FORMAÇÃO

FAB forma militares em diversas especializações

Além da formação inicial de soldados e sargentos, oficiais também concluíram curso de aperfeiçoamento
Publicado: 26/06/2017 16:17
Imprimir
Fonte: EAOAR, EEAR, Ala 7
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente João Elias

A Força Aérea Brasileira (FAB) formou mais de 500 militares em diversos níveis, desde a formação inicial de soldados até o aperfeiçoamento de oficiais. A formatura ocorreu em escolas da FAB em diferentes estados do País. Acompanhe:

Oficiais:

A Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica (EAOAR) concluiu sexta-feira (23/06) o primeiro Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais do ano de 2017 (CAP1/2017), com a presença de 103 capitães, entre eles um estrangeiro das Nações Amigas (El Salvador). A cerimônia de encerramento contou com a presença de Oficiais-Generais, Comandantes, Diretores e Chefes de Organizações da Aeronáutica.

“Hoje entrego à Força Aérea profissionais treinados e capacitados para contribuir com a construção da Força Aérea 100. Desse processo também participaram o Corpo Docente e o nosso efetivo, que de maneira abnegada contribuíram para que os senhores estivessem aqui”, afirmou o Comandante Interino da EAOAR, Tenente-Coronel Helmer Barbosa Gilberto.

O primeiro colocado no curso, Capitão Aviador Luiz Dircineu Lacerda Júnior, recebeu o diploma das mãos do Comandante-Geral do Pessoal, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, que presidiu a cerimônia.

O CAP 1/2017 teve a duração de 19 semanas. Este curso, que é Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Pública e Emprego da Força Aérea (reconhecido pelo Ministério da Educação desde 2008), é pré-requisito para promoção dos capitães ao posto de major. O curso habilita os militares ao uso de ferramentas de gestão no desenvolvimento de atividades de assessoramento e liderança em questões de natureza administrativa.

Sargentos:

A Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), localizada em Guaratinguetá (SP), realizou sexta-feira (23/06) a Solenidade Militar de Formatura da 244ª Turma do Curso de Formação de Sargentos – Turma Taurus.

A solenidade foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nilvaldo Luiz Rossato, e contou com a presença de autoridades militares e civis, além dos familiares dos 360 novos Sargentos Especialistas que irão desempenhar suas funções em diversas Organizações Militares (OM) da FAB.

Simbolizando o término do período de formação, o Sargento Denis Wiliam Goulart Batista, primeiro colocado da turma, fez a passagem do Estandarte da EEAR ao Aluno Wilker da Costa Magalhães (primeiro colocado da terceira para a quarta série) que assumiu formalmente a liderança do Corpo de Alunos. Conduzir o Estandarte da Escola é a maior honra conferida a um aluno em formação.

Primeiro colocado da Turma, o Sargento Denis recebeu os prêmios Força Aérea Brasileira e Honra ao Mérito do Minsitério da Defesa. “Ao ingressar na FAB encontrei uma família única, que acolhe todos os seus irmãos. Formado Terceiro-Sargento Controlador de Tráfego Aéreo volto, agora, para a OM onde servia como Soldado e onde tenho grandes amigos na expectativa de alcançar todos os objetivos que tenho em mente, além de aproveitar todas as oportunidades que a FAB nos proporciona de ascensão na carreira militar”, ressaltou.

Na sequência, num dos momentos mais aguardados da Cerimônia, os novos Sargentos receberam das mãos de seus padrinhos e madrinhas as tão esperadas divisas de Terceiro-Sargento, diante da plateia emocionada. Na oportunidade, os convidados puderam assistir à apresentação do Grupo de Ordem Unida Auto Comandada “Elite Especialista”.

Logo após o Desfile da Tropa, ao som da Canção do Especialista, o grupamento de novos Sargentos retornou, sob muitos aplausos, ao Pátio do Prédio do Comando para entoarem o Grito de Guerra e o “fora de forma” da Turma Taurus.

“Minha maior motivação em servir a Força Aérea Brasileira foi pelo fato de poder, de alguma forma, proteger e ajudar o povo brasileiro, seja em ações comunitárias ou missões diversas. Sei da minha responsabilidade e da importância da minha especialidade de Metalurgia na FAB e, especialmente na minha nova OM, o PAMA-SP, e minha expectativa é alçar novos voos, me dedicando, crescendo e ampliando conhecimentos nas áreas técnica e militar, contribuindo de todas as formas para a FAB”, disse o Sargento Lucas Alexandre Silva Velloso.

Soldados:

"Orgulho-me de ser soldado e pertencer à Força Aérea Brasileira" bradaram ao chegar ao local da formatura os 74 novos militares da Ala 7, unidade da FAB localizada em Boa Vista (RR), na última sexta-feira (23/06). O ato fez parte da cerimônia alusiva ao término do Curso de Formação de Soldados (CFSD) do primeiro semestre de 2017, que foi presidida pelo Tenente-Coronel Aviador Eric Breviglieri, comandante da Ala 7, e contou com a presença de autoridades militares locais e familiares dos formandos.

O Curso, que teve início no dia 1° de março e durou aproximadamente 110 dias, teve como principal objetivo adaptar o pessoal recém-chegado às atividades características da vida militar, conhecendo os regulamentos, participando de atividades operacionais em ambiente de selva, de segurança e defesa das instalações e aprendendo sobre as diversas áreas de atuação da Organização Militar. Na parte social, participaram de ações preventivas e educativas, além de terem sido voluntários para uma campanha de doação de sangue realizada na Ala 7.

“Eu concluo esse curso com o sentimento de dever cumprido. Agora é continuar me dedicando ao serviço da pátria como soldado e futuramente como sargento, oficial, até onde eu conseguir chegar”, afirmou o Soldado Jean Lucas Messias da Silva, primeiro colocado do CFSD em Boa Vista.

Sua mãe, a senhora Cleonilze de Oliveira Messias, fala com muito orgulho que o filho, após passar no vestibular da Universidade Federal de Roraima (UFRR), optou por seguir o serviço militar. “Inicialmente, não fui muito a favor. Depois, vi que a sua vontade realmente era seguir seu sonho de infância e hoje sou muito feliz com o futuro que ele escolheu”, destacou a senhora Cleonilze.

Para o Tenente-Coronel Breviglieri, a conclusão do curso desses novos militares traz benefícios que estão muito além de apenas receber novas pessoas para auxiliarem no cumprimento da missão da Organização, passa por um trabalho social e educativo para auxiliar esses jovens no crescimento e amadurecimento pessoal e na projeção de um futuro profissional. "As oportunidades que eles vivenciarão na Força Aérea Brasileira de agora em diante conduzirão para um futuro que talvez nem pudessem imaginar pouco tempo atrás”, concluiu.