AEDES AEGYPTI

Militares continuam no combate ao vetor

Eles visitaram escolas para orientar e conscientizar estudantes sobre os perigos da doença
Publicado: 04/03/2016 11:36
Imprimir
Fonte: II COMAR

Militares do Binfae-RF nas casas  CB AlexandrinoMilitares da Força Aérea Brasileira (FAB) continuam na luta contra o mosquito Aedes aegypti. As ações ocorrem em diversos estados, como Pernambuco e Amazonas, e dão continuidade ao programa Zika Zero do Governo Federal.

RECIFE - Militares do Segundo Comando Aéreo Regional (II COMAR) e do Hospital de Aeronáutica de Recife (HARF) percorreram escolas dos diversos bairros da cidade, realizando ciclo de palestras para alertar sobre a importância da prevenção e combate ao mosquito. 

No primeiro momento, foram visitadas 13 escolas da rede Estadual de ensino, onde cerca de mil pessoas, entre pais e alunos, puderam participar. Por meio de recursos audiovisuais, o ciclo de palestras teve como objetivo conscientizar, de forma dinâmica, as ações preventivas e de combate ao mosquito Aedes. Ao final de cada palestra, os alunos foram questionados sobre o tema abordado e aqueles que responderam corretamente ganharam brindes, motivando assim a participação na apresentação.

Palestra para Ensino Médio  S2 Alves Silva“Sabemos da maioria das informações que a Força Aérea nos trouxe, mas sempre existe algo a acrescentar. Foi uma troca de conhecimentos que agora tenho obrigação de multiplicar aos meus familiares, amigos e vizinhos, a importância da conscientização do momento em que o nosso País está passando”, relata a estudante Natália Alves, do 3º ano do Ensino Médio, da Escola Amor Divino, no bairro do Jordão.

A rede Estadual de ensino faz parte do primeiro momento dessa etapa do programa Zika Zero. As visitações nas escolas atenderão também a rede municipal e privada de ensino.

Ao mesmo tempo, 160 militares do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial de Recife (BINFAE-RF) estão atuando em diversos bairros, em parceria com os agentes de saúde. São 40 militares por dia que visitam imóveis procurando focos e orientando a população.

MANAUS - Já a Guarnição de Aeronáutica de Manaus concluiu nesta sexta-feira (04/03) a quarta etapa da Campanha Nacional de Combate ao mosquito Aedes Aegypti e atendeu cerca de 7.000 alunos. Nessa fase, militares da Força Aérea, da Marinha do Brasil (MB) e do Exército Brasileiro (EB) foram às escolas municipais, estaduais e particulares para conscientizar crianças e adolescentes sobre o combate ao mosquito. As ações começaram no dia 19 de fevereiro.

A Chefe de Seção de Investigação e Justiça (SIJ) do Sétimo Comando Aéreo Regional (VII COMAR), Tenente Serviços Jurídicos Maura Sposito, foi voluntária para o trabalho nas escolas. De acordo com a oficial, as crianças contribuem para o combate ao Aedes. “Foi um trabalho gratificante. Adorei repassar os conhecimentos para as crianças. A resposta delas foi significativa porque elas conseguem captar a mensagem e vão repassar em casa. Acho que elas podem aplicar em casa com a família as formas de eliminar o mosquito”, disse.

  Na capital amazonense, a Força Aérea ficou responsável pelas escolas estaduais e municipais da zona sul da cidade. As atividades aconteceram em três sextas-feiras, nos dias 19/02, 26/02 e 04/03, nos bairros Betânia, Colônia Oliveira Machado, Crespo, Educandos, Morro da Liberdade, Raiz, Santa Luzia e São Lázaro. Nessas visitas, alunos do Ensino Fundamental I e II (1° ao 9° ano) e do Ensino Médio assistiram a palestras que ensinaram como reconhecer focos do Aedes. Nas atividades, oficiais e sargentos também apresentaram vídeos e fizeram dinâmicas com as crianças e os adolescentes.

Segundo a Diretora da Escola Municipal José Tavares de Macedo (localizada no bairro Santa Luzia), Raimunda Alvacir Carneiro Conceição, essa iniciativa foi importante. “A forma como o tema foi mostrado foi válida. Essa parceria é fundamental nesse momento em que a situação é grave”, disse.

Veja outra reportagem sobre o trabalho da FAB no combate à dengue na edição do NOTAER deste mês