EVENTO

Portões Abertos do DCTA reúne mais de 50 mil pessoas em São José dos Campos

Uma das atrações mais esperadas foi a Esquadrilha da Fumaça
Publicado: 29/10/2018 11:00
Imprimir
Fonte: DCTA, por Tenente Larissa
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias - Revisão: Cap Landenberger

Voos de diversos aviões, exposição estática de aeronaves, apresentações artísticas e da Esquadrilha da Fumaça. Essas foram algumas das atrações que cerca de 50 mil pessoas de São José dos Campos (SP) e da região do Vale do Paraíba puderam conferir no Portões Abertos do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), que ocorreu no último sábado (20).

O Portões Abertos é um evento de caráter cívico-social que tem como propósito abrir por um dia as portas da Força Aérea Brasileira (FAB) à população, possibilitando uma maior aproximação entre a instituição e a sociedade. “O evento dá a oportunidade de mostrar para a comunidade todo o profissionalismo da FAB e o trabalho que temos feito ao longo dos anos”, afirmou o Chefe do Subdepartamento de Administração do DCTA, Brigadeiro do Ar José Aguinaldo de Moura.

Os participantes também puderam conversar com os militares, saber mais sobre as formas de ingresso na FAB, conhecer um pouco sobre as Organização Militares que compõem a estrutura do DCTA e ainda interagir com membros da Polícia Militar e do Exército Brasileiro que estavam no evento. Além disso, ao longo do dia ocorreram diversas atrações simultâneas, como demonstração dos cães de guerra do Esquadrão de Segurança e Defesa, lançamento de paraquedistas e encenação do grupo da Segunda Guerra.

Já a Esquadrilha da Fumaça apresentou diversas acrobacias de alta performance, manobras arrojadas e exclusivas, como o voo invertido em formação, sua especialidade. “É de arrepiar e é muito impressionante o que eles fazem no céu, a gente fica olhando e admirando”, afirmou a fisioterapeuta Flaviana Mafra.

Durante o evento foram arrecadados 1,5 tonelada de alimentos e mais de 500 livros. “O evento proporciona ao público visitante uma oportunidade de ser solidário. A ação social reflete o espírito de ajudar ao próximo e nós, como militares e cidadãos, nos sentimos parte desse processo”, concluiu a Tenente Assistente Social Bruna Silva.