INSTITUCIONAL

Comandante da Aeronáutica detalha reestruturação para mídia especializada em aviação

Encontro realizado em Brasília discutiu reformulação da FAB prevista para ser efetivada em 2041
Publicado: 09/11/2016 16:45
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Flávio Nishimori

A reestruturação da Força Aérea Brasileira (FAB) foi o tema principal do encontro do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, com jornalistas da mídia especializada em aviação. O evento ocorreu nesta quarta-feira (09/11) no prédio do Comando da Aeronáutica, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF).

“Achei ótimo esse encontro, pois quanto mais próximos estivermos da imprensa melhor. É uma grande oportunidade para explicarmos a esses profissionais os assuntos relevantes relativos à Força Aérea”, salientou o Comandante da Aeronáutica.

No briefing, o Tenente-Brigadeiro Rossato explicou os principais pontos da reestruturação da FAB, prevista para ser efetivada até o ano de 2041, quando a Força Aérea completa 100 anos.

As bases para a transformação da FAB estão apoiadas, segundo o Comandante, em dois pilares fundamentais: a concentração das atividades administrativas, com o estabelecimento, por exemplo, dos Grupamentos de Apoio (GAP); e a reestruturação organizacional, com a criação, incorporação e extinção de algumas organizações e unidades militares. O Tenente-Brigadeiro Rossato aproveitou para apresentar o conceito das “ALAS”.

“Elas serão organizações distribuídas em todo o território nacional, de nível tático, com responsabilidade focada nas atividades de preparo e emprego da Força”, explicou.

Os profissionais de imprensa também tiveram a oportunidade de questionar sobre vários temas. O Tenente-Brigadeiro Rossato explicou, por exemplo, a situação do Campo de Marte, em São Paulo, onde há, segundo ele, a concordância em se instalar um museu, e ressaltou a importância do local, considerado o 5º aeroporto mais movimentado do Brasil. Também detalhou que estão sendo alocadas mais horas de voo para a Esquadrilha da Fumaça diante do questionamento sobre a escassez de apresentações. Outro tema de destaque foi o Gripen NG.

“Ele vai muito bem. Temos uma centena de engenheiros na Suécia trabalhando nesse projeto que, juntamente com o KC-390, faz parte das prioridades da FAB”, complementou.

O encontro, de aproximadamente duas horas, também foi uma forma de os jornalistas da mídia especializada em aviação estreitarem os relacionamentos com o Comando da Aeronáutica.

“Foi ótimo esse espaço para a troca de ideias e informações. Acredito que essa proposta de reestruturação, com otimização dos recursos, é uma boa iniciativa e vai ajudar muito para a FAB cumprir sua missão”, afirma Fernando Valduga, editor-chefe do site Cavok.