REESTRUTURAÇÃO

Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo ativa Centro de Operações

A partir de agora, o Controle de Aproximação de São Paulo (APP-SP) passa a ser subordinado diretamente ao SRPV-SP
Publicado: 19/11/2019 09:13
Imprimir
Fonte: SRPV-SP, por Tenente Ananda
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Elias - Revisão: Tenente-Coronel Santana

O Centro de Operações (COP) foi ativado no Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo (SRPV-SP), no dia 25 de outubro. A solenidade contou com a presença do Diretor-Geral do Departamento do Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, do Deputado Estadual Oscar Castelo Branco de Luca, de ex-chefes do SRPV-SP e de Comandantes dos Destacamentos subordinados à Unidade.

O Controle de Aproximação de São Paulo (APP-SP), órgão operacional de controle de tráfego responsável pela TMA (área de controle terminal) mais movimentada do país, que antes era subordinado ao Destacamento de Controle de Espaço Aéreo de São Paulo (DTCEA-SP), passa agora a ser subordinado diretamente ao SRPV-SP. O objetivo é reestruturar o APP-SP para uma modelagem operacional já aplicada nos Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA).

“Na busca da melhoria contínua e tendo como foco a atualização e o fortalecimento do SRPV-SP como uma das organizações regionais mais estratégicas do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro [SISCEAB], foram envidados esforços no sentido de viabilizar uma importante e necessária reestruturação organizacional”, explicou o Chefe do SRPV-SP, Coronel Aviador Anderson da Costa Turola.

Homengens

Durante o evento, foram realizadas diversas homenagens. Uma delas foi dedicada ao Suboficial especialista em Controle de Tráfego Aéreo, Francisco Drezza. O Suboficial, atualmente com 95 anos, se formou na primeira turma de controladores de tráfego aéreo e é um dos fundadores da Torre do Aeroporto de Congonhas, marcando época ao participar da definição do perfil profissional do controlador de tráfego aéreo brasileiro.

Como reconhecimento de seu legado e dedicação, o auditório do COP leva o nome de “Auditório Francisco Drezza”. “Obrigado por essa linda homenagem. Naquele tempo, tudo era diferente. Foi desafiador e gratificante”, disse o homenageado.

Na ocasião, o Chefe do SRPV-SP também rendeu homenagens a militares e civis controladores de tráfego aéreo. Batizados como Velhas Águias, o evento reuniu profissionais pioneiros do controle de tráfego aéreo, responsáveis pelo desenvolvimento da profissão na Terminal São Paulo e também no Brasil. “Foi o reencontro de muitas gerações, trabalhamos juntos muito tempo. Lembraram de nós e reconheceram nosso trabalho. Foi muito bom saber que nosso Serviço Regional se adequou às novas realidades e continuará cumprindo, com êxito, a sua missão”, enfatizou o Coronel especialista em Controle de Tráfego Aéreo da reserva Victor Vargas Farinha Junior.

Ocorreram, ainda, durante cerimônia militar, homenagens aos militares que se destacaram nas áreas operacional, técnica e administrativa. Ao todo, foram agraciados 37 militares provenientes de diversas localidades. Por fim, foram homenageados instrutores de todos os órgãos operacionais subordinados.

Fotos: Soldado M Pereira