SAÚDE

Laboratório Químico-Farmacêutico da Aeronáutica trabalha em Pesquisa e Inovação

O primeiro produto fruto de inovação por meio de parceria é um repelente já distribuído a diversas Unidades da FAB
Publicado: 25/11/2019 16:45
Imprimir
Fonte: LAQFA
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Emília Maria - Revisão: Tenente-Coronel Santana

O Laboratório Químico-Farmacêutico da Aeronáutica (LAQFA) é uma Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT) do Comando da Aeronáutica (COMAER), elo do Sistema de Inovação da Aeronáutica (SINAER) que, sob a coordenação do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), busca a pesquisa e o desenvolvimento de produtos, serviços e tecnologia farmacêutica de interesse estratégico, na prevenção, tratamento e no apoio da saúde, assim como na proteção e no desempenho humano.

“A atuação do LAQFA como ICT tem como ênfase o desenvolvimento de tecnologias e produtos químicos e farmacêuticos de interesse do COMAER, inclusive no apoio operacional, especialmente por meio de parcerias para o desenvolvimento conjunto, nos modelos de Acordos de Parceria [Lei nº 10.973/2004]”, explica o Diretor do Laboratório, Coronel Farmacêutico João Vicente de Oliveira.

O primeiro produto resultante de Acordo de Parceria foi o LAQFA Repelente de Insetos, produto de uso dual (militar e civil), que objetiva a proteção contra insetos, agentes vetores de diversas doenças como as arboviroses (dengue, zika, chikungunya e febre amarela) e outras enfermidades que impactam diretamente na atuação em campo (como a malária e a gripe), podendo limitar a presença em áreas de risco como florestas e matas.          

“O produto é, ainda, especialmente útil na proteção dos militares em seus diversos ambientes de trabalho, desde as escolas de formação até ambientes efetivamente ou potencialmente infestados com insetos”, complementa o Coronel Oliveira.              

Assim, desde 2018, o repelente vem sendo distribuído a diversas Organizações Militares da FAB, como as escolas de formação, os Grupos de Segurança e Defesa e o Centro de Lançamento de Alcântara, entre outros.   

O produto teve aprovação e incentivo da Diretoria de Saúde da Aeronáutica (DIRSA) e apoio do Comando-Geral do Pessoal (COMGEP).      

O LAQFA

O Laboratório Químico-Farmacêutico da Aeronáutica teve sua criação no ano de 1971, como uma indústria farmacêutica militar e, desde então, atua como um dos Laboratórios Oficiais produtores de medicamentos no Brasil, atendendo a demandas do Comando da Aeronáutica e dos Programas de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde.

O LAQFA possui uma história ligada à inovação, destacando-se entre diversos projetos inovadores em sua área de atuação. Exemplos disso foram a fabricação de insulina, que supriu o desabastecimento nacional no ano de 1972; as atividades de pesquisa, desenvolvimento, fabricação e fornecimento de produto detergente para a limpeza de aeronaves, provendo os Parques de Aeronáutica entre os anos de 1988 e 1993; e a partir do ano de 2000, a pesquisa, o desenvolvimento, a fabricação e o fornecimento do medicamento Iodeto de Potássio em comprimidos de 130 mg, produto inovador na América Latina para a proteção específica frente aos riscos de acidentes nucleares e exposição à radiação ionizante. 

Fotos: LAQFA