RIO 2016

Museu da FAB é parte do roteiro cultural da Olimpíada

São mais de 250 mil itens relacionados à aviação distribuídos em mais de 15 mil metros quadrados
Publicado: 09/08/2016 08:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Emília Maria

1º Grupo de Aviação de Caça na Segunda GuerraCom um acervo de 250 mil itens e 130 aeronaves expostas, o Museu Aeroespacial da Aeronáutica (MUSAL), localizado no Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro (RJ), faz parte do roteiro cultural dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Suas instalações ocupam uma área de mais de 15 mil metros quadrados, que abrigam salas de exposições, hangares e o pátio, que também tem aviões expostos. Já aposentadas, repousam no MUSAL as aeronaves utilizadas pela Força Aérea Brasileira (FAB) ao longo de seus 75 anos ou que tem importância histórica para o Brasil e para outros países. Dessas, apenas o Demoiselle e o 14-Bis, criados por Alberto Santos-Dumont, são réplicas.

Réplica do avião 14-BIS, construído por Santos Dumont

"Maior museu do hemisfério sul, o MUSAL recebe 60 mil pessoas por ano, e mantém uma estrutura para garantir o acesso à cultura a todos os visitantes, incluindo os portadores de deficiências físicas", explica o o Chefe da Divisão de Comunicação Social, Coronel D´Nar de Carvalho Soares.

Além de aeronaves, o museu apresenta a história de personalidades, como o próprio Santos-Dumont e o Padre Bartolomeu de Gusmão – conhecido por suas experiências com balões – e também o trabalho da Força Aérea. Isso inclui salas sobre as Mulheres na FAB, o serviço de Busca e Salvamento e a participação na Segunda Guerra Mundial.

Sala FAB na Guerra tem itens da campanha na Itália

"Entre os itens  de maior destaque, temos a hélice do Graf Zeppelin; o sextante de Gago Coutinho; a aeronave FW 58, única no mundo; e o escrínio com o coração de Santos-Dumont", cita o Coronel.

Há ainda um acervo bibliográfico de mais de cinco mil títulos especializados, documentos, fotografias, vídeos e slides que podem ser utilizados em pesquisas.

Para o público infantil, as placas descritivas das aeronaves contam com pequenos textos em linguagem mais leve e que trazem desafios para promover interação. O público estrangeiro também poderá entender o acervo: a maioria das descrições são traduzidas para o inglês e há vídeos no idioma.

O MUSAL recebe cerca de 60 mil visitantes por ano.

Detalhe de painel da Sala Santos-DumontServiço:
Endereço: Av. Marechal Fontenelle, 2000, Sulacap, Campo dos Afonsos, Zona Oeste, Rio de Janeiro – RJ (O acesso atualmente é pelo número 1000 da mesma avenida).
Horário: Terça a sexta-feira, das 9h às 15h. Sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 16h.

Visitas guiadas devem ser agendadas com antecedência de um mês: (21) 2157.2587 e 2157.2895.
Entrada gratuita. Acessibilidade para cadeirantes.

Acesse a página do MUSAL para saber mais.

 

Assista à matéria sobre o museu: