DEFESA E SEGURANÇA

Três Grupos de Defesa Antiaérea são subordinados à Brigada

Durante a solenidade foi realizada uma simulação de um acionamento de defesa antiaérea
Publicado: 03/04/2017 16:22
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Raquel Alves
Edição: Tenente Flávio Nishimori

A Primeira Brigada de Defesa Antiaérea da Força Aérea Brasileira (1ª BDAAE) completou, nesta segunda-feira (03/04), o primeiro ano de atuação, em solenidade realizada na Ala 1, em Brasília (DF). A cerimônia contou com a presença de autoridades civis e militares.

Durante o evento foi realizada uma simulação de um acionamento de defesa antiaérea ativada, nos mesmos moldes em que os grupos de defesa da FAB executam.

Três posições foram montadas: uma unidade de tiro (responsável por efetuar eventuais disparos contra aeronaves hostis), um posto de vigilância (que reforça a detecção de aeronaves hostis em áreas sem cobertura de radar) e um radar SABER M-60 (que pode detectar cerca de 40 aeronaves a uma distância de até 60 km). A simulação foi feita por meio de comunicações via rádio. Duas viaturas, também simulando um comboio de transporte para os militares envolvidos, foram usadas na demonstração.

Foram entregues, durante a cerimônia, os prêmios ao graduado e praça padrão 2017 e a medalha militar nas categorias prata e bronze.

O comandante da Primeira Brigada de Defesa Antiaérea, Brigadeiro de Infantaria Luiz Marcelo Mayworm, ressaltou em seu discurso que a unidade está preparada para cumprir as missões. “A Brigada está pronta para colaborar no processo de capacitação de nossas equipagens para um eventual conflito e para operações de não guerra. Desde 2008, temos contribuído para o adestramento das aviações de caça, de transporte e de asas rotativas, em ambientes caracterizados por mísseis portáteis”, destacou.

A Primeira Brigada de Defesa Antiaérea vinculou três Grupos de Defesa Antiaérea (GDAAE) ao Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (SISDABRA): o Primeiro Grupo de Defesa Antiaérea (1º GDAAE), localizado em Canoas (RS); o Segundo Grupo de Defesa Antiaérea (2º GDAAE), localizado em Manaus (AM); e o Terceiro Grupo de Defesa Antiaérea (3º GDAAE), localizado em Anápolis (GO). Os grupos já atuaram em vários eventos importantes como os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e Jornada Mundial da Juventude em 2013.

Histórico
Durante a organização do Ministério da Aeronáutica em 1941, seus idealizadores consideraram criar uma Diretoria de Defesa Antiaérea dentro do organograma da Força Aérea Brasileira. A consolidação dessa mentalidade efetivou-se décadas mais tarde com a criação do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), que organizou o sistema de defesa antiaérea no Brasil.