ESPORTE

Instalações olímpicas da FAB atendem mais de 500 crianças e jovens de projetos sociais

Organizações governamentais e não governamentais utilizam complexo olímpico para prática esportiva
Publicado: 17/03/2017 14:30h
Imprimir
Fonte: CDA
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Cynthia Fernandes

Sete meses após o fim das Olimpíadas Rio 2016, toda a infraestrutura da Força Aérea Brasileira (FAB) construída e adquirida para dar suporte aos atletas olímpicos está sendo redirecionada ao atendimento de programas sociais no Rio de Janeiro (RJ). Mais de 500 crianças e adolescentes em situação de risco social têm acesso gratuito a essas instalações e ganharam a oportunidade de aprender por meio do esporte e, quem sabe, se tornarem futuros talentos olímpicos.

O objetivo é fomentar o esporte no País e envolver as comunidades do entorno. Por isso, a FAB, por meio da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), realiza acordos com órgãos governamentais e instituições não governamentais.

O Centro Olímpico de Treinamento da Aeronáutica (COTA) - localizado na área Afonsos, nas dependências da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), faz parte das instalações usadas pelos jovens. A unidade conta com uma piscina olímpica e uma pista de atletismo, ambas homologadas pelas respectivas federações internacionais; um ginásio poliesportivo, um alojamento com capacidade para 142 pessoas, e o Instituto de Ciências da Atividade Física (ICAF). Cinco programas sociais focados no desenvolvimento do esporte com jovens de 11 a 23 anos de idade de comunidades com áreas de risco social do Rio de Janeiro já usufruem dessas instalações.

Na área da Barra da Tijuca, são três campos de rugby, uma pista de atletismo e um ginásio poliesportivo. 

Outros projetos sociais também contam com o apoio da FAB. São eles: o Projeto Futuro Olímpico, que conta com 150 crianças e adolescentes na pratica de corrida, salto e lançamentos; o Programa Forças no Esporte, que atende anualmente 300 crianças; e o Projeto Ideal Brasil, com a média de 200 crianças anualmente visando promover o atletismo. Recentemente, também foi fechado um acordo com a Escola de Natação Nado Livre, que realiza treinamentos de natação com mais de 30 crianças e adolescentes da região.

Segundo o presidente da CDA, Brigadeiro Arnaldo Augusto do Amaral Neto, a FAB realizou todas as obras dentro do prazo estipulado pelo Ministério do Esporte, com um custo abaixo do previsto, e continua cumprindo suas responsabilidades de oferecer toda a infraestrutura para usufruto da sociedade. "Estamos preocupados com a manutenção e a utilização do legado olímpico, por isso procuramos estabelecer parcerias com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), confederações, clubes e escolas. Queremos que tenham acesso às instalações de alto nível, contribuindo na formação física de crianças, adolescentes e jovens, bem como para o desenvolvimento do desporto nacional e descobertas de novo talentos", acrescenta o oficial-general.

Novos projetos - Em parceria com o Comitê Olímpico Brasileiro, a CDA sedia um projeto piloto que visa descobrir novos talentos olímpicos na área do atletismo. Ao todo são 50 crianças que foram selecionadas de escolas municipais da região próxima ao Centro de Treinamento e utilizam as novas instalações olímpicas diariamente.

Além dos projetos sociais, a CDA ainda firmou convênio com a Confederação Brasileira de Atletismo e é sede do Centro Nacional de Treinamento de Atletismo (CNTA), que está utilizando as novas instalações olímpicas para realizar o treinamento dos seus atletas olímpicos e paraolímpicos.

Conceito - As instalações do complexo olímpico da Aeronáutica foi, durante os Jogos Rio 2016, a casa do Time Brasil de Atletismo e, também, sediou diversas competições de âmbito interno. Mais de 7 mil atletas e técnicos de modalidades como voleibol, voleibol sentado, natação e atletismo olímpicos e paralímpicos, pólo aquático, rugby e rugby sobre rodas passaram pelas instalações.

Para o segundo semestre, serão realizadas duas competições de natação na nova piscina olímpica: o Campeonato Mundial de Natação Militar, em parceria com o CISM; e o Open Brasileiro de Natação, em parceria com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, que reunirá mais de 500 atletas.

Conheça a infraestrutura do Centro Olímpico de Treinamento

Pista de Atletismo certificada pela IAAF (International Association of Athletics Federations)

Características:
• Oito raias com medidas oficiais
• Piso sintético
de 13,50mm

Piscina

Piscina aquecida de nível considerado mais moderno do mundo, com certificado para competições internacionais
Características:

• 2metros de profundidade.
• 50 metros de comprimento.

• Arquibancada para 450 pessoas
• 2 milhões e 500 mil litros de água.
• Auditório
• Sala de Fisioterapia e Nutrição
• Sistema de filtros que permite que, uma vez cheia, sempre se utilize a mesma água.

Ginásio Poliesportivo

O ginásio possui uma quadra poliesportiva para atender as modalidades de voleibol, basquete, futsal, handebol, bem como outras modalidades.
Características:

• Arquibancada com capacidade para 160 lugares
• Banheiros e Vestiários
• Elevador
• Sala para atendimento médico

Alojamento de Atletas

Alojamento de dois andares, com 142 leitos. No primeiro andar, há oito apartamentos adaptados às necessidades dos atletas paraolímpicos.
Características:
• 58 Quartos
• 8 Quartos adaptados para PNE
• Capacidade para 142 hóspedes
• Quartos para 2 ou 3 pessoas

• Área de convivência
• Copa/cozinha
• 02 Rouparias
• Lavanderia

Instituto de Ciências da Atividade Física

Centro de pesquisa acadêmica e científica que visa aprimorar o desempenho humano, seja no âmbito operacional ou no meio desportivo de alto rendimento.
Características:
• Salas para atendimento médico, nutricional e psicológico
• Laboratórios de:

• Fisiologia do Exercício
• Biomecânica
• Cineantropometria
• Bioquímica

imagens/original/33367/cota_teste_fÍsico_talentos_esportivos_cob_ (9).jpg
imagens/original/33367/img_6438.jpg
imagens/original/33367/cota_teste_fÍsico_talentos_esportivos_cob_ (13).jpg
imagens/original/33367/img_7589.jpg