OPERAÇÃO COVID-19

Militares fazem desinfecção em Hospital e Odontoclínica de Aeronáutica de Recife

Instrutores da Marinha do Brasil orientaram militares do Grupo de Segurança e Defesa (GSD-RF)
Publicado: 20/04/2020 17:53
Imprimir
Fonte: CINDACTA-III, por Tenente Bianca
Edição: Agência Força Aérea, Aspirante Letícia Faria - Revisão: Major Monteiro

O Hospital de Aeronáutica de Recife (HARF) e a Odontoclínica de Aeronáutica de Recife (OARF), receberam, durante o sábado (18), a desinfecção dos ambientes, com objetivo de eliminar as chances de contágio de qualquer agente patogênico capaz de transmitir o novo Coronavírus em toda Unidade. A ação foi desencadeada por 11 militares do Grupo de Segurança e Defesa (GSD-RF), além de dois instrutores da Marinha do Brasil, coordenados pelo Capitão Médico Maurício Leite de Souza Júnior.

Os militares, agentes da desinfecção, integram o Estágio de Defesa Química Biológica Radiológica e Nuclear com foco na desinfecção de locais públicos, realizado pelo Exército Brasileiro nas instalações do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Recife (CPOR/R), como parte do esforço conjunto das Forças Armadas no enfrentamento a COVID-19. O estágio é, também, focado em Defesa Química Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN) e voltado ao combate do Coronavírus com treinamentos teóricos e práticos, mostrando a forma de como os agentes atuarão nas ações e o uso adequado dos equipamentos. Além disso, os militares ainda tiveram treinamentos no GSD-RF, antes de entrar em ação.

O Soldado Inácio Henrique De Paula Carvalho considerou o estágio de grande importância. “Estamos aplicando o conhecimento técnico na nossa primeira ação, ajudando assim, na contenção dessa pandemia”, ressaltou o agente, Soldado De Paula.

A desinfecção é a primeira ação realizada entre as Forças Armadas, ocorrendo de forma simultânea nos hospitais da Marinha e do Exército do Estado do Pernambuco. Essa fase serve, também, para doutrinar a tropa em ambientes internos, a fim de seguir para ambientes externos, tais como praças, metrôs e outros locais públicos.

Para o responsável da ação no HARF e na OARF, Capitão Médico Maurício Leite de Souza Júnior, a atividade realizada contribui para que os militares tenham a prática, bem como atender às demandas da Operação COVID-19. “É uma ação conjunta das Forças Armadas para descontaminação hospitalar, onde estamos desinfectando áreas de maior fluxo de pessoas nas Unidades Militares, bem como área de maior risco. Estamos, também, capacitando nossos militares para atuarem em ambientes externos com o objetivo de diminuir a pandemia”, explicou o Capitão Leite.

Fotos: Cabo Alexandrino/CINDACTA III









Assunto(s): , , ,