AJUDA HUMANITÁRIA

Comitiva de autoridades visita a Operação Acolhida

A FAB realiza o transporte de venezuelanos e a produção de 4.500 refeições diárias
Publicado: 25/04/2018 17:20
Imprimir
Fonte: Força-Tarefa Humanitária
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias

Uma comitiva composta por embaixadores, parlamentares e representante da ONU, a convite do Ministério das Relações Exteriores, compareceu, nessa terça-feira (24), à 1ª Brigada de Infantaria de Selva para acompanhar o trabalho da Operação Acolhida, que trata da questão dos imigrantes desassistidos oriundos da Venezuela.

Os visitantes conheceram sobre o panorama do que está acontecendo em Roraima e o esforço da Força-Tarefa Logística Humanitária para atender os imigrantes. Também receberam informações sobre a criação do Comitê Federal de Assistência Emergencial para acolhimento aos venezuelanos, o planejamento para os futuros abrigos e o trabalho das Forças Armadas.

O Esquadrão Corsário da Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, nos dias seis e sete de abril, os primeiros voos referentes ao processo de interiorização dos venezuelanos, transportando cerca de 250 pessoas para os Estados do Mato Grosso e de São Paulo no Boeing 767. Já o Grupamento de Apoio de Boa Vista (GAP-BV) atingiu, no dia sete de abril, a marca de 4.500 refeições diárias a serem distribuídas nos abrigos. A ação estava sendo realizada desde 15 de março, com 800 quentinhas.

A Deputada Federal Bruna Furlan, que foi Presidente da Comissão Especial da Lei de Imigração, destacou o trabalho das Forças Armadas na Operação. “Eu gostaria primeiro de agradecer às três Forças, Marinha, Exército e Força Aérea, em nome do Brasil e dos brasileiros, porque estão fazendo esse trabalho maravilhoso de acolhida aos imigrantes”, ressaltou.