RIO 2016

Atletas de triatlo da Grã-Bretanha treinam na AFA

O time europeu é um dos favoritos da prova e conta com medalhistas de ouro de Londres em 2012
Publicado: 18/08/2016 10:00
Imprimir
Fonte: Academia da Força Aérea, por Ten Vanessa
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Cynthia Fernandes

A equipe de triatlo da Grã-Bretanha, que estreia nesta quinta-feira (18/08) na Olimpíada, esteve aquecendo em uma unidade da Força Aérea Brasileira (FAB). Durante os últimos dez dias, a Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga - interior de São Paulo - serviu como centro de treinamento aos atletas. O time europeu é um dos favoritos da prova e conta com Alistair e Jonathan Brownlee, medalhistas de ouro e bronze, respectivamente, de Londres em 2012.

A equipe formada por seis pessoas, sendo três homens e três mulheres, utilizou alojamentos, piscinas, pistas para ciclismo e corrida da AFA na busca por medalhas. “Este é um dos melhores locais que já treinei”, afirma Alistair Brownlee, primeiro colocado na modalidade nas Olimpíadas de Londres.

Para o Tenente-Coronel Daniel Perius, a presença da equipe da Grã-Bretanha é motivo de orgulho para a AFA. “Serviu para incentivar ainda mais os cadetes, principalmente, os da equipe de triatlo, que puderam presenciar os treinamentos desses atletas de altíssimo nível”, afirma.

Referência
Esta não é a primeira equipe olímpica que escolhe a Academia da Força Aérea para ser um dos locais de treinamento. Os paratletas brasileiros da equipe de esgrima com cadeira de rodas tem utilizado a estrutura da AFA ao longo dos últimos anos. Este ano os atletas foram recebidos na sala de armas durante a preparação de rumo à competição que tem início no mês de setembro.
 
Nos Jogos
Paralímpicos de Londres no ano de 2012, o Time Brasil participou pela primeira vez modalidade com apenas um representante. A estreia do gaúcho Jovane Guissone foi comemorada com a conquista da inédita medalha de ouro na modalidade da espada. Segundo o paratleta, o treino realizado junto aos cadetes contribuiu para a conquista. “Ingressei na delegação em 2009, e desde então, venho treinando todos os anos na AFA. Se hoje o Brasil tem este medalha é também graças ao trabalho dos cadetes que disponibilizaram seu tempo e nos ensinaram”. Este ano, quatro esgrimistas representam o Brasil no Rio de Janeiro (RJ).
 
Além das equipes olímpicas, a Seleção Brasileira Sub 21 de Vôlei Juvenil realizou o início de sua preparação na AFA rumo ao Sul-Americano da categoria, que será realizado de 17 a 24 de outubro, em Bariloche, Argentina. Os primeiros dias de treinamento também foram realizados utilizando as instalações esportivas e de apoio fornecidas aos cadetes, como refeitório e alojamento.