RIO 2016

Com ingresso na mão, família torce para bom resultado da atleta militar

Sargento Jhennifer é uma das apostas no revezamento 4x100 medley
Publicado: 12/08/2016 12:14
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Cynthia Fernandes

Segurar a emoção tem sido tarefa difícil para a família da Sargento Jhennifer Amaral, que faz parte da seleção brasileira de natação. A atleta participa, nesta sexta-feira (12/08), da prova de revezamento 4x100 medley feminino, às 15h30, no Estádio Aquático Olímpico, no Rio de Janeiro (RJ). Aos 19 anos, a militar da Força Aérea Brasileira estreia na Olimpíada.

O pai da atleta, Jair Antônio da Conceição, se diz ansioso pra ver a filha pular na piscina. Segundo ele, parece que a ficha sobre a classificação na prova olímpica ainda não caiu. “Eu não sei o que vai acontecer com meu coração quando eu vê-la cair na água. Estamos numa expectativa muito grande,” brinca. Em casa, mãe e irmã também pretendem ver a nadadora competir.

A atleta vem construindo uma carreira promissora no esporte. Já foi campeã na prova de 100 metros peito no Campeonato Sul Americano de Natação em Lima (Peru) e conquistou a medalha de ouro na mesma modalidade no Campeonato Júnior de Inverno 2015 em Brasília (DF).

Recentemente, a nadadora ingressou no time de atletas de alto rendimento da FAB. Um motivo de grande orgulho para o pai coruja, que sempre quis ver uma das filhas se tornar militar. “Eu não tenho palavras para explicar o que significa ver uma filha minha na FAB. Agora ela tem acesso a uma piscina de treinamento no Campo dos Afonsos (RJ) que vai agregar muito no treinamento”, afirma.

Do dia 24 de julho a 2 de agosto, a sargento fez uma etapa de climatização no Centro de Treinamento Paralimpíco, em São Paulo. Junto com as demais atletas da equipe brasileira, a Sargento Jhennifer participou de treinos nos horários específicos das provas olímpicas, às 15h e 22 horas, para se ambientar ainda mais com a competição. Desde o dia 2 de agosto, a sargento está na Vila Olímpica no Rio de Janeiro acompanhando outras provas e se concentrando para o grande dia. “Ela conta que está animada. Acho que ela vai dar o melhor tempo da vida dela nesse revezamento”, garante o pai, que conversa por telefone diariamente com a nadadora.

Veja a matéria e o recado do pai para a atleta: