ENSINO

Alunos da Escola de Especialistas encerram período de adaptação

Essa etapa marca a transição do meio civil para o militar
Publicado: 28/02/2020 15:31
Imprimir
Fonte: EEAR, por Tenente Candiani
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Fraga - Revisão: Tenente-Coronel Santana

Os 216 alunos do Curso de Formação de Sargentos (CFS), Turma Tupã, Esquadrão Amarelo, e os 183 alunos do Estágio de Adaptação à Graduação de Sargentos (EAGS), Turma Chivunk, Esquadrão Prata, da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), concluíram, no dia 21 de fevereiro, o período de adaptação. Na cerimônia, presidida pelo Comandante da EEAR, Brigadeiro do Ar Valdir Eduardo Tuckumantel Codinhoto, ocorreu a entrega da insígnia de aluno e o tradicional Banho do Bicho.

"Assim como se prepararam para estarem aqui hoje, recebendo suas insígnias, das quais são merecedores e devem honrá-las, continuem cuidando do seu preparo, não apenas para serem bons especialistas, mas, acima de tudo, valorosos cidadãos", disse o Brigadeiro, dirigindo-se aos alunos.

O evento representa um importante momento da fase de preparação do Aluno recém-incorporado às fileiras da Força Aérea Brasileira (FAB) e marca a transição do meio civil para o militar. "Durante esse período, o aluno adquire conhecimento para integrar o Corpo de Alunos do Berço dos Especialistas”, comentou o Chefe do Grupo de Formação Militar do Corpo de Alunos, Tenente-Coronel Alexander Bokor Setta.

Os 399 alunos, sendo 212 homens e 187 mulheres, antes de chegarem nesse dia, passaram pelo período de adaptação. Na ocasião, foram quarenta dias em regime de prontidão total, em que são inseridos na vida castrense, na rotina intensa de estudos, de atividades físicas constantes, de horários regrados e no aprendizado da convivência com pessoas de culturas e hábitos diferenciados, oriundas de todo o país.

“A cerimônia de encerramento foi um momento de emoção e reflexão, pois remete a minha intensa batalha diária para chegar aqui, e a minha transição da vida civil para militar. Agradeço aos meus pais e aos colegas de turma, cuja parceria e apoio foram fundamentais para conquistar a insígnia de aluno. Hoje, tenho certeza de que todo o meu esforço para ter sido aprovada, na quinta tentativa do concurso, valeu a pena”, disse a Aluna Rhubia Cristina Simões, de 19 anos, de Guaratinguetá (SP), destaque intelectual nesse período do CFS.

O momento formaliza a conquista do candidato à condição de Aluno Especialista da FAB, que tem o objetivo de aplicar os conhecimentos básicos de pronta resposta e rusticidade que são aprendidos.

“Valorizo uma frase que diz: 'A fé sobe pelas escadas que o amor construiu'. O amor me despertou a vontade de estar nesta Escola e a fé foi o que me permitiu chegar até aqui, apesar das dificuldades. Tornar-me Aluno Especialista e ser destaque intelectual mostra que nenhum esforço é em vão”, ressaltou o Aluno Estevão Costa de Souza, de 22 anos, destaque intelectual nesse período do EAGS.

Fotos: Suboficial Jefferson e Soldado Rabelo / EEAR