TRANSPORTE DE ÓRGÃOS

Coração é transportado para salvar homem de 40 anos

Coração é o segundo órgão mais transportado pela FAB
Publicado: 10/08/2017 16:03h
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Cynthia Fernandes

Uma equipe do Grupo de Transporte Especial (GTE), responsável pelo transporte de autoridades, se deslocou na noite dessa quarta-feira (09/08) para fazer o transporte de um coração de Petrolina (PE) para Recife (PE). O receptor do órgão é um homem de 40 anos e o doador um jovem de 27 anos.

A tripulação da Força Aérea Brasileira (FAB) foi acionada às 21h e chegou a Petrolina às 00h30, para buscar a equipe médica e o órgão captado. Por volta das 3h, o Legacy pousou na capital pernambucana para fazer o transplante. O tempo de isquemia do coração é de, no máximo, quatro horas.

Pela primeira vez na carreira, o Major Thiago Alexandre Lírio, um dos pilotos da tripulação, participou de uma missão de transporte de órgãos. “Me sinto lisonjeado por participar de uma missão assim. Mesmo de madrugada, a equipe manteve o nível de motivação e esforço em virtude de levar a vida para alguém”, afirmou.

De acordo com o levantamento feito pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), o coração é o segundo órgão mais transportado pela FAB, desde a assinatura do decreto nº 8783, de 6 de junho 2016, que autoriza uma aeronave da instituição estar à disposição para esse fim; o primeiro é o fígado. Até agora, ao total, mais de 320 órgãos já foram transportados.