ESPORTE

Atletas da FAB ajudam o Brasil a ficar em 3º lugar nos 7º Jogos Mundiais Militares

Os atletas atingiram o indicador de 47% do total de medalhas brasileiras, batendo a meta estipulada pela Comissão Desportiva Militar do Brasil
Publicado: 29/10/2019 16:43
Imprimir
Fonte: CDA, por Tenente Mateus Santos
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Elias - Revisão: Major Alle

Com 42 medalhas (nove de ouro, 16 de prata e 17 de bronze) conquistadas ao longo dos 10 dias dos 7º Jogos Mundiais Militares, disputados na cidade de Wuhan, na China, os atletas da Força Aérea Brasileira (FAB) ajudaram o Brasil a conquistar o terceiro lugar no quadro geral de medalhas da competição. O Time Militar Brasil conquistou, no total, 88 medalhas (21 de ouro, 31 de prata e 36 de bronze).

“Os atletas da FAB apresentaram um rendimento acima das nossas expectativas, graças ao empenho de cada atleta e da comissão técnica. Fruto de uma ótima preparação e com o foco de representar bem o Brasil, os atletas atingiram o indicador de 47% do total de medalhas brasileiras, batendo a meta estipulada pela Comissão Desportiva Militar do Brasil, de 33% das medalhas”, destacou o Vice-Presidente da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), Coronel Aviador Luiz Henrique Velasco Braga.

A competição, que começou a ser disputada no dia 18 de outubro, se encerrou nesse domingo (27), em solenidade realizada no Estádio de Esportes de Wuhan. A delegação do Time Militar Brasil participou dos Jogos com 491 membros, entre eles, 349 atletas, que competiram em 29 modalidades.

Os atletas da FAB destacaram-se batendo cinco recordes mundiais militares, ao lado dos esportistas das três Forças Armadas, nas provas de natação revezamento 4x100m, arremesso de peso, atletismo revezamento 4x100m masculino e feminino, e revezamento 4x50m medley de lifesaving. A modalidade de atletismo foi a que mais rendeu medalhas para a FAB, com três medalhas de ouro, três de prata e uma de bronze, além dos três recordes mundiais militares.

“Essa medalha é muito importante não só para mim, mas também para todos do nosso time. Começamos o ano sendo campeões mundiais com direito a recorde do campeonato. Sobre a experiência, foi muito incrível tudo, uma competição diferente das que estamos costumados, mas gostei muito de tudo: estrutura, alimentação, quartos e da vila como um todo. Minha primeira competição militar. É uma experiência incrível. Orgulhoso de poder defender as cores do Brasil”, destacou o Sargento Deryck Souza, do Atletismo.

O lifesaving também foi destaque na competição. Os nossos atletas conquistaram, nas piscinas, um total de oito medalhas para o Brasil, sendo uma de ouro, uma de prata e seis de bronze, e ainda bateram o recorde da competição no revezamento.

“Na minha primeira participação nos Jogos Mundiais Militares, a emoção veio no último dia no revezamento 4X50m, quando ganhamos e batemos o recorde Mundial Militar. Foi um momento único, que nunca vivi antes. Não foi um revezamento fácil, mas foi a prova que eu queria muito ganhar e, se me perguntar como nadei daquele jeito, juro que não sei explicar. Só tenho que agradecer a todos que torceram e vibraram junto com a gente. Orgulho máximo de defender o Brasil nesses Jogos Mundiais Militares”, ressaltou o Sargento Isabel Fagundes, do lifesaving.

No tiro com arco, o atleta Sargento Marcus Vinícius D’Almeida e o paratleta Sargento Juan Urrejola garantiram o primeiro ouro para o país na modalidade ao vencerem a dupla italiana Mauro Nespolil e Fabio Tomasulo, na final da prova de arco recurvo misto (atletas com e sem deficiência).

Participante do Projeto João do Pulo, que tem como objetivo, por meio do esporte, promover a reintegração social dos militares que adquiriram deficiência física em consequência de acidentes ou enfermidades, o Soldado da FAB Matheus Benine conquistou a medalha de ouro na prova de arremesso de peso IF2.

“Essa medalha foi o significado de minha dedicação ao treinamento, superação de barreiras e determinação em querer vencer, uma vitória pessoal para servir de exemplo para os outros que se encontram na mesma condição que eu. Nunca desista dos seus sonhos, nunca desista de viver e nunca desista de vencer”, refletiu o paratleta Matheus Benine.

A Equipe de Pentatlo Aeronáutico, masculina e feminina, conquistou o vice-campeonato mundial militar, além das duas medalhas de prata. O Capitão Frederico Brito ficou com a prata na prova de Rally Aéreo que faz parte da modalidade.

Acesse aqui o site oficial e confira também a melhor seleção de fotos no Flickr dos Jogos Mundiais Militares.

Fotos: Pedro Ramos / Ministério da Cidadania

imagens/original/39392/48935841528_1f3273d0ae_c.jpg
imagens/original/39392/48936366206_b1f5c62b83_c.jpg
imagens/original/39392/48941829631_b92edee057_c.jpg
imagens/original/39392/48951482506_fd6f128fa3_c.jpg
imagens/original/39392/48951482576_cf98d1f618_c.jpg
imagens/original/39392/48951484151_73385aaee4_c.jpg
imagens/original/39392/48967595848_529d306fb3_c.jpg
imagens/original/39392/48978891721_761ec41387_c.jpg
imagens/original/39392/48979077032_49a22fbeaa_c.jpg