SEGURANÇA

Militares de São Paulo encerram atividades em Missão de Garantia da Lei e da Ordem no RJ

Foram procedidos patrulhamentos nas vias e segurança da tropa de engenharia
Publicado: 27/11/2018 15:50
Imprimir
Fonte: BASP, por Tenente Beatriz Kramer
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias - Revisão: Major Alle

Cento e dois militares do Grupamento de Segurança e Defesa de São Paulo (GSD-SP) encerraram suas atividades na Missão de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no dia 16 de novembro, regressando a Guarulhos (SP), após três meses de trabalho no Rio de Janeiro (RJ).

“Nossa equipe atuou juntamente com os Grupamentos de Segurança e Defesa do Rio de Janeiro (GSD-RJ), Galeão (GSD-GL), Afonsos (GSD-AF), Exército Brasileiro, Marinha do Brasil e Polícia Militar. O trabalho da Esquadrilha consistiu em realizar patrulhamentos de vias na Ilha do Governador, segurança da tropa de engenharia do Exército Brasileiro na retirada de barricadas em São Gonçalo e na Operação Dínamo, que visa a redução de roubo de cargas e veículos”, esclareceu o Comandante da Companhia GLO do GSD-SP, Capitão de Infantaria Felipe Martins Peçanha.

A missão contou com a presença feminina pela primeira vez. Nesse período, três graduadas de organizações militares do Rio de Janeiro trabalharam na operação exercendo as mesmas funções da tropa, além de abordagens e revistas a mulheres das comunidades. “Essa missão foi uma oportunidade de colocar em prática os conhecimentos adquiridos no curso de formação e de ampliar minha visão sobre o trabalho de segurança pública através da vivência operacional. Sentimos de perto o apoio da população às Forças Armadas!”, disse a Sargento Luana Alves da Silva.

A operação atendeu ao Decreto nº 9.288, de fevereiro de 2018, assinado pelo Presidente da República, que determinou a intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro com o objetivo de pôr termo a grave comprometimento da ordem pública, com previsão até o dia 31 de dezembro, podendo ser prorrogada.

“Atuamos em territórios conflagrados com o objetivo de levar segurança à sociedade. A operação contribuiu muito para percebermos a importância da intervenção federal para o equilíbrio social, além do enriquecimento profissional obtido através da troca de experiências com outros militares da segurança pública”, explicou o Cabo Maurício Tino da Silva.

Fotos: Cabo Mazzoni