DIA DA SAÚDE

Serviço de Saúde da FAB tem Banco de Sangue no Rio de Janeiro

Saiba mais sobre o trabalho realizado no Banco de Sangue do Hospital de Aeronáutica dos Afonsos
Publicado: 29/11/2019 19:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Emília Maria
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Tenente-Coronel Santana

Você sabia que a Força Aérea Brasileira (FAB) tem um Banco de Sangue? Criado em 1990 e prestes a completar trinta anos, o Banco de Sangue do Hospital de Aeronáutica dos Afonsos (HAAF) é responsável pelo fornecimento de hemocomponentes para os hospitais da FAB na área do Rio de Janeiro.

Atualmente, a demanda é de 370 doadores mensais e são desenvolvidas campanhas periódicas de doação de sangue, além da conscientização permanente nas Organizações Militares sobre a necessidade de doação voluntária de sangue, a fim de  manter  o atendimento ideal dos pacientes que carecem de transfusão de sangue para tratamento.

“Buscamos oferecer um serviço de qualidade, que busca os melhores, os mais modernos e os mais seguros métodos vinculados à medicina transfusional”, explica a Tenente Enfermeira Alessandra Carla dos Santos Cavalcante.

As doações são feitas nas dependências do Serviço de Hemoterapia e também fora do HAAF, em Organizações Militares previamente agendadas, aumentando o estímulo para doação sem perder em segurança e bem-estar  para o doador voluntário. “Todo o serviço é organizado de forma a bem atender ao doador de sangue, e, em última instância, ao paciente para quem o componente é dirigido”, diz a Tenente Alessandra.

“Toda a equipe de serviço, bem treinada e organizada, atua coordenadamente, visando o perfeito atendimento ao paciente a ser transfundido e ao doador voluntário”, completa a Enfermeira.

A doação

O doador, após identificado e cadastrado, passa pela triagem clínica e hematológica para avaliação de sua aptidão para doar sangue, e somente após essa etapa é liberado para a sala de coleta.

O sangue coletado é testado para as doenças mais importantes transmissíveis por transfusão, além de ser separado nos seus quatros componentes: Concentrado de Hemácias, Concentrado de Plaquetas, Plasma Fresco e Crioprecipitado, cada um com indicações clínicas precisas e distintas. Também é feita a Tipagem Sanguínea e Pesquisa de Anticorpos Irregulares, tudo visando a maior segurança possível na transfusão.

Além da doação de sangue total, o Banco de Sangue do HAAF dispõe de aparelhagem avançada com vistas à plaquetas de doador único, por método de aférese, com o intuito de atender com mais eficiência e menor risco os pacientes com doenças que cursam com a diminuição das plaquetas circulantes.

Doe Sangue

Os integrantes do Banco de Sangue dizem que, em geral, todos os grupos sanguíneos são necessários. Porém, devido à distribuição dentro da estimativa populacional, há demanda a ser captada de grupos específicos (confira na tabela).

Fotos: Wilhan Campos / CECOMSAER