ESPORTE

Conquista de medalhas e quebra de recorde são destaques esportivos para a FAB

No Campeonato Masculino Sul-Americano de Ginástica, militares da Força Aérea conquistaram o primeiro lugar por equipes para o Brasil
Publicado: 28/06/2019 10:32
Imprimir
Fonte: CDA, por Tenente Mateus
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme - Revisão: Tenente-Coronel Santana

Sargentos Francisco Barreto e Arthur Nory no pódio.Nos dias 21 e 22 de junho, a Força Aérea Brasileira (FAB) se destacou com a participação de seus atletas na conquista do 1º  lugar no Campeonato Masculino Sul-Americano de Ginástica Artística, realizado em Santiago, no Chile.

Os Sargentos Lucas Bitencourt, Francisco Barreto e Arthur Nory ajudaram o Brasil a somar 317,55 pontos e conseguir o primeiro lugar por equipes.

No individual geral, o Sargento Francisco Barreto levou o ouro e o Sargento Nory, a prata. Nas outras finais individuais por aparelhos, também se destacou o Sargento Bittencourt, que foi ouro nas argolas e no solo, além de obter uma prata na barra fixa. Nessa modalidade, o Sargento Nory conquistou o ouro.

Sargento Ana Sátila  na prova C1 de canoagem slalom Canoagem

No continente europeu, a Sargento Ana Sátila conquistou, no domingo (23/06), o bronze na categoria C1 feminino, na 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Slalom, disputado em Bratislava, Eslováquia.

A prova do C1, que passa a ser incluída no programa olímpico de Tóquio 2020, promete ser uma grande chance de medalha para o Brasil devido ao desempenho da atleta da FAB.

Paraquedismo

Na sexta-feira (21/06), quatro militares da FAB fizeram parte da equipe de paraquedistas que quebrou o recorde brasileiro de Formação em Queda Livre (FQL) Sequencial em dois pontos, na cidade de Boituva (SP).

A figura, que contoFormação da Figura em Queda Livreu com 61 componentes, teve a participação do Coronel Rafael Sampaio, do Major Rodrigo Couto, do Tenente Diego Dianezi e da Sargento Débora Helena, atleta da Equipe de Salto Livre da FAB (Equipe Falcões).

Em um mesmo salto, eles formaram duas figuras sob coordenação de quatro Load Organizers (elemento responsável por garantir a segurança dos paraquedistas e também por coordenar os saltos e as tentativas de quebra de recorde, corrigindo os erros e definindo o posicionamento dos integrantes na hora de formar a figura no céu).

Fotos: Confederação Brasileira de Ginástica; IFC- Balint Vekassy; Ramela