RIO 2016

Militar da FAB vai participar do revezamento da Tocha Olímpica em Fernando de Noronha

O suboficial Cruz será o segundo miltiar da FAB a participar do revezamento
Publicado: 04/06/2016 08:00
Imprimir
Fonte: Agência Força Aérea, por Ten João Elias

  O Suboficial Edson da Silva Cruz, da Força Aérea Brasileira (FAB), é uma das 12 pessoas que vão participar do revezamento da Tocha Olímpica dos Jogos Rio 2016, neste domingo (05/06), em Fernando de Noronha (PE). Ele vai carregar a pira por um trecho de 200 metros, do Forte São Miguel até a administração da ilha. “Para qualquer brasileiro é uma honra e, para mim, está sendo de uma magnitude enorme”, ressaltou o militar.

O Suboficial Cruz é militar da FAB há 25 anos e trabalha há um ano e meio no Destacamento de Aeronáutica de Fernando de Noronha (DESTAE-FN), sendo encarregado da seção operacional, que é responsável pelo tráfego aéreo na localidade. “A primeira vez que eu vim para Fernando de Noronha foi em 2007 e me encantei, aqui é exuberante. Minha mulher e minhas duas filhas, de nove e quatro anos, também adoram”, afirma.

O arquipélago de Fernando de Noronha é considerado uma localidade de “Operações Especiais” pelo Comitê Organizador para captação de imagens que serão divulgadas em todo o mundo. A seleção dos moradores foi feita em conjunto pela Administração do Distrito, empresários e instituições locais, Conselho Distrital e a comunidade.

Mais de 300 locais do Brasil foram escolhidos para compor a rota de revezamento do fogo olímpico. Entre todos os destinos, apenas oito são considerados operações especiais. Diferentemente da maioria das cidades, a ação em Fernando de Noronha acontecerá durante um dia inteiro.

Esta será a segunda vez que um representante da FAB participa do revezamento. No dia 15 de maio, o aluno Samuel de Almeida Andrade, da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), foi um dos condutores da tocha olímpica em Barbacena (MG). Veja aqui.