AVIAÇÃO DE CAÇA

Celebrações do Dia da Aviação de Caça na Ala 12 (RJ)

Heróis da Força Aérea na Segunda Guerra Mundial foram homenageados na Cerimônia do P-47
Publicado: 17/04/2019 15:21
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Felipe Bueno
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Capitão Landenberger

Foi realizada, nesta quarta-feira (17), a cerimônia militar alusiva ao Dia da Aviação de Caça. Na Ala 12, localizada no Rio de Janeiro (RJ), a solenidade contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, de representantes do Alto-Comando e de oficiais-generais da Força, e homenageou integrantes da Força Aérea Brasileira (FAB) que participaram da Segunda Guerra Mundial e os atuais militares da Aviação de Caça.

Uma homenagem aos militares que morreram no combate foi realizada na Cerimônia do P-47, em frente ao túmulo do Brigadeiro do Ar Nero Moura, comandante do 1º Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA) durante a campanha na Itália. Os nomes dos nove brasileiros mortos durante a guerra foram lidos durante uma salva de tiros e o Tenente-Brigadeiro Bermudez, acompanhado do veterano Major Especialista João Rodrigues Filho, hoje com 96 anos, depositou flores no túmulo do Brigadeiro Nero Moura. O veterano também hasteou a “Flâmula do Jambock”, utilizada nos acampamentos na Itália durante o conflito.

O Tenente-Brigadeiro Bermudez falou sobre a importância da homenagem. “A eles, que combateram com muito brio e representaram o Brasil nos céus da Itália, prestamos essa homenagem neste solo sagrado, a Base Aérea de Santa Cruz, hoje Ala 12. É motivo de muito orgulho continuar valorizando nossa história, mantendo nossas tradições”, disse o Comandante.

Em seguida, foi realizado o desfile militar com a participação do efetivo de todas as unidades subordinadas à Guarnição de Aeronáutica de Santa Cruz e integrantes da ativa e da reserva da Aviação de Caça da FAB. Foram entregues, ainda, premiações e condecorações individuais: Prêmio Pacau Magalhães Motta, Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura e Medalha Eduardo Gomes - Aplicação e Estudo. 

O Comandante de Preparo (COMPREP), Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral, falou sobre o futuro da Aviação de Caça, que receberá, em 2021, as primeiras unidades de sua nova aeronave, o F-39 Gripen. “A chegada do Gripen na FAB vai trazer uma grande revolução não só tecnológica, mas doutrinária: nós vamos ter que repensar a forma de preparar os pilotos desde a sua saída da Academia até alcançar o degrau máximo da Aviação de Caça, que é o Gripen. Ele vai nos fazer repensar a forma de utilização do poder aéreo brasileiro”, disse.

As entregas efetivas das novas aeronaves operacionais para a FAB devem iniciar em 2021 e serão operadas por unidades aéreas a partir da Ala 2, em Anápolis (GO). Os pilotos brasileiros efetuarão o treinamento na Suécia a partir de 2020. O primeiro voo do protótipo da versão brasileira da aeronave deve ocorrer ainda em 2019, na Suécia.

O Dia da Aviação de Caça é celebrado em 22 de abril em alusão à mesma data em 1945, quando uma grande ofensiva do 1º GAVCA contabilizou 44 decolagens em 11 missões em um único dia. Ao todo, o Grupo destruiu mais de 100 alvos. Foi o maior número de missões de combate despachadas em um mesmo dia durante a participação da FAB na Segunda Guerra Mundial.

Fotos: Cabo André Feitosa/CECOMSAER

Assista à matéria em vídeo das celebrações do Dia da Aviação de Caça. 

Assista também ao vídeo especial em homenagem ao Dia da Aviação de Caça.

Acesse a página especial e saiba mais sobre a Aviação de Caça.