CONDECORAÇÃO

Ministério Público Militar homenageia a Ala 8

Unidade foi condecorada com Ordem do Mérito Ministério Público Militar
Publicado: 12/11/2017 07:45h
Imprimir
Fonte: Ala 8, por Ten Lorena Molter
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias

Condecoração é a mais alta comenda da InstituiçãoA Ala 8, sediada em Manaus (AM), foi agraciada, na última quarta-feira (08/11), com a Ordem do Mérito Ministério Público Militar. A Organização foi a primeira Ala da Força Aérea, entre as 15 Unidades, a receber a Condecoração. A cerimônia de outorga das comendas foi realizada na Procuradoria-Geral de Justiça Militar, em Brasília (DF), e reuniu autoridades civis e militares.

“Enche-nos de orgulho saber que o Ministério Público Militar houve por bem condecorar o nosso Estandarte com essa Ordem do Mérito Ministério Público Militar, a mais alta comenda daquela Instituição renomada, reconhecendo os valores que nós cultuamos aqui na Ala 8”, disse o Comandante da Ala 8, Major-Brigadeiro do Ar Waldeísio Ferreira Campos.

A Ordem do Mérito Ministério Público Militar é destinada a agraciar personalidades e organizações, civis e militares, que tenham prestado meritórios serviços à Instituição, sendo concedida nos graus de Grã-Cruz, Grande Oficial, Alta Distinção, Distinção e Bons Serviços. Também podem ser agraciadas, com as insígnias da Ordem, as Organizações, nacionais ou estrangeiras, representadas por suas Bandeiras ou Estandartes, por ações que as credenciem, como ocorreu com a Ala 8.

Ala 8 foi condecorada com Ordem do Mérito Ministério Público MilitarSegundo o Major-Brigadeiro Waldeísio, a Ala 8, sediada no coração da Amazônia, constantemente, recebe comitivas, devido às peculiaridades e às riquezas dessa parte do Brasil, bem como por seu papel estratégico. “Nós, por estarmos localizados na Região Norte do País, na última fronteira Norte e Noroeste, recebemos muitas visitas, muitas comitivas, somos alvos de muitas operações, viagens de estudos e tudo mais e, por isso, nós estamos sempre expostos aos olhos de grandes Organizações, como foi o caso do Ministério Público Militar. Instituições que vêm à Amazônia para aprender um pouco mais sobre o Brasil, sobre a nossa Amazônia Ocidental e, por extensão, sobre a Força Aérea Brasileira”, explicou.