NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL G1


União Europeia estabelece novo prazo para decidir sobre acordo Boeing-Embraer

Uma decisão sobre a fusão das duas empresas pode ser tomada até 30 de abril. Além da aprovação dos reguladores europeus, acordo também depende do aval do Cade.

Publicada em 09/01/2020 09:45

Os reguladores de mercado da União Europeia estabeleceram novo prazo para decidir sobre acordo entre as fabricantes de aviões Boeing e Embraer. A análise estava suspensa até a última segunda-feira e, agora, uma decisão sobre fusão pode ser tomada até 30 de abril.

No fim de dezembro, os reguladores europeus teriam solicitado mais de 1,5 milhão de páginas de informações e dados em mais de 20 anos de campanhas de vendas das companhias. As preocupações da Comissão Europeia se devem à redução do número de participantes importantes no mercado global de jatos.

A fabricante brasileira de aeronaves Embraer concluiu nos primeiros dias deste ano a cisão do negócio de aviação comercial, conforme previsto no cronograma do acordo com Boeing.

A negociação entre as fabricantes de aeronaves prevê a criação de uma joint venture que englobará o braço de aviação comercial da Embraer. Assim, a Boeing deterá 80% da nova empresa, enquanto a Embraer terá 20%.

Além da aprovação dos reguladores europeus, o acordo depende do aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O novo prazo estabelecido pela União Europeia pode ser interpretado negativamente pelo mercado, uma vez que a transação está sob análise dos europeus desde 30 de agosto de 2019.

PORTAL DEFESANET


EB coordena primeira interiorização de venezuelanos no Brasil em 2020


Publicada em 09/01/2020 11:00

O Exército Brasileiro prossegue empenhado no acolhimento de venezuelanos que deixam sua terra natal por conta da grave crise que afeta o país vizinho. Nos dias 5 e 6 de janeiro, 48 imigrantes deixaram os abrigos da Operação Acolhida em Pacaraima (RR) e percorreram cerca de cinco mil quilômetros dentro de uma aeronave da Força Aérea Brasileira.

O avião partiu de Boa Vista (RR) com destino ao Rio de Janeiro (RJ) e foi o primeiro voo de interiorização do ano 2020. Eles foram recepcionados por militares da Companhia de Comando da 1ª Região Militar (Cia Cmdo 1ª RM), para o prosseguimento do processo de interiorização.

O efetivo era composto por homens, mulheres e crianças e foi dividido em dois grupos. A Cia Cmdo 1ª RM realizou a recepção, a segurança e o transporte de 27 imigrantes, que foram conduzidos para o abrigo Centro Social Missionário, na cidade do Rio de Janeiro. Também foi providenciado o transporte de 21 imigrantes que foram interiorizados na cidade de Juiz de Fora (MG).

PORTAL METROPOLES (DF)


CEB vai trocar geladeiras de 4 mil famílias carentes no DF

Apenas quem é considerado baixa renda será contemplado com as substituições, previstas para sem iniciadas no fim do 1º trimestre deste ano

Francisco Dutra | Publicada em 09/01/2020 19:00

A Companhia Energética de Brasília (CEB) vai trocar 4 mil geladeiras e 250 mil lâmpadas de famílias carentes do Distrito Federal. A estatal ainda pretende investir na regularização de 500 pontos de consumo clandestinos. Palestras socieducativas, ações de reciclagem e mais de 50 mil visitas também serão colocadas em marcha a partir do fim do primeiro trimestre de 2020.

O pacote de ações representa investimento de R$ 11.177.920,00. De acordo com o presidente da CEB, Edison Garcia, a campanha é uma exigência da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel): as concessionárias devem aplicar 0,50% da receita líquida em projetos destinados à promoção do consumo racional de energia elétrica. A determinação está descrita na Lei nº 9.991 de 2000.

No caso dos comunidades de baixa renda, o projeto recebeu, neste ano, o nome de Agente CEB. Segundo Garcia, as substituições de geladeiras e lâmpadas vão ocorrer apenas para clientes da companhia. Ou seja, quem recebe luz por meio das famosas “gambiarras”, está fora. “É um incentivo para a regularização no Distrito Federal“, pontuou.

No caso lâmpadas, unidades antigas serão repostas por equipamentos de LED. Após as trocas, geladeiras e luminárias mais velhas serão encaminhadas para a reciclagem.

Regras

Segundo o diretor de regulação da CEB, Wanderson Silva de Menezes, no caso das novas geladeiras e lâmpadas, os clientes dentro do perfil não precisam procurar a empresa para se cadastrar. A seleção será feita por uma equipe de pessoas da própria comunidade.

Coordenado por uma agente social, o grupo visita as residências das áreas mais carentes de cada região e seleciona quais geladeiras devem ser trocadas.

“Os imóveis selecionados serão, então, visitados por um eletrotécnico da CEB, que fará a verificação da real necessidade da troca. Aprovada, o eletrodoméstico recebe um selo que deve permanecer intacto até o dia previsto para a distribuição”, completou.

R$ 30 milhões

Dentro do programa de eficiência, a estatal financia ações para a economia de energia em grandes instituições. Nesta quinta-feira (09/01/2020), a CEB assinou contrato de parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB) com intuito de modernizar e aprimorar o sistema de energia da Base Aérea de Brasília, situada ao lado do Aeroporto Internacional de Brasília.

A estatal investirá R$ 4 milhões, enquanto os militares gastarão R$ 1 milhão no projeto, que envolve troca de equipamentos e a construção de usina de células fotovoltaicas.

Para 2020, a estatal pretende licitar mais R$ 30 milhões parcerias com órgãos públicos locais, federais e empresas.