OPERAÇÃO COVID-19

Ministro da Defesa visita Ala 3 para acompanhar atividades da Operação COVID-19

Ao desembarcar na Ala 3, nesta quinta-feira (23), o Ministro assistiu a demonstração de Evacuação Aeromédica (EVAM)
Publicado: 23/04/2020 18:30
Imprimir
Fonte: Ala 3, por Tenente Fabiana Cintra
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Raquel Alves - Revisão: Major Monteiro

O Ministro da Defesa Fernando Azevedo e Silva desembarcou na Ala 3, em  Canoas (RS), nesta quinta-feira (23/04) para  acompanhar as atividades realizadas na Operação COVID-19. Os militares das Forças Amadas realizam ações de apoio a órgãos públicos e a sociedade com foco no combate ao novo Coronavírus. Marinha, Exército e Aeronáutica atuam coordenadas em função da ativação de um Centro de Operações Conjuntas (COC), situado no Ministério da Defesa (MD), em Brasília (DF), e dez Comandos Conjuntos, distribuídos por todo o território nacional.

O Ministro foi recebido pelo Comandante da Ala 3, Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani, que está atuando no Comando Conjunto Sul em Porto Alegre (RS), como Chefe do Estado-Maior. Logo após, assistiu a demonstração de Evacuação Aeromédica (EVAM), realizada por profissionais de saúde Hospital de Aeronáutica de Canoas (HACO), com equipamentos especiais para transporte de paciente grave em isolamento total. Os equipamentos são específicos para proteger o paciente do ambiente externo e vice-versa, com destaque para a cápsula de isolamento, ou “maca bolha”, que é equipada com monitor multiparamétrico, que detecta todos os parâmetros de sinais vitais, respirador mecânico, desfibrilador, bombas de infusão de medicamento e cilindro de oxigênio. demonstração de EVAM em desembarque em aeronave C-95 do 5º ETA.A cápsula possui um zíper selado e seis filtros para que o ar devolvido ao ambiente externo não esteja contaminado, estabilizadores que minimizam o desconforto em caso de turbulência, além de acessos que permitem todo o tipo de manipulação pelos profissionais de saúde sem contato direto, que também usam trajes de proteção total.

Na sequência, o Hospital de Aeronáutica de Canoas realizou um treinamento para 20 profissionais de saúde do hospital e do Hospital Militar de Área de Porto Alegre do Exército Brasileiro (HMAPA), coordenado pelo Tenente Médico Vinicius Ayres. O Diretor do HACO Coronel Médico Mauro Amim Sab explica qual a finalidade da Evacuação Aeromédica. “A função do EVAM é proporcionar que um paciente em estado grave possa ser transportado de regiões mais remotas ou com menor capacidade de atendimento de saúde para os grandes centros, para receber o tratamento adequado em hospitais de alta complexidade. Para que isso aconteça estamos treinados para interoperabilidade e integração das três Forças Armadas em benefício do paciente”, explica.

Ainda durante a visita, o Ministro se reuniu em videoconferência com os 10 Comandos Conjuntos. Em seguida, acompanhou o carregamento de cestas básicas nos caminhões das Forças Armadas para distribuição na Central de Doações da Defesa Civil demonstração de EVAM com uso de capsulas de isolamento.do Rio Grande do Sul e assistiu a uma ação de desinfecção hospitalar da Equipe de Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica (DBNQR) no Grupo Hospitalar Conceição que pertence a Administração Pública.

Segundo o Brigadeiro Bellintani, além destas ações, a Força Aérea Brasileira tem contribuído para a Operação proporcionando o emprego de seus meios Aéreos. “A FAB articulou um desdobramento dos Esquadrões de Transporte no Rio de Janeiro e Brasília, para ampliar a capacidade de pronta-resposta. O 5º ETA, sediado em Canoas, também está engajado na operação e já foi utilizado para transportar diversos equipamentos para outros estados”, completou.

O Comando Conjunto Sul em Porto Alegre (RS), que faz parte da Operação, é comandando pelo General de Exército Geraldo Antonio Miotto. As ações do Comando Conjunto Sul são diversificadas e realizadas pelas três forças: Exército, Marinha e Aeronáutica.

Fotos: Soldados Ferrão e Luiz Matos/ Ala 3