PAVILHÃO NACIONAL

Aeronáutica realiza substituição do Bandeirão na Praça dos Três Poderes

População acompanha a solenidade militar de substituição do Pavilhão Nacional
Publicado: 01/10/2017 16:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Cristiane dos Santos

Substituição do Pavilhão Nacional, em BrasíliaEm comemoração ao Mês da Asa, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizou a solenidade da troca do Pavilhão Nacional, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, neste domingo, 1º de outubro. No próximo dia 23 será comemorado o Dia do Aviador e o Dia da Força Aérea Brasileira. Em razão das festividades, este é o tema da cerimônia da troca da Bandeira deste mês.

Estiveram presentes à cerimônia o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, Oficiais-Generais das três Forças Armadas e Oficiais-Generais das Forças Armadas durante a cerimôniaadidos militares. Também presenciaram o evento alunos do Colégio Militar de Brasília (CMB) e do Grupo de Escoteiros do Distrito Federal. “Esta cerimônia é importante, pois prestigia os nossos símbolos nacionais e mostra a importância deles para a população. Aos símbolos nacionais devem ser dado esta valorização”, afirma o Comandante da Aeronáutica.

O Comandante da Ala 1, Brigadeiro do Ar Ary Soares Mesquita, responsável pela organização do evento, também falou da solenidade. “Este momento tem um caráter bastante especial, pois buscamos cultuar os nossos símbolos nacionais. E, a cada troca da Bandeira Nacional, podemos ver no público presente uma grande noção de patriotismo, especialmente da sociedade brasiliense”, disse.

Hermandina Lima Drumond acompanhou a substituição da Bandeira Nacional junto com os netos. “É emocionante presenciar esta Desfile da tropa de aviadores e aeronavegantes da FABcerimônia. Eu fico arrepiada ao ouvir o Hino à Bandeira e acho que todos deveriam sentir isto, valorizar nossos símbolos nacionais, ter mais respeito à Pátria”, acredita.

Claudio Francisco da Silva presenciou a cerimônia pela primeira vez e ficou surpreso. “Eu tinha programado passar pela Praça dos Três Poderes com uns amigos que estão visitando Brasília e acabamos chegando a tempo da cerimônia. Foi incrível, emocionante ouvir tiros de canhão e ver aviões sobrevoando a Esplanada”, afirmou.

A cerimônia de hasteamento do Pavilhão Nacional ocorreu ao som do Hino Nacional, com salva de 21 tiros de canhão. A arriação da Bandeira Nacional substituida ocorreu ao som do Hino à Bandeira. Na ocasião, a população e convidados puderam acompanhar os desfiles da Banda de Músicas da Ala 1 e dos Grupamentos de Batedores e do Pelotão de Cães de Guerra do Grupo de Segurança e Defesa da Ala 1. Pelotão de Cães de Guerra do Grupo de Segurança e Defesa da Ala 1Grupamento composto por aviadores e aeronavegantes também desfilaram em homenagem ao Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira. Por fim, ocorreram sobrevoos de aeronaves A-29 Super Tucano do 3º/3º Grupo de Aviação – Esquadrão Flecha.

Troca da Bandeira - A substituição da Bandeira Nacional ocorre no primeiro domingo de cada mês desde 1973 e é promovida, intercaladamente, pela Marinha, Exército e Aeronáutica, além de órgãos militares do Distrito Federal. A Bandeira Nacional é hasteada a 100 metros do chão. Medindo 286 m², fica presa a um mastro especial formado por 24 hastes metálicas. Na base do mastro está escrito: “Sob a guarda do povo brasileiro, nesta Praça dos Três Poderes, a Bandeira, sempre no alto – visão permanente da Pátria”.

Confira aqui como foi a substituição do Pavilhão Nacional:

Fotos Cb André Feitosa