NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


MINISTÉRIO DA DEFESA


Ministro da Defesa acompanha ações da Verde Brasil 2, em Rondônia


Mariana Alvarenga | Publicada em 03/07/2020 14:21

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, esteve na quinta-feira (02) na 17° Brigada de Infantaria de Selva, para receber informações sobre o andamento da primeira fase da Operação Verde Brasil. Ele foi recebido pelo Governador de Rondônia, Marcos Rocha; pelo Comandante do Comando Conjunto da Amazônia, General Guilherme Cals Teóphilo; pelo Comandante da Brigada, General Luciano Lima; e por membros da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental, a Sedam, e oficiais militares.

O General Lima fez breve explanação das atividades realizadas pela Operação Verde Brasil 2 até o momento. Ele enfatizou que a missão ocorre com o trabalho integrado de agências. Uma das ações foi a intensificação da fiscalização fluvial, com agentes do Ibama e da Polícia Ambiental do Amazonas.

O Comandante destacou que a Sedam tem o conhecimento para aplicar as multas nas áreas que as Forças Armadas atuam. O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) retira a madeira ilegal das madeireiras. “Contamos com o apoio da inteligência da Polícia Federal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, analistas do Comando Militar da Amazônia, relatórios da Agência Brasileira de Inteligência”, explicou o General. Ele ressaltou, ainda, o apoio de três aeronaves da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Os agentes envolvidos na Operação Verde Brasil fiscalizam madeireiras, realizam medição de madeira e de aplicação de multas, além de patrulhas em unidades de conservação de terras indígenas com acompanhamento da Fundação Nacional do Índio (Funai). “Costumamos dizer que o crime ambiental tem início, meio, fim e deslocamento. A madeira retirada da floresta tem que sair de alguma forma. E só há dois caminhos: estradas, que contam com patrulhamento da Polícia Rodoviária, e rios, onde a Marinha atua. Então, se a gente conseguir bloquear estrada e rio, os caminhões que levam as toras são apreendidos no caminho”, detalhou o General Lima.

A 17ª Brigada de Infantaria de Selva criou o aplicativo Guardiães da Amazônia, que permite a qualquer pessoa denunciar crimes ambientais de desmatamento, queimadas e garimpo ilegal na região. O registro pode ser feito de forma anônima, se o denunciante assim o preferir, precisando apenas informar a localização onde o crime se dá. Para utilizá-lo, basta baixar o aplicativo no celular ou tablet. Até o momento, foram feitos 972 downloads e 164 denúncias.

O Ministro agradeceu os participantes das agências que trabalham em conjunto com as Forças Armadas. “A gente entra com o transporte, a logística e vocês, com a expertise. Em nome do Ministério da Defesa, quero dar os parabéns a vocês pela integração, que torna possível todo esse trabalho”, elogiou.

Em seguida, o Ministro participou de videoconferência com os Comandos Conjuntos da Operação Verde Brasil 2 com o Chefe do Estado- Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério da Defesa, Brigadeiro Raul Botelho. Cada representante de Comando relatou as atividades desenvolvidas em sua área de atuação. “Estamos com resultados expressivos. Foram citados vários aperfeiçoamentos, que aumentaram muito a eficiência do trabalho ”, concluiu Fernando Azevedo.

Audiência 
O Ministro ainda participou de audiência com o Governador do Estado, Marcos Rocha. Ele explicou como Roraima vem lidando com a pandemia e citou o sistema de drive-thru para a testagem da população. Os testes rápidos para diagnóstico da Covid-19 são feitos no estacionamento do Palácio Rio Madeira, sede do governo local. “As Forças Armadas tem dado grande apoio à equipe médica que participa dessa ação”, agradeceu o Governador. Na ocasião, Fernando Azevedo entregou a Medalha da Ordem do Mérito da Defesa, no Grau Grã-Cruz, ao Governador Marcos Rocha.

Operação Verde Brasil 2
A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pela Vice-Presidência da República, em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020. Em 10 de junho, a GLO foi renovada até 10 de julho, por meio do decreto 10.394.

Para cumprir a determinação presidencial, o Ministério da Defesa ativou três Comandos Conjuntos. São eles: Comando Conjunto Príncipe da Beira (CCj PB), em Porto Velho (RO); Comando Conjunto Barão de Melgaço (CCj BM), em Cuiabá (MT); e Comando Conjunto Marechal Soares de Andrea (CCj MSA), em Belém (PA). Assim como na Operação Verde Brasil ocorrida em 2019, o Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa coordena as atividades a partir de Brasília (DF). Ainda participam da missão integrantes da Polícia Federal, Policia Rodoviária Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Força Nacional de Segurança Pública, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

DEFESA AÉREA & NAVAL


Comandante da Aeronáutica recebe visita do Comandante da Marinha do Brasil


Guilherme Wiltgen | Publicada em 03/07/2020 13:47

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez recebeu, nesta quarta-feira (1º), a visita do Comandante da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, para uma apresentação sobre a Conjuntura Geopolítica no contexto da Amazônia Azul. O encontro, que aconteceu em Brasília (DF), também tratou de temas correlatos às duas Instituições.

De acordo com o Tenente-Brigadeiro Bermudez, foi uma grande satisfação receber a visita do Comandante da Marinha do Brasil. “Assistimos a uma apresentação que nos permitiu ampliar os conhecimentos acerca de ações e projetos estratégicos de nossa Força irmã”, afirmou.

Estavam presentes, ainda, o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira; o Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante de Esquadra Cláudio Portugal de Viveiros; o Comandante de Operações Aeroespaciais, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas; o Chefe de Gabinete do Comandante da Marinha, Vice-Almirante Eduardo Machado Vazquez; o Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic; o Diretor do Centro de Inteligência da Marinha, Contra-Almirante Antonio Carlos Cambra; e o Secretário Militar, Capitão de Fragata Ondiara Barbosa.

FONTE e FOTOS: FAB

ITA realiza teste com equipamento da Opto Space

O ThermoScan foi desenvolvido para uso militar e adaptado para uso na saúde pública e privada por conta da pandemia

Guilherme Wiltgen | Publicada em 03/07/2020 13:38

O ThermoScan, câmera termal desenvolvida pela Opto Space & Defense, do Grupo Akaer, foi testado pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). O aparelho detecta estado febril, um dos sintomas de pessoas infectadas pela Covid-19.

Durante o teste, o ThermoScan ficou próximo à reitoria monitorando a temperatura do corpo das pessoas que circularam pelo local. Não foi detectado estado febril em nenhuma das pessoas monitoradas.

Com a aprovação do teste realizado, o ITA tem no equipamento uma alternativa que pode ser usada de forma permanente em suas dependências.

O Opto-ThermoScan foi desenvolvido pela Opto para uso militar, mas como a pandemia do novo coronavírus, o equipamento foi adaptado para ser usado como auxiliar da saúde pública. Trata-se de um equipamento capaz de monitorar a temperatura corporal de um indivíduo em um grupo, à distância, sem a necessidade de intervenção de um agente da saúde, o que contribui para melhoria do processo de triagem, reduzindo a probabilidade de contágio nestes ambientes.

Saiba mais sobre a tecnologia Opto

Por mais de duas décadas, a Opto desenvolve soluções de imagens térmicas para aplicações médicas e de defesa. Considerando a criticidade da situação e a urgência na busca por soluções, foi elaborado um roteiro muito agressivo, a fim de preparar os produtos existentes para disponibilização a tempo da transição no final da quarentena horizontal, o que se espera que ocorra o mais breve possível.

Concebido a partir do produto SUV (Sistema Universal de Vigilância) para Veículos de Combate em demonstração no Exército Brasileiro, o ThermoScan foi adaptado para atuar como um portal a ser usado em aeroportos, fábricas e/ou áreas críticas para identificar riscos potenciais em aglomerações e passagem de grande número de pessoas, sem necessidade de medição individual.

A expectativa da Opto é de fornecer até 100 unidades por mês, o que cobriria uma grande parcela da infraestrutura crítica estimada no país, com possibilidade inclusive de exportação. A ampla utilização destes equipamentos não teria aplicação somente neste período agudo da crise, mas também para monitorar possíveis rebotes deste mesmo coronavírus (COVID-19) em períodos subjacentes ou de outros vírus que potencialmente possam ameaçar, no futuro, a saúde de nosso povo, permitindo que medidas de contenção sejam tomadas muito mais cedo.

DIVULGAÇÃO: Rossi Comunicação

PORTAL DEFESANET


FAB - Divulgados novos calendários de eventos de Exames de Admissão


Agência Força Aérea | Publicada em 03/07/2020 09:09

A Força Aérea Brasileira (FAB) publicou, no dia 29 de junho, as Portarias que alteram os dispositivos nas Instruções Específicas para os Exames de Admissão aos Cursos de Formação de Oficiais Aviadores (CFOAV), Intendentes (CFOINT) e de Infantaria (CFOINF) da Aeronáutica para o ano de 2021.

As inscrições para os processos seletivos encerraram no dia 19 de março de 2020. Entretanto, o prazo para pagamento da taxa de inscrição, para os candidatos que já haviam se inscrito no prazo previsto, foi prorrogado até o dia 20 de julho de 2020.

As provas escritas ocorrerão no dia 11 de outubro de 2020. Os aprovados em todas as etapas deste processo seletivo e selecionados pela Junta Especial de Avaliação (JEA), deverão se apresentar na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga (SP), no dia 25 de março de 2021, para matrícula e início do curso, que tem duração de 4 anos. Após a conclusão do curso com aproveitamento, serão nomeados Aspirantes a Oficial da Aeronáutica e classificados em Organizações Militares do COMAER.

Para participar do Exame de Admissão o candidato deve ser voluntário, de ambos os sexos (para os Cursos de Formação de Oficiais Aviadores e Intendentes), ou somente do sexo masculino (para o Curso de Formação de Oficiais de Infantaria da Aeronáutica) e estar ciente de todas as condições previstas nas Instruções Específicas do Exame.  

Para ser habilitado à matrícula no Curso, o candidato não pode ser menor de 17 (dezessete) anos e nem completar 23 (vinte e três) anos de idade, até 31 de dezembro de 2021, e ter concluído, na data da Concentração Final do certame, o Ensino Médio do Sistema Nacional de Ensino, além de outras exigências previstas nas Instruções Específicas do Exame.

O processo seletivo é composto de provas escritas (língua portuguesa, língua inglesa, matemática, física e redação), inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico, procedimento de heteroidentificação complementar (para candidatos negros que optarem pelo sistema de reserva de vagas) e validação documental.

Inscrições abertas para o Curso Preparatório de Cadetes do Ar¹

A Força Aérea Brasileira (FAB) alterou, após revogação de suspensão, dispositivos das Instruções Específicas para o Exame de Admissão ao Curso Preparatório de Cadetes do Ar do ano de 2021 (IE/EA CPCAR 2021). As inscrições para as 180 vagas começam às 10h do dia 3 de julho e terminam às 9h do dia 21 de julho de 2020 (horário de Brasília).

As vagas serão destinadas a candidatos dos sexos masculino e feminino. Para ser matriculado no curso, o candidato precisa cumprir todas as exigências previstas nas Instruções Específicas deste Exame, não possuir menos de 14 nem completar 19 anos de idade até 31 de dezembro de 2021, e ter concluído, na data da Concentração Final do certame, em janeiro de 2021, o Ensino Fundamental do Sistema Nacional de Ensino.

O processo seletivo é composto de provas escritas (língua portuguesa, matemática, língua inglesa e redação), inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico, procedimento de heteroidentificação complementar (para candidatos negros que optarem pelo sistema de reserva de vagas) e validação documental.

As provas escritas ocorrerão em 18 de outubro de 2020. Os aprovados em todas as etapas deste processo seletivo e selecionados pela Junta Especial de Avaliação (JEA), deverão se apresentar na Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), em Barbacena-MG, em 29 de março de 2021, para habilitação à matrícula no curso que tem duração de três anos. Após a conclusão do curso, o aluno fará jus aos certificados de conclusão do Ensino Médio e do próprio CPCAR e poderá concorrer às vagas previstas para o Curso de Formação de Oficiais Aviadores da Academia da Força Aérea (AFA).