TRÁFEGO AÉREO

Evento debate iniciativas para implementação de comunicações

Uma das palestras foi sobre o Data Link para ATS
Publicado: 18/03/2016 07:00
Imprimir
Fonte: DECEA
Edição: Agência Força Aérea, por Ten João Elias

  O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e a empresa SITA realizam, até sexta-feira (18/03), a Primeira Jornada de Comunicações sobre Data Link. O evento apresenta as iniciativas brasileiras e mundiais para a implementação de aplicações de comunicações por enlace de dados para os serviços de tráfego aéreo (ATS - do inglês, Air Traffic Services).

Durante a jornada, o Major da Reserva Nilton de Faria apresentou a palestra “Visão Estratégica do DECEA para evolução do Sistema ATM [gerenciamento do tráfego aéreo, do inglês, Air Traffic Management] Nacional”, dando ênfase no Data Link para ATS. O oficial, em sua carreira, trabalhou no Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro de 1994 a 2007 e, desde 2008, trabalha como consultor em áreas de planejamento aplicado ao Sistema ATM Nacional.

“A Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) vem desenvolvendo um planejamento cujos estudos se iniciaram em 1983. O Planejamento Global, que compreende o período de 2013 a 2028, envolve o Manual de Performance Global, que, no Brasil, se configura no Programa Sirius Brasil, que é o Plano de Implementação do Gerenciamento de Tráfego Aéreo Nacional. Entre muitas facilidades e vantagens, o Sirius visa maior eficiência ATM, redução da carga de trabalho e de custo aos operadores, melhores serviços aos usuários, com redução de cargas nocivas”, explicou.

Na sequência, o palestrante falou sobre a estrutura do mecanismo de governância do Programa Sirius, bem como o Projeto GBAS, que teve seus primeiros estudos em 2003. Segundo Nilton, as pesquisas de Ionosfera em Baixa Latitude Magnética foram realizadas entre 2011 e 2014 e, em 2015, detectou-se a necessidade de um novo Modelo de Risco para o Hemisfério Sul. Até 2017, este novo modelo será desenvolvido.

  O major ressaltou, também, a importância do Sistema de Gestão de Fluxo de Tráfego Aéreo (SIGMA), utilizado com grande sucesso na Copa do Mundo Fifa 2014, e a ser aplicado nas Olimpíadas 2016.

“Esta é uma excelente oportunidade de trocar experiências. Somos pioneiros no Brasil em comunicações de tráfego por dados. Temos muito a passar e a aprender”, afirmou o Comandante do Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III), Coronel Eduardo Miguel Soares.

Já o Vice-Presidente da SITA, Elbson Moreira Quadros, agradeceu e parabenizou o DECEA pela iniciativa. “Estamos, desde 1966, atuando no ambiente da aviação mundial, atendendo companhias nacionais e internacionais. Estou feliz em participar desta evolução das Comunicações no Controle de Tráfego Aéreo”, concluiu.