ANUÁRIO ESTATÍSTICO

Estudo mostra movimentos de tráfego aéreo nos aeroportos brasileiros em 2015

Veja quais são os sete aeroportos que tiveram mais movimentos de tráfego aéreo
Publicado: 14/04/2016 11:27
Imprimir
Fonte: DECEA, por Daniel Marinho
Edição: Agência Força Aérea, por Ten João Elias

  Movimentação no tráfego aéreo em 33 aeroportos brasileiros, nas imediações de um aeródromo e em cinco regiões de voo brasileira. Esses dados fazem parte do Anuário Estatístico de Tráfego Aéreo 2015, lançado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), por meio do Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA), no dia 31 de março. O objetivo é refletir o atual comportamento da aviação brasileira, fornecer instrumentos necessários para a identificação de necessidades da infraestrutura aeroportuária e apresentar dados relativos à evolução do tráfego de aeronaves.

“Os dados são acessados não somente pelas organizações militares da Força Aérea Brasileira, como também pelas empresas aéreas, concessionárias e demais órgãos relacionados. Essas informações podem ajudar nas tomadas de decisões em relação ao planejamento de suas atividades”, explica o Chefe da Seção de Estatísticas do CGNA, Tenente Diego Guimarães Cruz.

O Anuário é constituído de três seções: Aeródromo, TMA (Área de Controle Terminal)/CTR (Zona de Controle) e FIR (Região de Informação de Voo).

A primeira seção apresenta informações sobre 33 aeródromos pertencentes ao Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e aborda diversos temas, como movimentos totais e mensais, movimentos por tipo de voo (comercial, geral ou militar), percentuais de crescimento, atrasos da aviação comercial e ranking de fluxos entre aeroportos (nacionais e internacionais) e possibilita a comparação dos movimentos nos últimos três anos.

Já a seção sobre as TMA e CTR, que são as áreas situadas na confluência de rotas e nas imediações de um ou mais aeródromos, mostra o ranking de movimento, evolução anual e mensal, além de avaliação do comportamento do movimento médio por dia da semana, tanto em Controle de Aproximação (APP) automatizado quanto em não automatizado.

Por fim, a última seção apresenta informações sobre a evolução dos movimentos mensais e anuais de aeronaves em cinco Regiões de Informação de Voo brasileiras (FIR Brasília, FIR Curitiba, FIR Recife, FIR Atlântico e FIR Amazônica).

Clique aqui para acessar o anuário.

Movimentos aéreos – Com base nos dados do Anuário, confira abaixo o ranking dos aeroportos mais movimentados de 2015, contemplando pousos, decolagens, toques e arremetidas e sobrevoos.

Entre os sete aeroportos que tiveram mais movimentos, apenas os de Confins e Congonhas registraram crescimento nos totais de movimentos em 2015. Brasília se manteve estável e os demais recuaram em relação aos números totais do ano anterior. Dos sete aeroportos mais movimentados, cinco são atualmente administrados por empresas privadas, em regime de concessão: Guarulhos, Galeão, Confins, Brasília e Viracopos. Congonhas e Santos Dumont, tradicionais alicerces da Ponte Aérea Rio-São Paulo (um dos trechos mais voados no mundo), são geridos pela Infraero.

Confira a relação: 

  1º – GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos/ São Paulo (Guarulhos – SP)

299.457 movimentos de tráfego aéreo em 2015

É o maior aeroporto do País e o mais movimentado da América Latina em número de passageiros.

Aviação geral, militar e 39 companhias aéreas nacionais e internacionais operam, diariamente, mais de 800 voos no aeroporto, pousando e decolando aeronaves de pequeno, médio e grande portes.

No ano passado, 27% dos movimentos na aviação comercial referiram-se a voos internacionais. Quanto ao total de movimentos, porém, Guarulhos registrou uma queda de 3,6%. A aviação geral recuou em 26,9% e a comercial, 1,4%. Atualmente a aviação comercial responde por 94% dos movimentos no aeroporto, índice que vem crescendo nos últimos anos.

 

  2º – CGH Aeroporto de Congonhas (São Paulo – SP)

221.534 movimentos de tráfego aéreo em 2015

O aeroporto, assim como o Santos Dumont (RJ), opera com certas restrições de funcionamento: fecha das 23 h às 6 h e, desde 2008, só opera com voos domésticos.

Em 2015, recebeu, em média, 607 movimentos por dia e mais de 19 milhões de passageiros, interligando São Paulo a 30 localidades, sobretudo o Rio de Janeiro.

Considerado o grande aeroporto executivo do Brasil, Congonhas observou um acréscimo de 2,5% dos voos em 2015: 9,5% referente à aviação comercial, que aumentou sua participação no total de movimentos de Congonhas de 73% em 2014 para 78% em 2015.

 

  3º – BSB Aeroporto Internacional de Brasília/Pres. Juscelino Kubitschek (Brasília – DF)

199.246 movimentos de tráfego aéreo em 2015

O aeroporto recebe aproximadamente 18 milhões de passageiros/ano e é o maior em capacidade de pista do Brasil, podendo receber um voo por minuto.

Em 2015, o número de movimentos se manteve estável em relação ao ano anterior. A aviação geral vem reduzindo sua operação nos últimos anos e apresentou queda de 16,0%. A aviação comercial, porém, registrou um aumento de 4,6 % no mesmo período.

 

  4º – GIG Aeroporto Internacional do Galeão- RIOgaleão/Antônio Carlos Jobim (Rio de Janeiro – RJ)

141.549 movimentos de tráfego aéreo em 2015

Localizado a 20 Km do centro do Rio, é o segundo em movimentação internacional do País, servindo atualmente 23 companhias aéreas nacionais e internacionais, bem como a aviação geral e a militar (Base Aérea do Galeão - BAGL).

Em 2015, os movimentos de tráfego aéreo do aeroporto recuaram 6,4% em relação ao ano anterior, boa parte devido ao expressivo recuo de 33% nos voos da aviação geral.

 

  5 º – SDU Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro – RJ)

139.561 movimentos de tráfego aéreo em 2015

Este foi o primeiro aeroporto civil a operar no Brasil e só recebe voos domésticos que servem à capital fluminense. Em 2015, o movimento recuou 7,3% devido, sobretudo, a aviação geral que observou um decréscimo de 27,2%.

 

6 º – VCP Aeroporto Internacional de Viracopos (Campinas – SP)

131.537 movimentos de tráfego aéreo em 2015

Localizado a 18 quilômetros do centro de Campinas e a 100 Km de São Paulo, Viracopos recebe mais de 10 milhões de passageiros por ano e possui um dos maiores terminais de carga do Brasil.

Em 2015, houve uma redução de 2,8% nos movimentos do aeroporto na comparação com 2014.

 

7 º – CNF Aeroporto Internacional de Confins/ Belo Horizonte (Confins – MG)

114.762 movimentos de tráfego aéreo em 2015.

O aeroporto é o principal da região metropolitana da capital mineira e apresentou um percentual de crescimento significativo, saltando do 10º lugar no ranking em 2014 para o 7º lugar em 2015.

Localizado a 38 Km do centro de BH, sua vocação é a aviação comercial (companhias aéreas), que responderam por 98% dos voos do ano passado, por onde transitaram mais de 11 milhões de passageiros em 2015.