SEGURANÇA DE VOO

Representantes de 13 países participam de encontro no CENIPA

Oportunidade foi de aprimorar a cooperação entre os órgãos de investigação de acidentes aeronáuticos
Publicado: 25/05/2017 18:48
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Asp Cristiane dos Santos

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) sediou a IV Reunião de Autoridades de Investigação da América Latina. O encontro foi organizado pelo escritório regional da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), localizado em Lima (Peru).

O evento ocorreu em Brasília, de 23 a 25 de maio. Um dos temas debatidos foi a revisão de regulamentos de investigação de acidentes aeronáuticos. O assunto foi apresentado pelo Coronel Aviador Alexandre Lima Prado, representante brasileiro no escritório regional da ICAO. A revisão de regulamentos busca harmonizar as legislações de cada Estado.

Participaram da reunião representantes das agências de investigação de acidentes e incidentes aeronáuticos de 13 países da América Latina: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela. Já Estados Unidos e França também participaram, mas na condição de observadores.

Este é o quarto encontro entre os órgãos investigadores da América Latina. O objetivo é aprimorar a cooperação entre os países, tendo em vista as potencialidades de cada Estado.

Para o Vice-Chefe do CENIPA, Coronel Aviador Roberto Fernandez Alves, o evento é de extrema importância para a segurança de voo. “Nesses três dias promovemos a harmonização de conhecimentos, de legislações e de processos administrativos e operacionais”.

Cooperação

Ainda durante o evento, o Brasil assinou acordo de cooperação técnica multinacional entre as autoridades de investigação. Segundo o Chefe do CENIPA, Brigadeiro do Ar Frederico Alberto Marcondes Felipe, o acordo cria um mecanismo para apoio mútuo entre os órgãos investigadores. "Este mecanismo visa auxiliar principalmente os países que têm poucos recursos direcionados para investigação de acidentes visando melhorar a segurança de voo na região".

Veja com foi o evento: