INDEPENDÊNCIA

Desfile de 7 de setembro atrai milhares de brasileiros de Norte a Sul do país

Veja como foi a participação do efetivo da Força Aérea Brasileira em vários estados
Publicado: 08/09/2018 11:35
Imprimir
Fonte: Força Aérea Brasileira
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Carlos Balbino - Revisão: Major Alle

De Norte a Sul do país, milhares de brasileiros aproveitaram o feriado do dia 7 de setembro para curtir a programação da Semana da Pátria e prestigiar os eventos em comemoração ao dia da Independência do Brasil. Confira como foram os desfiles cívicos-militares que contaram com a participação do efetivo da Força Aérea Brasileira (FAB) em vários estados.

São Paulo (SP)

“O Desfile do 7 de Setembro na cidade de São Paulo (SP) com a participação maciça da Força Aérea Brasileira (FAB) e a passagem de aeronaves foi um sucesso total! Parabéns, Força Aérea!”, expressou o Comandante do COMGAP, Tenente-Brigadeiro do Ar Paulo João Cury, ao assistir à performance da Guarnição da FAB em São Paulo, no 196º Aniversário da Independência do Brasil, realizado no Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo, popularmente conhecido como o Sambódromo do Anhembi.

“É a primeira vez que participamos e tocamos juntos no 7 de Setembro. Representarmos nossa Pátria em família foi uma experiência única! É muito bom sentir a vibração do público, dá para perceber o espírito nacionalista!”, disse o casal de músicos da Banda Sinfônica da BASP, Primeiro Sargento Marcos Martins e Segundo Sargento Gabrielle Lima.

O evento teve público estimado de 30 mil pessoas e 8.060 participantes. Desfilaram representantes das Forças Armadas, Forças Auxiliares, Grupos de Escoteiros, Expedicionários e Escolas da Rede Pública, além de grupamentos compostos por viaturas, motos, botes náuticos, equinos e cães. A grande novidade deste ano foi o desfile aéreo, que levou o público ao delírio com a participação das aeronaves F-5, C-95 e H-50.

Maria Gabriela da Silva, 12 anos, vibrou com o desfile aéreo da FAB: “Foi muito linda a festa da Independência do Brasil! É emocionante poder ver os aviões da Força Aérea passando tão perto! Quero ser militar quando crescer”, disse a menina em sua primeira participação no evento.

A Tropa da FAB foi representada por 715 militares, dividida em sete grupamentos compostos por: Cadetes, Subgrupamento de Comando, Guarda de Honra, Subgrupamento Masculino, Subgrupamento Feminino, Subgrupamento de Infantaria e a Banda de Música da BASP.

“Comandar o grupamento feminino da FAB é um motivo de grande orgulho pra mim. É um momento em que podemos demonstrar a fibra da mulher. Participar desse evento nos dá a sensação de dever cumprido com a nossa Pátria!”, externou a Comandante da Tropa Feminina, Major Maria Isabela Alves Sawada.

Guaratinguetá (SP)

A Prefeitura de Guaratinguetá (SP) realizou um desfile cívico-militar com a participação de escolas, Forças Armadas e Forças Auxiliares, além de diversas instituições civis.

O evento teve início com o hasteamento do Pavilhão Nacional e das bandeiras do Estado e do Município. Estavam presentes o Comandante da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), Brigadeiro do Ar Valdir Eduardo Tuckumantel Codinhoto, o Prefeito de Guaratinguetá Marcus Augustin Soliva e o Presidente da Câmara Municipal Marcelo Coutinho.

Além da Banda Sinfônica da EEAR, participaram da cerimônia aproximadamente 500 militares, divididos em seis grupamentos.

Ao final da solenidade, o grupamento composto por 500 crianças atendidas pelo Programa “Forças no Esporte” emocionou a todos ao entoar, com vibração, a “Canção do Especialista”.

“Eu gostei muito de participar do Desfile com os amigos do Projeto Segundo Tempo porque meu sonho é ser militar da Escola da Aeronáutica, igual ao meu avô, que é meu exemplo” comentou o aluno Samuel Alexandre Pedroso do Amaral, de 9 anos.

Barbacena (MG)

Em Minas Gerais (MG), aproximadamente seis mil pessoas aplaudiram a tropa da Guarnição de Aeronáutica de Barbacena, composta por mil militares, durante a participação da Força Aérea Brasileira no desfile cívico-militar.

O público ficou encantado com o grupamento composto exclusivamente por militares do sexo feminino. Admiradora das Forças Armadas, Vera Lúcia Fortes, servidora pública, mais uma vez marcou presença na cerimônia. “Venho sempre com minha família, pois enxergar nos olhos do meu filho a emoção quando está diante da tropa da EPCAR é algo inexplicável”, afirmou.

O encerramento do desfile ficou por conta dos alunos veteranos e das crianças do Projeto “Forças no Esporte”.

Belo Horizonte (MG)

Na capital mineira, a Guarnição de Aeronáutica de Belo Horizonte (MG) participou do desfile cívico-militar, tradicionalmente realizado na Avenida Afonso Pena, com cerca de 370 militares.

A tropa foi comandada pelo Coronel Aviador André Gustavo de Souza Curityba e desfilou ao som da Banda de Música “Asas de Minas”, do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR).

“É uma grande honra representar a Força Aérea Brasileira neste desfile e mostrar o resgate de valores como o patriotismo”, afirmou o soldado Giovane Amaral, que participou do desfile pela primeira vez.

Nesta ano, a tropa inovou ao desfilar com um grupamento exclusivamente feminino, representando a participação e o empoderamento das mulheres nas fileiras da Força Aérea.

Outro destaque foi o grupamento que representou o combatente nas diversas missões operacionais. Os militares trajaram uniforme de voo, utilizado no exercício das atividades aéreas, uniforme de serviços técnicos especializados de saúde e uniforme empregado em ações de controle de distúrbios.

Rio de Janeiro (RJ)

Na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro (RJ), um grande público vibrou e aplaudiu a participação dos militares nas comemorações pelo Dia da Independência. A tropa da Força Aérea Brasileira, coordenada pela Diretoria de Administração do Pessoal (DIRAP) e Grupo de Segurança e Defesa do Rio de Janeiro (GSD RJ) da Ala 11, contou com representação de aproximadamente 500 militares na avenida.

A solenidade teve início com o acendimento do Fogo Simbólico da Pátria e homenagem aos militares do Exército, das Polícias Militar e Civil mortos em combate durante a Intervenção Federal. Estiveram presentes: o Ministro-Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República Carlos Marun, o Interventor Federal na Segurança do Estado do Rio General de Exército Walter Souza Braga Netto, o Diretor do DECEA Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, o Diretor da DIRAP Major Brigadeiro do Ar Mauro Martins Machado, dentre outras autoridades militares e civis.

Integraram a tropa da FAB: os grupamentos de motociclistas, guarda bandeira, estandartes, companhia e cerimonial, feminino, aeronavegantes e a banda de música, com militares de toda a guarnição do Rio de Janeiro, sob o comando do Brigadeiro do Ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Junior.

Cerca de cinco mil pessoas participaram do desfile nas tropas da FAB, Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Polícia Militar do Rio de Janeiro, Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro, Polícia Rodoviária Federal, Guarda Municipal, Ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira, escolas militares, escolas municipais, grupamentos de associações e entidades civis.

Boa Vista (RR)

Mesmo com sol forte e muito calor - a temperatura registrada foi de 31 graus - na manhã da última sexta-feira (07/09), mais de 15 mil pessoas acompanharam o desfile cívico-militar em celebração à Independência do Brasil em Boa Vista (RR), segundo dados da Polícia Militar do Estado. O evento fez parte da Semana da Pátria e contou com a participação dos militares da Força Aérea Brasileira.

A cerimônia, realizada na Esplanada do Palácio Senador Hélio Campos, sede do governo do Estado, contou com a presença da Governadora Suely Campos, do Comandante da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, General Gustavo Henrique Dutra e o Comandante da Ala 7, Coronel Eric Breviglieri.

A Guarnição de Aeronáutica de Boa Vista desfilou por quase dois quilômetros, com mais de 400 militares que foram divididos nos grupamentos da Ala 7 e 1°/3° GAV (Esquadrão Escorpião), do Grupamento de Apoio (GAP-BV) e em um grupamento formado por quase 100 mulheres do efetivo, em uma justa homenagem as suas conquistas cada vez maiores na sociedade.

O desfile cívico-militar durou aproximadamente 4 horas e emocionou o público que estava presente no local. “Vi uma criança que aplaudia incansavelmente a passagem do desfile militar e pude perceber o quanto o povo roraimense é apaixonado e orgulhoso dos militares que desfilavam” relatou Arlete Franco Belo, 42 Anos, mãe do Tenente Déric Igor Belo dos Santos, que desfilava no grupamento da Ala 7. Para ela, essa data reforça a convicção do quanto os militares são importantes para a sociedade.
Seu filho, o Tenente Déric, acredita que o Dia da Independência, dentro de toda sua grandeza e simbolismo histórico, torna-se ponto latente dentro dos anseios de toda nação. Para ele, é um orgulho participar da solenidade e receber o reconhecimento da sociedade em uma data tão oportuna, em uma celebração de independência e soberania de uma nação com uma história fantástica.

“Poder participar como um dos agentes que mantém a soberania do nosso país, além de sempre ter sido um sonho, hoje se materializa como orgulho e motivação em busca de um aprimoramento profissional contínuo para alcançar um futuro melhor do nosso país”, concluiu o tenente.

No final da tarde do dia 7 de setembro, cerca de 30 militares da Ala 7 participaram o abafamento do fogo simbólico no Palácio Senador Hélio Campos, sede do Governo do Estado. O ato solene marcou o encerramento da Semana da Pátria no Estado de Roraima.

Porto Velho (RO)

Em Porto Velho (RO), neste ano teve novidade. A cerimônia cívico-militar que costumava ser à noite, desta vez, foi realizada pela manhã.

O desfile de 7 de setembro contou com a presença de representantes de organizações militares, civis e estudantis. A solenidade atraiu uma multidão. Milhares de cidadãos porto-velhenses compareceram ao local para prestigiar o evento.

Mais de 800 militares da Ala 6 e da Guarnição de Aeronáutica de Porto Velho (GUARNAER-PV) desfilaram nos grupamentos dos aeronavegantes, feminino, unidades sediadas, e de segurança e defesa. Crianças e jovens do Programa Forças no Esporte (PROFESP) também participaram.

“A proximidade com o público, enquanto ocorre o desfile, nos motiva bastante. Receber o carinho e os aplausos da população que assiste é muito gratificante”, afirmou o 1º Tenente Aviador Tani.

Manaus (AM)

Na capital do Amazonas, 8 mil pessoas assistiram ao desfile de sete de setembro. Nessa parte da Amazônia, 800 militares da tropa da Força Aérea Brasileira rememoraram o Dia da Independência do Brasil. O Sambódromo - Centro de Convenções de Manaus (zona centro-sul da capital), palco geralmente da apresentação dos bois-bumbás, reuniu a Marinha, Exército e a Força Aérea, bem como as Forças Auxiliares para celebrar a data.

O representante de vendas, José Henrique Soares Martins, assistiu ao desfile da Independência e falou sobre a importância do civismo. "Esse desfile apresenta a força que nosso país tem, representado pelas Forças Armadas. Elas representam para o nosso país um meio cívico que o brasileiro precisa ter para defender e desenvolver o Brasil", comentou.

A tropa da FAB foi composta pelas Organizações Operacionais e Administrativas da Guarnição de Aeronáutica de Manaus. Entre os quase mil militares que estavam desfilando pela Força Aérea, um se despediu das participações nos desfiles cívicos. "Para mim, tem um sabor nostálgico, é um momento singular, meu último desfile cívico, pois em breve estarei sendo transferido para a reserva remunerada. Mas traz uma pluralidade de emoções e sentimentos. É um momento para refletirmos sobre nossa terra, nossa pátria amada - Brasil. Repensarmos sobre os conceitos de nacionalismo, patriotismo, civismo e cidadania. Ver o Centro de Convenções de Manaus - Sambódromo - tomado pela população manauara prestigiando o desfile cívico representa para mim o respeito que as Forças Armadas possuem", explicou o Sargento Luiz Edval Ribeiro da Silva.

Ronaldo da Silva Fernandes prestigiou o evento com a esposa e o filho. Ao lado da família, falou sobre o papel e a importância das Forças Armadas. "O desfile cívico é de suma importância para a sociedade fazer o reconhecimento desses homens que defendem a Pátria com o coração", disse.

Fortaleza (CE)

No Ceará (CE), a tropa foi comandada pelo próprio Comandante da Base Aérea de Fortaleza, Coronel Aviador Alex Pereira de Sousa.

O desfile cívico-militar contou com a participação de 450 militares da BAFZ, do ES-FZ e do DTCEA. O efetivo foi aplaudido pelo público ao passar pelo palanque oficial em continência ao governador do Estado.

“O sentimento de desfilar no dia da Independência é de muito orgulho. É assim que me sinto por pertencer à Força Aérea Brasileira e representar o meu país, além de mostrar a força e dedicação da mulher militar”, disse emocionada a sargento Ericka Rangel de Albuquerque.

Recife (PE)

A Guarnição de Aeronáutica de Recife participou da cerimônia em alusão ao Dia da Independência com uma tropa composta por mais de 850 militares, distribuídos em 13 grupamentos. Estiveram presentes no desfile cívico-militar, o Comandante do Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III), Brigadeiro do Ar Walcyr Josué de Castilho Araujo e os Comandantes das Unidades sediadas em Recife (PE).

O desfile da FAB, ao som do Hino dos Aviadores, teve como destaques: a Banda de Música do CINDACTA III, o grupamento de Bandeiras Históricas, o Grupamento de Segurança e Defesa de Recife (GSD-RF), que desfilou com sua Guarda de Honra e uma tropa de Infantaria armada e camuflada. Também participaram da solenidade os grupamentos de saúde e feminino, que há quatro anos não desfilava com notoriedade.

“Eu tenho muita satisfação de estar hoje comandando uma tropa, principalmente por ser feminina, já que há alguns anos em Recife não tinha. Já tinha desfilado em um grupamento feminino como aspirante, e agora retornar comandando este mesmo grupamento me faz ter orgulho da carreira que eu conquistei”, disse a Major Luciana Soares de Albuquerque.

Fabiana Gouveia, que assistiu entusiasmada ao desfile, gostou do que viu. “Minha expectativa em ver o desfile era grande, pois foi a primeira vez que vim a este evento e não imaginava o quão bonito e importante é o significado dele para o país. Esse é o momento de poder mostrar a força do Brasil através das nossas Forças Armadas", ressaltou.

Natal (RN)

Durante a celebração do dia da Independência, as Organizações Militares da Força Aérea Brasileira em Natal (RN) participaram de uma programação especial, organizada pelo Governo do Estado.

O tradicional desfile militar ocorreu na Praça Pedro Velho, conhecida como Praça Cívica, na região leste da capital. A tropa da Força Aérea contou com cerca de 400 militares das sete unidades sediadas em Natal e com a Banda de Música da Ala 10.

“Poder representar a Força Aérea Brasileira, nesse dia importante, representa nosso patriotismo e abnegação das nossas necessidades pessoais para priorizar o serviço à nação brasileira”, afirmou o Segundo Tenente Aviador Raul Luiz Guedes Pampulha.

Segundo a organização, cerca de 15 mil pessoas acompanharam a solenidade durante a manhã chuvosa. “É um momento muito significante para a nossa Pátria. É uma oportunidade maravilhosa para poder ver nossas escolas e militares”, declarou Waldir Venancio dos Santos, que estava na plateia.

Clóvis Henrique Ramalho Costa também fez questão de assistir ao desfile e ainda levou o filho, David, de seis anos de idade. “O desfile da Independência faz o povo se lembrar de valores fundamentais como cidadania, respeito e patriotismo. Fiz questão de trazer meu filho para ele poder sentir esse momento importante”, contou o pai do garoto.

Parnamirim (RN)

Em Parnamirim (RN), o desfile cívico-militar foi realizado dois dias antes, no dia 5 de setembro, e contou com presença do Comandante da Ala 10, Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros.

Participaram do desfile, militares da Marinha do Brasil, da Força Aérea Brasileira, da Polícia Militar e dos Bombeiros, além das escolas municipais e estaduais. “Parnamirim nasceu da comunidade aeronáutica após a 2ª Guerra Mundial. Ficamos muito felizes da FAB estar sendo representada por um oficial-general presente no palanque. Esse momento do desfile que comemora a Independência faz reviver o espírito cívico de todo o povo de Parnamirim. É importante amar a Pátria acima de tudo!”, ressaltou o Procurador do município de Parnamirim, João Batista Lira.

Porto Alegre (RS)

No sul do país, o desfile cívico-militar ocorreu na Avenida Edwaldo Pereira Paiva, conhecida como Avenida Beira Rio, em Porto Alegre (RS). Mais de 35 mil pessoas compareceram ao local. Muitas prestigiaram o evento acompanhadas de toda a família.

Participaram do desfile, ao todo, 4500 civis e militares das Forças Armadas, Forças Auxiliares, Força Expedicionária, heróis de guerra e veteranos, além de Instituições Ensino.

A tropa da Guarnição de Aeronáutica de Canoas (RS), composta por mais de 400 militares, representou o efetivo da Força Aérea Brasileira na avenida. O contingente de desfile foi constituído pela banda de música da Ala 3; comandante da tropa e seu Estado-Maior, representando o corpo de oficiais; guarda-bandeira; grupamento de bandeiras históricas e de estandartes das unidades subordinadas à Ala 3, em Canoas e Porto Alegre; grupamento armado e desarmado; além da fração dos pilotos, aeronavegantes e especialistas em manutenção de aeronaves.

Já o desfile motorizado contou com viaturas do Grupo de Segurança e Defesa e do 1º GDAAE.

Florianópolis (SC)

Realizado na Passarela Nego Quirido, o desfile cívico-militar, em Santa Catarina (SC), contou com cinco grupamentos da Guarnição de Aeronáutica de Florianópolis (GUARNAER-FL). No total, 300 militares desfilaram sob o comando do Major Denis Vinicius Silva Passos.

Durante a passagem da tropa, com garbo e espírito renovado, o grupamento de militares da reserva remunerada recebeu o reconhecimento do público que estava na Base Aérea.

“Muito obrigado pelo convite, organização e atendimento às velhas águias. Estaremos sempre prontos para qualquer chamado do nosso país”, disse o Terceiro Sargento R/1 Gilberto Semann.

A cerimônia atraiu aproximadamente 10 mil espectadores. Além dos militares da FAB, participaram do desfile: a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro, as Forças Auxiliares, escolas e organizações da sociedade civil, como a Cruz Vermelha e os Escoteiros do Brasil.

"O culto ao patriotismo é muito importante para nossos jovens. Ver as escolas desfilando junto com os militares nos faz ter a esperança num país melhor, num país mais íntegro e honrado", afirmou Hamilton Braga Rocha, entusiasta das Forças Armadas.

Campo Grande (MS)

Aproximadamente 750 militares da Ala 5 participaram do desfile cívico-militar do Dia da Independência que ocorreu na Rua 13 de Maio, centro da capital sul-matogrossese, reunindo aproximadamente 30 mil espectadores. Foi a primeira vez que o desfile contou com a participação dos alunos do Programa Forças no Esporte (PROFESP), atendidos pela Ala 5.

Desfilaram os grupamentos das Unidades Aéreas e Aeroterrestre sediadas na Ala 5, o Esquadrão de Saúde, o efetivo do Grupamento de Apoio de Campo Grande, bem como os demais militares que compõem a Guarnição de Aeronáutica de Campo Grande.

“O desfile foi muito bonito e mostra a importância da atuação das Forças Armadas em nossa cidade e estado”, disse José Alcides Gomes, espectador que acompanhou o desfile.

Além dos militares da FAB, participaram, ainda, do desfile o efetivo do Comando Militar do Oeste, militares do Sexto Distrito Naval, homens da Polícia Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros e demais instituições civis de Mato Grosso do Sul (MS).

Novo Mundo (MT) e Guarantã do Norte (MT)

No Mato Grosso (MT), a Força Aérea Brasileira também participou do desfile cívico-militar do Dia da Independência representada pelo Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), nos municípios de Novo Mundo (MT) e de Guarantã do Norte (MT). Esteve presente na cerimônia, o Vice-Diretor do CPBV Tenente-Coronel Aviador André Luiz Dall’Agnol Cechella.

A novidade deste ano foi o desfile dos 100 alunos do Programa Forças no Esporte (PROFESP), seguido dos militares da FAB. A comemoração também contou com participação de escolas municipais.

Centenas de pessoas prestigiaram o evento que comemorou o 196º aniversário da Independência do Brasil.

O CPBV encerrou as apresentações com uma tropa composta por 148 militares. Ao término do desfile, o Major Especialista em Armamento Miguel de Oliveira Sales, Comandante da tropa, falou da emoção de participar da solenidade. “É gratificante desfilar e observar o apoio da população na questão da civilidade, na busca por uma sociedade e um país melhor”, afirmou o comandante da tropa.

Fotos: SISCOMSAE