INFRAESTRUTURA

Coari (AM) recebe a primeira balsa com insumos para início das obras em aeroporto

Foram transportadas 450 toneladas de equipamentos, caminhões e insumos para primeira etapa da reconstrução do aeroporto regional
Publicado: 07/07/2020 18:30
Imprimir
Fonte: Agência força Aérea, por Tenente Cristiane
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Monteiro

Em continuidade ao projeto de reconstrução do Aeroporto Regional de Coari, no estado do Amazonas, chegou nesta quarta-feira (1°), uma balsa contendo  450 toneladas de equipamentos, caminhões e insumos para a primeira etapa das obras. Além do material, a bordo da balsa estavam cinco militares e três servidores civis. O transporte, que percorreu cerca de 400 quilômetros pelo Rio Amazonas, partiu de Manaus (AM) no dia 24 de junho. O material será utilizado pela Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), Organização Militar da Força Aérea Brasileira (FAB), com o objetivo de reformar e ampliar o aeródromo do município para a operação de jatos e facilitar a conectividade entre as cidades da região, além de beneficiar a economia local.

A primeira mobilização ocorreu em 14 de junho, quando uma aeronave C-105 Amazonas, operada pelo Primeiro Esquadrão do Nono Grupo de Aviação (1º/9º GAV) - Esquadrão Arara, realizou o transporte de sete militares, dois servidores civis e 1.600 quilos de carga.

De acordo com o gerente da reconstrução em Coari, Tenente Engenheiro Civil Aricles Matos Batista Filho, será uma grande obra, não apenas pelo tamanho, mas pelo progresso e desenvolvimento. “Serão gerados novos empregos, fomento do turismo e diversos setores terão oportunidades direta e indiretamente de participar desse momento”, disse.

O serviço tem previsão de conclusão em 2023, considerando as etapas de infraestrutura e edificações. O cronograma leva em conta as dificuldades logísticas da região Amazônica e a complexidade da obra, que exige demolição e reconstrução de toda a estrutura dos pavimentos existentes.

Para o Vice-presidente da Comara, Coronel Aviador Steven Meier, este feito  é motivo de orgulho. "Iniciar mais uma obra no coração da Amazônia, desta vez na cidade de Coari, recuperando e ampliando toda a infraestrutura aeroportuária existente, levando progresso e desenvolvimento a cidades do interior, é algo que nos motiva e enche de orgulho. Dentro de três anos e meio, a cidade de Coari terá um aeroporto completamente novo para se conectar ao restante do país e do mundo", disse. 

As obras integram uma série de estudos e projetos, junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, que objetivam melhorias em diversos aeroportos regionais da Amazônia, como o de Oiapoque (AP) e Barcelos (AM), além das melhorias em andamento em Estirão do Equador (AM), Iauaretê (AM) e Oriximiná (PA).

COMARA

A COMARA é responsável por projetar, construir e recuperar aeroportos em regiões inóspitas e de difícil acesso na Amazônia Legal e em outras regiões do País, desde que sejam de interesse do Comando da Aeronáutica, contribuindo para a soberania nacional e o progresso do Brasil, com sustentabilidade ambiental.

Fotos: Tenente Aricles / COMARA