REAPARELHAMENTO- Força Aérea assina contrato de suporte logístico para frota de helicópteros EC-725

O acordo, de cinco anos, prevê o fornecimento de materiais e a prestação de serviços e terá um orçamento de R$ 149 milhões
Publicado: 21/12/2011 16:49
Imprimir
Fonte: COPAC

A Força Aérea Brasileira firmou nesta quarta-feira (21/12), em Brasília, o contrato de suporte logístico para a frota de helicópteros EC- 725 das Forças Armadas. O acordo, no valor de R$ 149 milhões, foi assinado pelos presidentes da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, e da Helibras, Eduardo Marson Ferreira. O contrato, de 5 anos, prevê o fornecimento de materiais e a prestação de serviços para dar suporte à operação das aeronaves EC-725.   

O contrato de suporte logístico foi estruturado, tendo por meta garantir a disponibilidade da frota de helicópteros EC-725 em níveis superiores a 80%. Para tanto foi adotado o conceito logístico do “ Time and Material”, pelo qual a empresa contratada fica responsável pelo gerenciamento e guarda, em suas instalações , dos itens reparáveis de propriedade e uso exclusivo da contratante, assim como pela prestação de serviços de inspeções, reparos e assistência técnica, em todo o território nacional, de modo a atender a demanda de operação das Forcas Armadas.

Depois do Contrato de Suporte Logístico (Contract Logistic Suport – CLS) para a manutenção dos motores, assinado com a empresa TURBOMECA do Brasil, em setembro passado, a Comissao Coordenadora do Programa Aeronave de Combate ( COPAC), responsável pelo Projeto H-XBR , encerrou as negociações do CLS para a manutenção da célula e respectivos sistemas, junto a empresa HELIBRAS, sediada na cidade de Itajubá , Sul de Minas Gerais.

Projeto

O Projeto H-XBR, pioneiro na contratação conjunta para as Forças Armadas, é, em sua essência, a principal ferramenta governamental em prol de uma indústria nacional capaz de conceber e produzir aeronaves de Asas Rotativas no Brasil.

Esse projeto prevê a aquisição de 50 helicópteros de Médio Porte EC- 725, classe de 11 toneladas, que serão capazes de operar em qualquer ponto do Brasil e da América do Sul, atuando em diversos cenários operacionais, nos Teatros de Operação Marítimo, Amozonico e Pantaneiro, cumprindo missões de Transporte Tático, Resgate em Combate(C-SAR), Evacuacao Aeromédica, Transporte Logistico e Operações Especiais.