RISCO BALOEIRO

Bombeiros da Ala 13 combatem terceiro incêndio em menos de 30 dias em Guarulhos

Há indícios de que o fogo foi causado por balão de ar quente
Publicado: 30/06/2017 13:43
Imprimir
Fonte: Ala 13
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Felipe Bueno

Mais um caso de incêndio provocado por balão de ar quente foi atendido pela Companhia de Contra Incêndio da Ala 13, localizada em São Paulo (SP). Os bombeiros da unidade foram acionados pelo Centro de Operações de Emergência do Aeroporto Internacional de Guarulhos na madrugada da última quinta-feira (29/06), para o combate ao incêndio, ocorrido próximo ao Terminal de Passageiros 1. Esta foi a terceira ocorrência do tipo em um intervalo de menos de 30 dias.

"Fomos ao local com o veículo de resgate e salvamento e o carro de apoio ao chefe de equipe. Ao chegarmos, nos deparamos com as chamas, que poderiam ter causado um desastre caso não tivéssemos controlado a situação a tempo", contou o Chefe da equipe de bombeiros, Sargento Ivan Fernando dos Santos.

De acordo com o Chefe do Setor de Material da Companhia de Contra Incêndio da Ala 13, Tenente Márcio Ferreira Favacho, a atuação rápida fez com que o incêndio não atingisse proporções maiores. "A atuação dos bombeiros militares da Companhia Contra Incêndio se deve à experiência profissional de cada um que, juntamente com a eficiência da viatura, são elos imprescindíveis para o sucesso nesse tipo de operação. Atender ao maior aeroporto do Brasil requer um grau elevado de capacitação técnica, exercícios diários e força de vontade, qualidades encontradas nos militares desta Companhia”, ressaltou.

Foto: Soldado Siqueira / Ala 13