá realizar sua inscrição, obrigatoriamente, na sede do Clube até o dia 29 de fevereiro.

Haverá premiação para os cinco primeiros colocados na categoria geral masculino e feminino, para os três primeiros Especialistas masculino e feminino, além de premiação aos três primeiros colocados de cada faixa etária, masculino e feminino.

Encerrando as comemorações ao Dia do Especialista, o CASSAB promoverá o tradicional Baile do Especialista, no dia 21 de março e as reservas de convites e mesas para o baile deverão ser realizadas na secretaria do Clube.

Mais informações sobre a 4ª corrida do Especialista e demais atividades desenvolvidas pelo CASSAB poderão ser obtidas no site do Clube.

Informações (32)98423-5356 / (32)3052-7282 ou pelo e-mail: contato.cassab@hotmail.com.

PORTAL NOVA CONCURSO - Concurso Aeronáutica EEAR: Estão abertas as inscrições


Thiago Machado | Publicada em 17/02/2020 16:00

As inscrições do concurso Aeronáutica EEAR (Formação de Sargentos da Aeronáutica), ficarão abertas até o dia 18 de março de 2020. Edital traz a oferta de 220 vagas para o nível médio.

Como fazer a inscrição do concurso Aeronáutica EEAR?

As inscrições ficarão disponíveis até às 15 horas do dia 18 de março de 2020.

Para se inscrever, o candidato deverá acessar o site da banca organizadora, Aeronáutica .

A taxa de inscrição tem o valor fixo de R$ 60,00.

O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 27 de março de 2020.

Vagas e salários do concurso Aeronáutica EEAR

O certame oferta 220 vagas de caráter imediato, destinado para cargos de nível médio. As oportunidades são para as seguintes carreiras:

Aeronavegantes

Equipe de Voo (6);

Mecânico de Aeronaves (47);

Material Bélico (11).

Não-Aeronavegantes

Guarda e Segurança (28).

Controle de Tráfego Aéreo

Controle de Tráfego Aéreo (128).

Como será a prova do concurso Aeronáutica EEAR?

A avaliação dos candidatos será por meio de provas objetivas (para todos os cargos), realizada na data prevista de 07 de junho de 2020, com início às 09h40min.

Os locais de realização da prova serão informados pelo site da banca organizadora, Aeronáutica, a partir do dia 06 de junho de 2020.

As provas objetivas serão aplicadas nas seguintes cidades: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Boa Vista (RR), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Canoas (RS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Santa Maria (RS), São José dos Campos (SP), São Paulo (SP).

Ocorrerá ainda outras etapas avaliativas, sendo elas:

Inspeção de Saúde (INSPSAU);

Exame de Aptidão Psicológica (EAP);

Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF);

Procedimento de Heteroidentificação Complementar;

Validação Documental.

O conteúdo programático da prova irá constar as disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Física.

NSC TOTAL - Fiesc inicia a organização da SC Expo Defense 2021


Estela Benetti | Publicada em 17/02/2020 20:15

O sucesso da primeira SC Expo Defense, feira de tecnologias e produtos para as forças armadas, realizada no final de setembro do ano passado, em Florianópolis, motivou a continuidade do evento. A organização da segunda edição, que será em 2021, começou. Nesta segunda-feira, o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, e o presidente do Comitê da Indústria de Defesa da entidade (Comdefesa), Cesar Augusto Olsen, tiveram uma série de reuniões com lideranças das Forças Armadas em Brasília. Visitaram os comandos da Aeronáutica e do Exército, o Ministério da Defesa e a Apex-Brasil.

- A SC Expo Defense tem a parceria incondicional das Forças Armadas – afirmou Mario Aguiar após a série de reuniões que ele considerou muito positivas em Brasília.

Os dois industriais foram recebidos na Aeronáutica pelo comandante da Força Aérea Brasileira, o tenente-brigadeiro do ar Antônio Carlos Moretti Bermudez. No Ministério da Defesa o encontro foi com o secretário de Produtos de Defesa, Marcos Rosas Degaut Pontes. No comando do Exército falaram com o general de divisão Richard Fernandez Nunes, chefe de comunicação social da instituição.

Para a Fiesc, as indústrias que fornecem para as Forças Armadas tendem a ser mais inovadoras. Por isso a entidade criou o Comdefesa, que já promoveu mais de 60 encontros de representantes da indústria com líderes das Forças Armadas. O Brasil conta com 90 empresas estratégicas de defesa e, dessas, seis são de Santa Catarina.