OPERACIONAL

Esquadrão Harpia realiza exercício operacional com metralhadoras Minigun

Atividade teve como foco a preparação para defesa aérea dos Jogos Olímpicos
Publicado: 28/04/2016 10:00
Imprimir
Fonte: 7°/8° GAV
Edição: Agência Força Aérea, por Ten Evellyn Abelha

Durante a missão de tiro lateral terrestre  2T KitayamaO Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV) sediou de 13 a 23 de abril o exercício operacional de tiro lateral terrestre do Esquadrão Harpia (7°/8° GAV) que contou com a participação de 52 militares da unidade. A bordo dos helicópteros H-60 Black Hawk, a unidade aérea realizou voos diurnos e noturnos, adaptação para os novos pilotos e tripulantes, além de formação para o uso dos óculos NVG, do inglês Night Vision Goggles.

“Especificamente para este ano, o treinamento teve como foco principal a preparação para o apoio aos Jogos Olímpicos Rio 2106 no que tange as medidas de defesa aérea e de policiamento do espaço aéreo”, explica o Comandante do Esquadrão Harpia, Tenente-Coronel Andrei Garcia Nunes.

Óculos de visão noturna  2T KitayamaSediado em Manaus (AM), o Esquadrão se deslocou para o CPBV onde realizou os tiros com as metralhadoras laterais Minigun M-134, calibre 7.62mm, com cadência de 3 mil tiros por minuto. Os militares fizeram o adestramento das táticas e técnicas de emprego armado em alvo terrestre. A capital amazonense receberá seis jogos do torneio de futebol Olímpico – quatro do masculino e dois do torneio feminino. As partidas serão em rodadas duplas na Arena da Amazônia nos dias 4, 7 e 9 de agosto. 

Helicópteto H-60 Black Hawk: