TECNOLOGIA

FAB participa de reunião do Grupo de Alto Nível em Aeronáutica

Encontro realizado em Brasília (DF) contou com a presença de representantes do Governo, Indústria e Academia dos dois países
Publicado: 22/11/2018 15:55
Imprimir
Fonte: EMAER, por Tenente Coronel Bruno Janhsen
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Carlos Balbino - Revisão: Capitão Landenberger

O Secretário-Geral do Ministério da Defesa, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira, o Diretor-Geral interino do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Major-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara, e o Chefe da Sexta Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Roberto de Almeida, participaram da reunião do Grupo de Alto Nível (GAN) Brasil-Suécia em Aeronáutica, que ocorreu em Brasília (DF), nesta quarta-feira (21/11). Além dos oficiais-generais da Força Aérea Brasileira (FAB), estiveram presentes integrantes dos Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC); e das Relações Exteriores (MRE); da EMBRAER; do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI); bem como as suas contrapartes suecas, e a empresa Saab.

Durante a reunião, coordenada pela Secretária-Executiva do MDIC, Yana Dumaresq Sobral Alves, e pelo Vice-Ministro do Empreendimento e Inovação da Suécia, Niklas Johansson, foram avaliadas as atualizações dos Termos de Referência, do Plano de Trabalho (2019-2020) e do Plano Estratégico de Longo Prazo do GAN. Além disso, o Grupo autorizou o início do Air Domain Study (ADS), que visa definir as necessidades, conceitos e soluções que possam atender os dois países, bem como estimular a pesquisa em parceria sobre temas em comum. O ADS terá duração de dois a três anos e contará com representantes da FAB, EMBRAER, Saab e a Agência Sueca de Inovação.

Após a reunião do Grupo de Alto Nível, houve o encontro do Comitê Executivo (CE) Brasil-Suécia em Aeronáutica. Nessa reunião, foram compartilhadas as percepções da reunião do GAN, além de levantados novos assuntos de interesse do comitê, tais como a Propriedade Intelecutal dos projetos em conjunto, um possível plano de comunicação do progresso da parceria e a programação das reuniões no ano de 2019.

O Chefe da Sexta Subchefia do EMAER, Major-Brigadeiro Almeida, destacou a importância da cooperação que existe entre o Brasil e a Suécia para a Força Aérea e para a indústria aeroespacial brasileira como um todo. "Aquele país aparece frequentemente nas primeiras posições dos rankings de inovação, e há muito o que aprender com eles. Ao mesmo tempo, podemos contribuir com a nossa experiência no campo da Aeronáutica, bem como com nossa criatividade. Assim, podemos fomentar uma parceria muito proveitosa para as duas nações”, afirmou o oficial-general.

Histórico

O GAN Brasil-Suécia em Aeronáutica foi criado após a aquisição da aeronave Gripen e dos consequentes compromissos assumidos pelos governos dos dois países. Esse grupo de trabalho temático binacional foi estabelecido no ano de 2015, e tem por objetivo promover a cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação entre a academia, indústria e governo das duas nações. Além disso, o GAN apoia iniciativas para criar programas, projetos, estudos e outras atividades conjuntas no setor aeronáutico.

Já o Comitê Executivo Brasil-Suécia em Aeronáutica atua como assessor do GAN, analisa as propostas recebidas das instituições e outras partes interessadas, prioriza as mais viáveis e supervisiona a execução de programas, projetos, estudos e outras atividades em cooperação aprovadas e implementa as decisões do Grupo de Alto Nível.

Essa foi a quarta reunião do GAN. O próximo encontro do grupo está previsto para ser realizado na Suécia, em outubro de 2019.

Fotos: Coronel Elvis e Soldado Wilhan Campos