LAAD

Fabricante de helicóptero Sikorsky homenageia Esquadrões da FAB durante a LAAD

Foram homenageados os Esquadrões Harpia, Pelicano e Pantera
Publicado: 04/04/2019 10:40
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Cristiane dos Santos
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Rocha

A Força Aérea Brasileira (FAB) foi homenageada pela fabricante de helicóptero Sikorsky, uma empresa da Lockheed Martin, durante a LAAD Defence & Security, nesta terça-feira (02/04). O Comandante de Preparo da Aeronáutica (COMPREP), Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral, recebeu do vice-presidente executivo da empresa, Dale Bennett, placas comemorativas em reconhecimento aos militares envolvidos em duas operações de resgates.

"Isso é um reconhecimento da capacidade do militar brasileiro para fazer esse tipo de missão, que é um serviço prestado à sociedade brasileira, fundamental para esta e para a aviação mundial. As aeronaves e suas tripulaçoes são apenas a ponta da linha do Sistema Brasileiro de Busca e Salvamento, que envolve os Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo [CINDACTA] e seus elos regionais, funcionando graças ao empenho da FAB", disse o Tenente-Brigadeiro Egito.

Em dezembro de 2018, um helicóptero H-60 Black Hawk, do Esquadrão Harpia (7º/8º GAV), foi acionado para realizar o resgate de três sobreviventes de um acidente aéreo próximo à cidade de Tabatinga (AM), na fronteira com o Peru. Os militares da FAB resgataram o piloto e dois passageiros, um homem e uma mulher, além de um cachorro que os acompanhava na aeronave. Não havia espaço para o pouso do helicóptero e as vítimas foram içadas. Eles foram levados para Tabatinga onde duas viaturas do Exército Brasileiro aguardavam para levá-los ao atendimento médico.

No mesmo mês, outro helicóptero H-60 Black Hawk localizou e resgatou com vida dois tripulantes que estavam há cinco dias na mata, após um acidente aéreo. Eles seguiam de Pimenta Bueno (RO) com destino a Santo Antônio do Leverger (MT) e foram encontrados próximos a Cáceres (MT), cidade distante 220 km da capital mato-grossense. No total, cerca de 30 militares do Esquadrão Pelicano (2º/10º GAV) estiveram envolvidos nos quatro dias de buscas. Militares do Esquadrão Pantera (5º/8º GAV)  também fizeram parte da tripulação que realizou o resgate.

O Gerente Regional de Vendas para o Brasil da Sikorsky, Joseph Dasilva, ressaltou a importância das duas operações. “Poderia ter terminado de maneira muito diferente sem os bravos homens e mulheres que servem o Brasil. Sem os esforços de busca dedicados pelos esquadrões, estas historias poderiam muito bem ter tido um final bem distinto”, disse.

O Comandante do Esquadrão Hapia (7º/8º GAV), Tenente-Coronel Aviador Ivan Fernandes Faria, destaca que as aeronaves Black Hawks são essenciais na Amazônia. “Elas nos trazem muita segurança. É uma aeronave de combate preparada para ações de combate intenso que, quando é utilizada para missões de integração nacional, busca e salvamento, e resgate, nos atendem de sobremaneira”, disse.

Para o Comandante do Esquadrão Pelicano (2º/10º GAV), Tenente-Coronel Aviador Luciano Antônio Marchiorato Dobignies, o Black Hawk foi muito almejado pela Força. “Ele sempre teve um papel notório na Força Aérea e não foi diferente no 2º/10º GAV, em dezembro. O H-60 é uma aeronave bem estabelecida no mercado mundial. Ele vai continuar cumprindo muitas missões de sucesso devido ao bom projeto que tem apresentado em mais de 40 anos no mundo e mais de dez anos no Brasil”, destacou.

Para o Comandante do Esquadrão Pantera (5º/8º GAV), Tenente-Coronel Ricardo Da Cas, a operação da aeronave H-60 Black Hawk tem possibilitado um essencial apoio em ações de calamidade publica, enchentes, acidente aéreos e evacuação aeromedica em diferentes cenários. “Ficamos felizes com a entrega das placas pela empresa Sirkorsky. Realmente é um reconhecimento pelo serviço e dedicação dos militares da FAB nestes resgates”, finalizou.

Fotos: Esquadrão Pelicano, Esquadrão Pantera e Sikorsky

Assunto(s): , ,