SOCIAL

Escola de Especialistas dobra número de crianças atendidas pelo Programa Forças no Esporte

Em dois anos, mais de mil jovens e adolescentes participaram do projeto
Publicado: 12/08/2016 08:00
Imprimir
Fonte: EEAR
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Flávio Nishimori

Projeto Segundo Tempo - For�as no EsporteRealizado desde 2014 na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), localizada em Guaratinguetá (SP), o Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte (PROFESP) atende, neste ano, cerca de 500 crianças e jovens. Esse número é mais que o dobro se comparado aos 200 participantes inscritos no início do projeto na EEAR. O começo das atividades de 2016 ocorreu na segunda-feira (08/08).

O PROFESP na Escola de Especialistas atende estudantes, entre 9 e 12 anos, da rede municipal de ensino de Guaratinguetá pertencentes a 13 das 22 escolas da cidade. São oferecidas práticas esportivas individuais e coletivas, além de atividades nas áreas de saúde, higiene, cultura e lazer.

Nestes dois anos, segundo explica a Tenente-Coronel Ana Márcia Leal, coordenadora do programa na EEAR, já foram atendidos mais de mil alunos. “Para muitas crianças esse projeto significa uma perspectiva de um futuro promissor. Além das atividades esportivas, trabalhamos, entre outros, a disciplina, a cooperação, a cortesia e a responsabilidade. Ou seja, aspectos que os levarão a uma melhoria do convívio social, capacidade e habilidades motoras, melhores condições de saúde e uma futura inclusão no mercado de trabalho”, ressalta a Tenente-Coronel Ana Márcia.

A coordenação do PROFESP na EEAR é composta por dez militares. Eles recebem e acompanham diariamente as crianças durante todas as atividades, de segunda a quinta-feira, no período de 7h às 12h. Além disso, o programa conta com o apoio rotativo de militares da Banda de Música, Rancho, Saúde e professores de educação física da rede municipal de ensino.

“A maioria das crianças demonstrou considerável melhora no rendimento escolar, um dos critérios para a permanência no projeto, além de desempenhos positivos em atividades esportivas. Em contato com professores e pais, temos relatos de efetiva melhora nas notas e no comportamento e atitude das crianças”, avalia a Tenente-Coronel Ana Márcia.

Saiba mais sobre a inclusão social proporcionada pelo Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte: