FORMAÇÃO

Alunos do primeiro ano da EEAR concluem a quarentena

Ao todo, 150 alunos passaram pelo tradicional Banho do Bicho
Publicado: 18/08/2017 15:17
Imprimir
Fonte: EEAR
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Cynthia Fernandes

Os alunos passaram 40 dias de adptação à vida militarO tradicional Banho do Bicho, que marca o encerramento do período de adaptação dos alunos da primeira série da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), foi realizado na última sexta-feira (11/08). Ao todo, 150 alunos do Esquadrão Verde – do primeiro ano do Curso de Formação de Sargentos – participaram da comemoração que também marca a conclusão da quarentena.

Os 85 alunos e as 65 alunas passaram pelo período de quarenta dias em regime de prontidão total, nos quais são inseridos na vida militar, na rotina intensa de estudos, de atividades físicas constantes, de horários regrados e no aprendizado da convivência com pessoas de culturas e hábitos diferenciados, oriundas de todo país.

O Banho do Bicho representa o fim da quarentena“O término do período de quarentena representa a certeza de que, a partir de agora, os novos alunos especialistas estão prontos para enfrentar os desafios da formação, conscientes dos valores que norteiam a vida militar e motivados para buscar a concretização do sonho de servir à Força Aérea e ao País”, afirmou o Comandante da EEAR, Brigadeiro Jayme Ferreira Junior.

O Banho do Bicho formaliza a conquista do candidato à condição de Aluno Especialista da Força Aérea Brasileira (FAB), cujo objetivo é aplicar os conhecimentos básicos de pronta resposta e rusticidade aprendidos durante o período de adaptação. Além disso, é nesse período que os instrutores buscam fortalecer os valores intrínsecos à profissão militar, tais como: honestidade, espírito de corpo, patriotismo, disciplina, hierarquia e lealdade.O Esquadrão Verde é composto po 150 alunos

“É o fim de uma era e o início da conquista de um ideal“, ressaltou o Comandante do Esquadrão Verde, Capitão Lucas Zago Barreto.

O aluno Luan Pablo Ribeiro Bassanelli já foi soldado da FAB e se emocionou no final da quarentena. “Esse momento significa a transposição de uma grande quantidade de obstáculos em busca do meu grande ideal: ser Sargento da FAB”, concluiu.