EVACUAÇÃO AEROMÉDICA

FAB realiza Evacuação Aeromédica de uma bebê de Sergipe para Santa Catarina

A aeronave VC-99, do Grupo de Transporte Especial (GTE), realizou, nesta sexta, o translado de uma menina de menos de três meses de Aracaju (SE) para Navegantes (SC)
Publicado: 30/05/2020 08:38
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Cristiane
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Monteiro

Nesta sexta-feira (29), a Força Aérea Brasileira (FAB) realizou a Evacuação Aeromédica (EVAM) de uma criança de menos de três meses de Aracaju (SE) para Navegantes (SC). A aeronave VC-99, do Grupo de Transporte Especial (GTE), decolou de Brasília (DF), às 8h25, para Aracaju. Às 11h25, realizou o translado da bebê Joana Vitória até Navegantes, cidade onde se encontram os familiares. Uma equipe de saúde, composta por seis profissionais Médicos, Fisioterapeutas, Enfermeiros e Técnico de Enfermagem do Hospital de Força Aérea de Brasília (HFAB), realizou o acompanhamento na UTI aérea.

No início de março, quando os pais passavam por Sergipe, a mãe sentiu as dores do parto, foi levada à maternidade e submetida a uma cesariana. Joana Vitória nasceu prematura, com 32 semanas e dois dias, e foi direto para a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIn). Dias após dar à luz, a mãe teve problemas cardíacos e faleceu. O pai de Joana Vitória, Jaciano Marcos Dias, agradeceu o esforço em levar a criança de volta para casa. “Eu fico agradecido pelo esforço porque sem vocês eu não teria ela aqui”, disse emocionado.

O Comandante da aeronave, Major Aviador Luiz Dircineu Lacerda Júnior, disse ter se sentido honrado ao transportar Joana Vitória para perto de sua família. "Esse tipo de missão é muito gratificante, pois renova o nosso lado humano e mostra a pronta-resposta da Força Aérea Brasileira em cumprir todos os tipos de missão", declarou.

A Capitão Médica Fabíola da Silva Maciel Azevedo, integrante da equipe de saúde que acompanhou o voo destacou a emoção em realizar a missão. "Muito bom saber que podemos chegar onde os nossos necessitam de nosso apoio. Foi uma missão muito emocionante! Além dos cuidados médicos, de enfermagem e fisioterapia, a Joana Vitória recebeu mais, o carinho de todos e o desejo de que possa ser feliz junto a sua família", disse.

A criança saiu da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), onde estava internada, com uma homenagem, em forma de carta, da equipe médica. Os profissionais de saúde relataram os dias de internação. "Você nasceu ainda bem pequenininha. Eram você e a mamãe. A sua mãe corajosa e cheia de amor por você. E a gente, 'titios e titias', que não temos o mesmo sangue, mas crescemos e aprendemos com vocês. No começo, as titias entravam na UTIn junto com a mamãe para ela te visitar, mas logo ela já vinha sozinha e queria ficar o máximo de tempo com você. E todos os dias, mais de uma vez por dia, ela vinha ficar. Te dar carinho e amor, cuidar de você. E assim ela fez todos os dias, até o dia que não pôde mais. O dia que ela começou a cuidar de você e te amar sem você poder a ver, ou sentir o seu toque de carinho, ou o cheirinho dela. Mas ela segue te cuidando de outro jeito. E continuará", diz um trecho da carta.

Em outra parte, a carta faz referência ao transporte aéreo da Força Aérea. "Hoje você vai voar. Vai lá bem alto. Perto do céu. Vai voar bem rápido para ir para casa. Conhecer sua casa, onde papai e mamãe sonharam sua chegada. Onde vai crescer, conhecer sua família e novos amiguinhos".

Ela saiu da maternidade para o Aeroporto Santa Maria, em Aracaju, em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), sob escolta de policiais do Grupo Especial Tático de Motos. “Procuramos fazer o translado pelo caminho menos acidentado, com menos desníveis, pois a situação da bebê ainda era complexa e de alto risco. Cuidamos para que a chegada da ambulância coincidisse com a chegada da aeronave”, explicou o Tenente Médico Arthur Felipe Barbosa Vasconcelos do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Aracaju (DTCEA-AR). A Joana Vitória partiu para Navegantes (SC), onde segue sob acompanhamento médico.

Fotos: Tenente Athur/ DTCEA-AR, Tenente Ana Carolina/HFAB, SAMU, Mauro de Oliveira Rocha Santos e Davi Lima de Oliveira Santos