SOCIAL

Ações Cívico-Sociais atendem mais de 300 moradores em Tabatinga (AM) e região

Moradores da cidade de Islândia, no Peru, também receberam atendimento médico
Publicado: 23/06/2017 17:09
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Raquel Alves

“Este tipo de atendimento é muito importante para nós, moradores de Tabatinga. Os médicos foram atenciosos e nos orientaram muito bem”. O depoimento é de Mariany Alves Coelho de Araújo, depois da filha de quatro anos, Alriany, receber atendimento numa Ação Cívico-Social (ACISO) realizada na cidade que fica na fronteira com a Colômbia e o Peru, nos dias 20 e 21 de junho. Ao todo, 242 pessoas foram atendidas e mais de 200 quilos de medicamentos, distribuídos. Também foram realizados quatro procedimentos cirúrgicos, além do diagnóstico de diversas doenças.

Uma equipe de médicos e enfermeiros do Hospital de Força Aérea de Brasília (HFAB) prestou atendimento para militares da Força Aérea Brasileira (FAB), do Exército, da Marinha e seus dependentes no Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Tabatinga (DTCEA-TT). Médicos nas áreas de ortopedia, pediatria, reumatologia e clínica médica atenderam os pacientes.

O Cabo Almir Pereira de Araújo confirma a importância de iniciativas como essa. “Não temos atendimento médico. Estamos aliviados em saber que podemos ser atendidos dentro da nossa própria unidade”, reforça o militar que há seis anos serve no DTCEA.

O coordenador da ação da FAB, Major Médico Fábio Amadeu, ressaltou que o Sistema de Saúde da Aeronáutica (SISAU) se preocupa com os militares e seus dependentes. “Não há fronteiras quando a vontade de ajudar ao próximo é maior. Nessa ação, a nossa função é preventiva para minimizar os problemas de saúde. Levar um atendimento médico e a medicação adequados aos pacientes é a nossa missão”, destaca.

Atendimento à população

Médicos da FAB também prestaram atendimento à população de Tabatinga, na quinta-feira (22/06). Ao todo, 75 pessoas foram atendidas na Unidade Básica de Saúde Dídimo Pires de Olivieira, no Bairro São Francisco.

Também participaram da ação dois oficiais peruanos que atuaram na área odontológica. “Esta é uma ação que está beneficiando quem precisa e não tem meios. Para nós, da Força Aérea do Peru, é uma grande satisfação poder ajudar essas pessoas ao lado das forças amigas”, comenta o Coronel da FAP Martín Munõz Suárez.

Atendimento no Peru

Ainda na quinta-feira (22/06), a FAB em conjunto com as Forças Aéreas do Peru e da Colômbia prestaram atendimento médico na cidade de Islandia, no Peru. A ação da saúde faz parte do Exercício Multinacional Amazonas I. A equipe médica percorreu dez quilômetros de barco pelo rio Solimões para chegar ao Ginásio Eugênio Rivera Lopez, local do atendimento.

A Força Aérea do Peru (FAP) disponibilizou médicos na área de ginecologia, pediatria, odontologia, clínica geral, além de ecografia e farmácia. Já a Força Aérea Colombiana (FAC), ofereceu médicos na área de clínica médica. A FAB realizou 64 atendimentos.

Segundo os moradores, a cidade, que tem aproximadamente duas mil pessoas, não tem atendimento médico adequado. “Eu tive malária e tenho medo que meus filhos possam ter contraído a doença também. Essa é a oportunidade que temos de ser atendido. Ainda bem que vocês vieram”, conta Bete do Nascimento que levou os três filhos para a consulta.