TREINAMENTO

FAB participa de atividade para treinar operações militares conjuntas

Atividades ocorreram em Unidade do Exército Brasileiro, em Campinas
Publicado: 27/12/2017 15:00h
Imprimir
Fonte: Ala 13, por Tenente Beatriz Kramer
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Cristiane

Estágio abrangeu temas como armamentoMarinha, Exército e Força Aérea realizaram, entre os dias 10 e 15 de dezembro, o Estágio Setorial Específico Conjunto de Operações Militares em Ambiente Urbano, em Campinas (SP). As atividades foram realizadas no 28° Batalhão de Infantaria Leve (28º BIL), unidade de Emprego Peculiar em Operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e em Operações Militares em Ambientes Urbanos do Exército Brasileiro.

Militares da Ala 13, da Academia da Força Aérea (AFA) e do Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP) participaram do exercício junto a integrante das outras Forças Armadas. O Chefe da Seção de Instrução do Grupamento de Segurança e Defesa de São Paulo (GSD-SP), Tenente François Paiva de Almeida, explica que o objetivo do curso é atualizar e homogeneizar os conhecimentos e procedimentos utilizados em operações militares. “Além disso, capacita os militares para disseminarem as Militares passaram por atividades teóricas e práticasinformações no âmbito do Ministério da Defesa, com vistas à padronização em missões de GLO", completa.

Com carga horária de 57 horas, o curso propiciou aos alunos o contato com técnicas e táticas modernas, abrangendo temas como armamento, combate em recinto confinado e operações ofensivas e defensivas em ambiente urbano.

O Chefe do Centro de Instrução de Operações de Garantia da Lei e da Ordem do 28° BIL, Major do Exército Valter Silva Cruz, destaca que o ponto alto do estágio ocorreu durante uma operação conjunta de investimento sistemático, unindo militares das três Forças. “Foram empregados viatura de comando e controle, aeronave com olho de águia, helicóptero de manobra para transporte de tropa, blindados e todas as armas de apoio de fogo inerentes a uma Companhia de Fuzileiros Leve. Simulação com aplicação de aeronavesEssa Operação veio coroar e consolidar os conhecimentos adquiridos por cada um dos militares que deverão agora atuar como multiplicadores em suas respectivas Forças”, relata o Major.

De acordo com o responsável pela Companhia de Polícia de Aeronáutica do GSD-SP, Tenente Infante Bruno Casas do Nascimento, o intercâmbio foi bastante proveitoso. “Aprendemos muito e agora repassaremos o conhecimento adquirido aos demais militares do nosso Grupamento e utilizaremos o aprendizado nas próximas operações de Garantia da Lei e da Ordem", afirmou.

Fotos: CB Mazzoni