CIDADANIA

Ala 10 comemora aniversário em evento com crianças especiais

Atividade apresentou aeronaves e promoveu interação com militares
Publicado: 14/08/2018 14:45
Imprimir
Fonte: Ala 10, por Tenente Mega
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme - Revisão: Ten Emília Maria

Uma manhã lúdica, de brincadeiras, interação e informação dedicada a pessoas que necessitam de cuidados especiais foi realizada na Ala 10, em Parnamirim, região metropolitana de Natal (RN), no sábado (11). A segunda edição do evento "Amigos Especiais da Ala 10" contou com a participação de sete instituições de assistência social da região e fez parte das comemorações dos dois anos de criação da Organização Militar.

A ação, desenvolvida no hangar do Esquadrão Gavião (1º/11º GAV), dá continuidade a uma iniciativa originada na então Base Aérea de Natal, que, em sete anos, chegou a receber mais de 1,7 mil convidados no “Encontro com Amigos Especiais da Base Aérea de Natal”.

As crianças puderam conhecer os aviões utilizados para as missões da Ala, como o C-95M Bandeirante, utilizado pelo Esquadrão Rumba (1º/5º GAV) em voos de instrução, e pelo Esquadrão Pastor (2º ETA) em missões de transporte de órgãos, por exemplo. Além do contato com aeronaves, os visitantes interagiram com as equipes de Busca e Salvamento (SAR) e do Esquadrão de Defesa e Segurança (ESD).

Para Josilene Gomes de Almeida, mãe de Isabela, o evento motivou a saída da filha do hospital. "Ela estava internada com um quadro de anemia falciforme. Quando soube do evento, ela lembrou da edição passada que havia participado, já se animou e, muito motivada, me pediu para trazê-la para ver os aviões e ter contato com os militares", contou.

Já Marília França estava entusiasmada com a participação da filha Laís. "Ela tem autismo e gosta muito de dançar. Nesse evento da FAB ela pôde interagir com diferentes pessoas e dançar ao som da Banda de Música da Ala 10. Vendo a felicidade de minha filha fico até emocionada”, declarou a mãe.

A assistente social da Associação de Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência, de Funcionários do Banco do Brasil e da Comunidade (APABB), Alexsandra Romualdo, destaca a importância do evento para todos os beneficiários da entidade. “Desde o início, a APABB participa trazendo crianças para socializarem com os militares. Para nós, é um evento de total inclusão social e lazer. Eles podem observar os aviões, carros de bombeiro, escoteiros e ainda têm a oportunidade de interagir, assistir teatro, dançar e brincar", ressaltou.

“Essas crianças precisam de uma atenção especial, e fico satisfeito em ver os voluntários empenhados em se comunicar com elas. Trouxe meu neto e ele está fascinado com as atividades que estão sendo realizadas", diz Rozemiro Feliciano Bezerra Filho, acompanhado do garoto que participa da Associação de Pais e Amigos Excepcionais de Natal (APAE-Natal).

Estiveram envolvidos na preparação e execução do evento mais de 150 militares da FAB, além de integrantes da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro, da Cruz Vermelha e do Grupo de Escoteiros Augusto Severo.

O evento contou, ainda, com a participação de parceiros e voluntários que viabilizaram a estrutura e a atenção necessárias para que fosse possível sua realização. O Capitão Aviador Yuri Carneiro de Souza é especialista na Linguagem Brasileira de Sinais (LIBRAS) e fez a comunicação com os deficientes auditivos presentes. "Pude explicar as funcionalidades das aeronaves e as diferentes missões realizadas pelos esquadrões da Ala 10. Foi maravilhoso ver os olhos de cada um deles brilhando ao entrar no helicóptero”, contou o militar.

Aniversário

As comemorações do aniversário da Ala 10 iniciaram com uma cerimônia no pátio de formaturas do Grupamento de Apoio de Natal, com presença de autoridades da capital potiguar e Parnamirim. Personalidades foram agraciadas com o título de membro honorário da Força Aérea Brasileira. Ainda foram entregues medalhas por tempo de serviço a 19 militares.

O Comandante da Ala 10, Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros, destacou a importância do Programa de Formação de Valores realizado para todo o efetivo e a receptividade do povo de Natal. "Desde os seus primórdios, tivemos um árduo caminho em direção ao contínuo desenvolvimento no sentido de sempre apoiar os que se esmeram em estar preparados para defesa da pátria”, disse.

Histórico

Desde os primeiros voos transatlânticos realizados pelos franceses, na década de 1920, a importância da localização de Natal já se fazia notar. Em 1924, foi escolhida a vila de Parnamirim para ser construído um campo de aviação. Em 15 de outubro de 1927, um avião francês da Latécoère (antigo Correio Aéreo Nacional francês, Aeropostale) marcou o início dos voos entre Paris e Buenos Aires, passando por Natal.

No ano de 1934, a companhia Deutsche Lufthansa começou a operar no Atlântico. A Itália também se interessou por Natal e a partir de junho de 1939 a Companhia LATI (Linee Aeree Transcontinentaoli Italiane) ativou a linha Roma - Rio de Janeiro, com parada na capital potiguar. Os voos eram semanais com aviões Savoia-Marchetti SM-83.

Atualmente, a Ala 10 é responsável pela formação dos pilotos de combate da Força Aérea Brasileira e ainda abriga dois esquadrões operacionais de aviação - 2º ETA e 1º/8º GAV, um Esquadrão de Segurança e Defesa (ESD) e um Grupo Logístico (GLOG).

Fotos: Soldado Simplício