CIÊNCIA

Comissão de Desportos da Aeronáutica inicia projeto de pesquisa com cadetes da AFA

O estudo tem a finalidade de oferecer maneiras de diminuir o número de lesões durante o Estágio de Adaptação Militar
Publicado: 06/03/2019 15:07
Imprimir
Fonte: CDA, por Tenente Mateus
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Gabrielli - Revisão: Capitão Landenberger

A Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), por meio do Instituto de Ciências da Atividade Física (ICAF), iniciou um projeto de pesquisa junto aos alunos do primeiro ano da Academia da Força Aérea (AFA) com o intuito de identificar as lesões mais comuns durante o Estágio de Adaptação Militar (EAM) e suas possíveis causas. O objetivo do estudo, que faz parte de um projeto de mestrado da Universidade da Força Aérea (UNIFA), é desenvolver uma proposta de treinamento que permita diminuir o número de lesionados.

 

O responsável pela pesquisa, Major Aviador Victor Thiago Venancio da Penha, e outros oficiais do Programa de Pós Graduação em Desempenho Humano Operacional (PPGDHO), realizaram a coleta de dados entre os dias 20 e 25 de fevereiro. “Com a realização deste trabalho, nós vamos avaliar os tipos de lesões mais comuns durante o EAM, assim como identificar qual grupo de indivíduos está mais suscetível às lesões nesse treinamento", explica o Major Venancio.

Nesta primeira etapa, todas as atividades do Estágio de Adaptação Militar foram anotadas, assim como todos os atendimentos realizados pelo departamento médico e de fisioterapia, para futura análise e cruzamento de dados. Os cadetes realizaram testes físicos no início e fim do EAM, para comparar a evolução física deles e relacionar o índice de lesão com o nível de aptidão física.

“Esse trabalho tem como finalidade, oferecer à Força Aérea Brasileira maneiras de diminuir as lesões que ocorrem nesse período e assim, além de melhorar as condições do aluno para sua formação, diminuir os custos gerados pelo afastamento ou desligamento de um cadete para a instituição”, explica o orientador da pesquisa, Tenente Marcelo Baldanza Ribeiro.

Fotos: Tenente Massaferi / CDA