SAÚDE

Unidades da FAB colaboram com mutirões de limpeza contra a dengue

Unidades militares em todo o país participaram do Dia D da campanha
Publicado: 05/12/2016 14:55h
Imprimir
Fonte:
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Cynthia Fernandes

O Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti, realizado na sexta-feira (02/12), foi marcado por atividades de orientação e limpeza em várias cidades do País. Cerca de 8 mil militares da Força Aérea Brasileira (FAB) intensificaram as ações de combate aos focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Mato Grosso do Sul (MS) - Cerca de 80 militares fizeram vistorias nas casas da Vila Residencial Militar da Base Aérea de Campo Grande (BACG). Foram visitados 572 domicílios e recolhidas 1,5 toneladas de materiais orgânicos, como galhos de árvores cortadas e folhagens, como também 3 toneladas de restos de demolição de construções, abandonados em locais públicos.

Para o Comandante da BACG, Coronel Daniel Cavalcanti de Mendonça, é importante dar exemplo para a comunidade. “Devemos dar o exemplo, realizando a limpeza dentro da nossa casa e, como missão da FAB, temos de contribuir com a sociedade, levando informação e realizando limpeza nos bairros da nossa cidade”, ressaltou.

Ceará (CE) - Na Base Aérea de Fortaleza (BAFZ), mais de 840 militares participaram de orientações sobre como prevenir o mosquito transmissor e, também, de um mutirão de limpeza. Segundo o Sargento João Lucas, que participou ativamente da campanha, ações como esta são muito importantes. "Não só no quartel como, também, para levar todos os conhecimentos adquiridos para dentro da sua família, pois só assim esse mosquito pode ser combatido”, avalia.

São Paulo (SP) –  São Paulo (SP) – As unidades da região da capital paulista realizaram ações de combate ao Aedes Aegypti. No Quarto Comando Aéreo Regional (IV COMAR), a ação mobilizou todo o efetivo da unidade e foi realizada em conjunto com agentes da Supervisão de Vigilância em Saúde (SUVIS), da Secretaria Municipal da Saúde. Após receberem orientações e treinamento sobre combate ao mosquito, os militares realizaram vistoria em toda área da unidade em busca de possíveis focos de larvas. Um trabalho de conscientização com alunos de escolas da capital foi realizado em conjunto com militares do Exército Brasileiro e da Marinha do Brasil. No Núcleo do Hospital de Força Aérea de São Paulo (NuHFASP) foi ministrada palestra para todo o efetivo e treinamento para a equipe que atuará semanalmente na busca de focos em toda área do hospital.

Outras unidades como Centro de Logística da Aeronáutica (CELOG), Prefeitura de Aeronáutica de São Paulo (PASP) e o Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo (SRPV) também realizaram ações de eliminação de possíveis focos do mosquito em suas instalações, e foram ministradas palestras de orientação sobre as doenças causadas pelo mosquito.

Na Base Aérea de São Paulo (BASP), cerca de 500 militares participaram do Dia D de Combate ao Aedes aegypti. A iniciativa já faz parte da rotina da organização militar, realizada duas vezes ao mês – denominada Operação Cata Bagulho, um trabalho de limpeza e conscientização que vem alcançando êxito, estimulando a participação dos moradores e efetivo."A prevenção é a medida mais eficaz no combate à dengue, zika e chikungunya. A conscientização de toda a população sobre a gravidade do problema é fundamental", reforçou a Tenente Sheila, coordenadora da ação.

Em Pirassununga, cerca de 500 militares atuaram em mais de 200 mil m² da sede da Academia da Força Aérea (AFA) em busca de focos do mosquito transmissor da dengue. Vilas militares e áreas administrativas, como pátios de aeronaves e hangares de manutenção, foram inspecionados em busca de possíveis focos.

“A cidade de Pirassununga passou por um surto muito grande no último ano, aproximadamente 15% da população foi atingida. A prefeitura tem atuado constantemente para evitar novamente essa crise”, afirma o Coronel Odilor da Silva Lopes, coordenador das atividades na AFA.

Rio de Janeiro (RJ) – No Rio de Janeiro, considerada uma cidade em alerta em relação à proliferação do mosquito, o representante do Governo Federal, o Ministro do Esporte, Leonardo Picciani, visitou a Base Aérea dos Afonsos (BAAF) e participou de um evento na Zona Oeste, na comunidade Rio das Pedras, dando início a mobilização no estado. A atuação no estado é coordenada pelo Terceiro Comando Aéreo Regional (III COMAR).

“Vencer o mosquito é uma tarefa que depende de cada cidadão, acredito que esta mobilização do Governo Federal, dos seus mais diversos órgãos e das Forças Armadas, ajuda a alertar sobre a necessidade que cada um tem de eliminar o mosquito”, afirmou o Ministro Picciani.

Um grupo de 20 militares do efetivo do Hospital de Aeronáutica dos Afonsos (HAAF) e do Posto Avançado da Barra da Tijuca (PABT) participou da campanha. Eles percorreram as instalações do hospital, entregando panfletos com dicas de como prevenir a proliferação dos mosquitos em casa, incentivando o usuário a ser também um agente fiscalizador. Para o Tenente Alan Peixoto Moreira, participante da ação, “quanto mais gente colaborando, maior a chance de termos bons resultados”, acredita.

No Diretório Central de Intendência (DCI), 58 militares ajudaram na varredura da aérea externa da unidade. Foram encontrados focos de larvas em bueiros, ralos, lixeira e calhas de chuva sendo recolhidos nesta ação 35 sacos de lixo.

Já o Sargento Ramon Gomes, atleta do vôlei de praia da FAB, foi à comunidade Rio das Pedras, no Rio de Janeiro, região onde cresceu, para realizar palestra de conscientização sobre o luta contra o mosquito aedes aegypti aos alunos da Escola Municipal Rio das Pedras.

Rondônia (RO) - O efetivo da Base Aérea de Porto Velho (BAPV) e do Grupamento de Apoio de Porto Velho (GAP-PV) e das demais unidades sediadas, engajados no propósito de combate ao mosquito transmissor da dengue, realizaram uma varredura pelas áreas externas recolhendo possíveis criadouros do mosquito.

Roraima (RR) – Cerca de 800 militares da Base Aérea de Boa Vista (BABV) e da Guarnição de Aeronáutica de Boa Vista participaram de uma palestra de conscientização sobre a dengue. Em seguida, um mutirão foi realizado na área e nas vilas militares, em busca de possíveis focos de proliferação e criadouros do aedes aegypti. A varredura foi feita no em todo o terreno e, também, nos prédios.
“Esse trabalho em conjunto desperta nas pessoas a consciência de que se cada um fizer o seu papel poderemos erradicar essa problemática” afirmou o Tenente-Coronel Jorge Luís de Oliveira Sampaio, Subcomandante da BABV.

Goiás (GO) – A Base Aérea de Anápolis (BAAN) motivou a participação de alunos e professores de escolas públicas e creches no Dia Nacional de Combate ao Aedes Aegypti. No total, 1872 estudantes, na faixa etária de 3 a 17 anos, participaram de palestras educativas sobre as ameaças e proliferação do mosquito transmissor. “A conscientização das crianças nas escolas é fundamental para que elas possam ter em mente os riscos e possam ajudar seus pais no combate ao mosquito.