HOMENAGEM

Santos-Dumont: Pai da Aviação e Patrono da Aeronáutica Brasileira

Publicado: 20/07/2020 09:15
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Raquel Alves
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Flávia Rocha - Revisão: Major Monteiro

O mês de julho é simbólico para a Força Aérea Brasileira (FAB). Comemora-se o nascimento do precursor daquela que seria considerada uma das invenções mais extraordinárias da história da humanidade e que impulsionou a indústria aeronáutica: o avião. Alberto Santos-Dumont, brasileiro, nascido em 20 de julho de 1873, inventor do avião, é motivo de orgulho para o País.

O Pai da Aviação e Patrono da Aeronáutica Brasileira deixou para a humanidade a certeza de que todo sonho pode ser realizado, basta possuir vontade para conquistar feitos tidos como impossíveis. Santos-Dumont dedicou sua vida à aviação. Foi o primeiro aeronauta a alcançar, definitivamente, a dirigibilidade dos balões e a voar num aparelho mais pesado que o ar com propulsão própria.

Devido ao período da pandemia do novo Coronavírus, as comemorações do nascimento do Patrono da Aeronáutica estão suspensas. Porém, o Museu Aeroespacial (MUSAL) disponibilizou uma viagem ao tempo, de forma virtual. A Exposição Santos-Dumont apresenta sua história permeando a vida pessoal, inventos e curiosidades.

No acervo, a maquete com formato de asa delta, feita por Santos-Dumont no início do século, permite uma comparação com a atual configuração dos modernos jatos, além de valiosa coleção fotográfica retratando, com detalhes, sua obra e sua vida social. O coração do inventor encontra-se preservado numa redoma de metal. Para visualizar a exposição, acesse o site do Musal (https://www2.fab.mil.br/ musal), e clique na aba exposições, localizada na lateral esquerda.

 

HOMENAGEM EM PARIS

Santos-Dumont morou por 22 anos em Paris. Desde a sua primeira ida, aos 19 anos de idade, o brasileiro impressionou a França ao construir e pilotar vários balões dirigíveis. O apartamento onde morou, na famosa avenida parisiense Champs-Élysées, nº 114, está identificado com uma placa afixada, em 2006, pelo então Adido na França, Coronel Aviador Antonio Carlos Moretti Bermudez, atual Comandante da Aeronáutica.