ESPORTE

Brasil vence todas as categorias em mundial militar de Golfe

Equipe formada por seis sargentos da FAB e um da Marinha conquistou oito medalhas na Holanda
Publicado: 02/09/2016 16:38
Imprimir
Fonte:
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Jussara Peccini

Com oito medalhas conquistadas, o Brasil foi o grande destaque do 10° Campeonato Mundial Militar de Golfe disputado em Amsterdam, na Holanda. A cerimônia de encerramento foi realizada nesta sexta-feira (02/09). Esta foi a primeira vez que a equipe das Forças Armadas brasileiras participou do evento organizado pelo ministério da Defesa da Holanda sob a chancela do Conselho Internacional do Desporto Militar (CISM).

“O único hino tocado na cerimônia de premiação foi o nosso”, conta o chefe da equipe, Tenente-Coronel da Reserva Mário Moreira. “Foi o melhor resultado do golfe brasileiro na história e a melhor participação do Brasil em campeonatos mundiais militares”, complementa.

O torneio reuniu 82 atletas de 13 países. Pelas regras, cada equipe poderia ter no máximo oito integrantes, sendo seis homens e duas mulheres.

Na avaliação do chefe da equipe, a maior virtude da delegação formada por sete sargentos, sendo duas mulheres e cinco homens, foi a homogeneidade e o trabalho de equipe. “Competidores tradicionais valorizaram muito nossa vitória”, explica sobre o campeonato em que Estados Unidos, Canadá, Alemanha, França, Itália e Espanha costumavam estar no pódio.

Além de faturar as medalhas de ouro por equipes no masculino e no feminino, o Brasil ocupou todas as posições no pódio da categoria individual masculino: com Sargento Daniel Stapff, medalha de ouro; Sargento Rodrigo Lee, medalha de prata; e Sargento André Tourinho (da Marinha), medalha de bronze.

“Toda equipe jogou muito bem desde o começo e conseguimos manter esta vantagem e aumentá-la nos outros dias. Isso facilitou muito”, avalia o Sargento Daniel sobre a conquista na categoria por equipes. Essa facilidade, no entanto, não acompanhou a disputa do título individual masculino. “Foi muito lutado, disputado e bem sofrido. Hoje estava muito difícil para competir. Tinha um vento muito forte e estava frio também. Foi decidido no último buraco. Até o último buraco ninguém sabia quem iria ganhar”, conta o campeão.

“Se não fosse o programa de atletas de alto rendimento eu não estaria jogando golfe profissionalmente. O apoio que o programa me dá é o que está me mantendo nesses últimos meses”, destacou o Sargento Daniel sobre a importância do programa para os atletas brasileiros do qual é integrante desde 2015. “Acredito que sem isso [o programa], metade dos atletas não teria condições de competir no nível em que estamos”, concluiu logo após a premiação.

Na categoria individual feminino, a Sargento Mirian Nagl, que participou dos Jogos Olímpicos Rio 2016, conquistou o ouro com ampla vantagem de pontos sobre a segunda colocada. "Eu atribuo essa minha vitória com tantas tacadas ao meu treino dos últimos 18 meses para as Olimpíadas. Todo o time estava muito bom. Foi uma semana muito boa com todos aqui", disse.

A Sargento Clara Teixeira foi a medalha de bronze no último buraco. “Eu ganhei o bronze por uma tacada. Emboquei de fora do green na última tacada”, conta a Sargento Clara que também considerou o campo difícil nessa sexta-feira por conta do frio e do vento.

Na categoria sênior, o Sargento Rafael Barcellos ficou com ouro e o Sargento Ronaldo Francisco terminou em quarto lugar.

No ano passado, o Brasil conquistou a prata na modalidade nos Jogos Mundiais Militares disputados na Coreia do Sul.

Crédito Fotos: WO Dominique Einsweiler